Who's amoung us?

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

COINCIDÊNCIAS OU AFINIDADES

(Itabira e região)

Na quinta-feira passada, publiquei aqui uma postagem que aconselhava os prefeitos a não abrirem precedentes no favorecimento dos seus, sob pena de perderem as rédeas do poder, chamada de "Brincadeira...".

No dia seguinte, recebi em casa o meu exemplar do jornal O Trem, que sempre leio na íntegra e me inspiro. Na página 4, o editor Marcos Caldeira listou uma série de recomendações "Para ele ser um doutor prefeito", referindo-se ao Damon de Sena, prefeito de Itabira. No total, 25 mandamentos para Damon acertar e poder reivindicar  novas eleições. Todas muito pertinentes e que deveriam ser colocadas em quadros nas salas de todos os secretários. 

Mas uma chamou-me mais a atenção. Eis o que defende:
  • "Jamais usar funcionários e equipamentos públicos em proveito próprio, de amigos ou de aliados políticos. É ilegal e, quando cai na boca do povo - e sempre cai na boca do povo - o nome do prefeito vai para a lama."
Alô Marcos Caldeira, O Trem seria muito bem-vindo em São Gonçalo do Rio Abaixo e pode dar uma senhora contribuição. Já pensou em colocar esta estação no seu itinerário?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.