Who's amoung us?

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO.

Existiu um homem que faliu no comércio aos 31 anos de idade;
Concorreu sem se eleger a deputado estadual aos 32 anos; e faliu novamente no comércio aos 34 anos;
aos 35 anos sua Esposa faleceu;
teve um colapso nervoso aos 36 anos; perdeu as eleições para prefeitos aos 38 anos;tentou sem sucesso ser deputado federal aos 43 anos;
candidatou-se para deputado estadual aos 46 anos e não se elegeu;
foi candidato a deputado federal aos 48 anos e não se elegeu;
também perdeu para senador aos 55 anos; concorreu para vice-prefeito aos 56 anos e perdeu,
foi candidato ao senado aos 58 anos e perdeu novamente.
Quando de nós já teríamos desistido há muito tempo...
E este homem que nunca desistia foi à luta;
e foi eleito presidente dos EUA aos 60 anos.
Este homem foi Abraham Lincoln, considerado pelos americanos como melhor presidente que os Estado Unidos teve até hoje.
Desejo que seus sonhos se realizem!
Feliz Natal e um próspero ano novo.
São meus os votos sinceros,
Henrique Nery

“Vou devagar, mas jamais desandando o andado." [Abraham Lincoln]
"A democracia é o governo do povo, pelo povo, para o povo." [Abraham Lincoln
]
RESPOSTAS ÀS PROVOCAÇÕES I: AVALIAÇÃO DO GOVERNO JOÃO

Acabo de ler o Twitter do Adilson Simeão, do DataMG, prometendo apresentar a avaliação do governo de João Izael para esta semana. Dias atrás, postei aqui as pesquisas das cidades vizinhas que ele nos repassou e opinei inconformado por não ver os resultados de Itabira.

Aguardo ansiosamente para ver. Torço para que seu cargo e ligação com o grupão não afete o resultado. Ops, acabei provocando de novo... Vai lá, Adilson!


RESPOSTAS ÀS PROVOCAÇÕES II: BLOGUEIRO IRRESPONSÁVEL

Soube, ontem, que o presidente da Câmara de Itabira, Neidson Freitas, me chamou de "blogueiro irresponsável" no Twitter, após eu ter publicado aqui a postagem "Pra boi dormir", na qual defendi que ele gastou mais que seus presidentes antecessores.

Uai, sô! Será que errei mesmo? Acho que não, rapazinho...

Vamos recorrer à valiosa matemática: Se a Câmara antes tinha 19 vereadores e agora tem 11, para considerarmos que seu mandato de presidente economizou, ele deveria ter devolvido algo acima dos 42,10%, que é o índice encontrado com a redução, por regra de três (11 * 100 / 19). Considerando que a Câmara tem o direito de repasse de 6% de 300 milhões, o orçamento da Câmara deve oscilar perto do 18 milhões de reais por ano, desta forma, a economia só com o número de vereadores, deveria ter sido acima dos 7,5 milhões de reais! E não os 2 milhões que tanto alardeou.

Mas, já que gerou dúvidas, registro aqui alguns perguntas:
1) Ele pode ser qualificado de mais responsável do que eu, se tivesse apresentado, nesses 5 anos de mandato de vereador, algum pedido de CPI ou mesmo ter fiscalizado alguma obra ou feito do Governo Municipal, cujo grupo, todos aqui sabem, ele compõe. Afinal, há alguma ação MAIS RESPONSÁVEL dele nesse sentido? Foi aberta alguma CPI proposta por ele, diante de tantos questionamentos da sociedade?
2) O Jornal O Trem tem sempre pedido que a Câmara e a Prefeitura crie um site com todas as despesas detalhadas, relação dos cargos e contratos, com os respectivos valores pagos, para o bem da transparência da gestão pública e, claro, do direito de ser achar MAIS RESPONSÁVEL.
3) Quantos cargos ele indicou para a Prefeitura? É verdade que sua mãe foi contratada para trabalhar na Apae, via empresa de terceirização paga pela Prefeitura?




Piadas de botecos

É... essa correria louca acaba nos privando de alguns momentos engraçados. Ontem, me permiti uma escapadinha à noite num boteco e olhem o que rendeu:

Nome errado: O blog Filhos do Cauê deveria ser Órfãos do Cauê.

Definição da sigla DEM: Dinheiro Escondido na Meia.

Olhe o panetone aí minha gente!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Mais um grito

Aos poucos, as coisas vão perdendo o controle e a real imprensa começa a rebelar. Agora, quem dá a bronca na Secretaria de Administração de Itabira é o Mauro Moutra, do sítio Leste Mais, e do côro dos indignados vai tomando corpo.

Mauro denuncia a contratação de uma empresa de informática sem licitação, por mais de R$ 340 mil reais. Leia mais em http://www.lestemais.com.br/conteudo.asp?id_noticia=6038.


A granada explodiu!

Sempre que me refiro a Luiz Antônio Zanon, costumo brincar que o cara é uma granada sem pino, cujo artefato pode estourar na primeira mão que pousar.

E é mesmo! O, agora blogueiro, Zanon pode ser lido no endereço http://luizdomosaico.blogspot.com/, com direito a uma "bomba". O jornalista conseguiu uma cópia de uma gravação do ex-candidato a vereador pelo PTB, Jota Santos, antes do grupão, com Toninho Mota, ex-ouvidor da Prefeitura nos dois últimos mandatos, do João e do Ronaldo. Na gravação, Jota Santos cobra uma grana de caixa dois da última campanha do João, para uma suposta compra de votos.

Caramba!

Avaliação dos Prefeitos da Região

Chegou de graça, dias atrás, uma pesquisa do Instituto DataMG, empresa do jovem Adilson Simeão, que também trabalha na Câmara Municipal de Itabira, referente à coleta de dados em 3 cidades vizinhas, entre 4 e 8 de dezembro. Eis os resultados:


Como podemos comprovar, os resultados alcançados pelo Raimundo Nonato Barcelos (Nozinho) são muito bons, mesmo com todos os desgates possíveis que pode arcar qualquer governo em segundo mandato.

Como acompanho de perto, há anos, as estratégias políticas regionais, posso afirmar que, no caso do Nozinho, ao invés dele encher a prefeitura com cargos, optou por uma gestão mais técnica, com grande volume de obras, que mais nos remete à gestão do falecido Li Guerra, aqui em Itabira. Por coincidência, ambos do mesmo partido: PDT.

Em Santa Bárbara, o que mais vem desgastando o Timbira são as intermináveis obras no centro da cidade, que tem deixado o comércio num caos sem fim.

Em Barão, o que mais atrapalha o Abade é um tipo de letargia de seu governo, causada mais por causa de falta de pulso do Prefeito, sem nos esquecer da crise, que pegou seu governo mais a fundo.

Segundo o DataMG, foram entrevistadas 300 pessoas acima de 16 anos de idade, em cada cidade, com margem de erro de 5,6% e intervalos de confiança de 95% nos três municípios pesquisados. Cheguei até a imaginar que devia ter havido um equívoco do pessoal do DataMG (dos tipos de Control-C e Control-V), no campo de número de entrevistados, ao ler que eram o mesmo número de amostras para as 3 cidades, com universos populacionais bem diferentes. À tarde, ao conversar com Cristiano Penido, outro expert em pesquisas, ele me confirmou que, populações acima de 5000 pessoas, o número de amostras é igual.


Só lembrando, Adilson teve seu trabalho muito questionado nas últimas eleições, mas os estudos de sua equipe culminaram com vários resultados certeiros, após as aberturas das urnas eletrônicas.

Estranhamente, não foi avaliada ou apresentada a pesquisa sobre nossa cidade, sede do Instituto DataMG. E imagino o porquê: o governo do João deve andar muito mal avaliado mesmo. Pelo menos, segundo nossas enquetes com muito menos precisões, apontam para uma rejeição altíssima, entre 70 e 82%.


Dobradinha = Bucho de boi

Chegando da Fazenda de meu sogro, onde fui passar o natal, nas beiras do Rio São Francisco, (cada vez mais magro e sem peixe) me deparo mais uma vez com as dúvidas da subida de Ronaldo Magalhães ao palanque do PV em seu ato inaugural da sede em Itabira. Me preocupa essas dúvidas pois passam a imagem que tudo estava sendo combinado para uma dobradinha Damon-Ronaldo, Ronaldo-Damon nas futuras eleições. Não acredito nesta dobradinha, seria um tapa na cara da militância de Itabira e principalmente demonstraria a falta de postura de Damon e da presidência do PV Itabirano em se "culiar" com quem sempre demonstraram nojo e desprezo politico. Mas como politicagem aceita tudo, me mete medo essa idéia. Porém, o que me faz escrever neste blog, é a suspeição levantada pelo meu eterno super amigo Fernando Martins com relação a um possivel acordo de interesseiros à suposta dobradinha (de boi??). Não houve nenhum ensaio, a subida do Ronaldo no palco foi idéia minha, apenas porque ele estava lá e recebeu convite para comparecer no ato inaugural. Ele é um deputado e seria de péssimo exemplo não convidá-lo para subir ao palco, assim como subiu Neidson, na qualidade de Presidente da Câmara e representado o Prefeito João Bem Viver Completando o Trabalho.
Portanto, nobre integrantes do conselho, pela enésima vez, a idéia de chamá-lo ao palco foi minha, não houve uma pré-idéia de colocá-lo no palco visando tal dobradinha. E assim o fiz e confesso que pela primeira vez, nos meus mais de vinte anos de microfone, fiz do palco, um picadeiro de circo... FELIZ ANO NOVO!!!!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

DE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS A 1° DE ABRIL ANTECIPADO

LEIAM ESSE TRECHO DA ENTREVISTA DO DEPUTADO RONALDO MAGALHÃES PARA DEFATO ONLINE:

"A entrada de Ronaldo Magalhães no Partido Verde (PV) causou muita polêmica e controvérsias, mas ele interpretou a mudança de partido como uma situação normal e tranquila.

O candidato afirmou que o processo iniciado pelo Ministério Público (MP) não traz transtorno algum e que até o momento ele não foi informado oficialmente.
Ainda segundo ele, sua não aceitação dentro do partido faz-se apenas por alguns membros, pois ele já interage com grande parte dos integrantes.´O PV agora é meu partido e pretendo representá-lo e defendê-lo em qualquer situação', concluiu."

Pois é... me abstenho, por ora, de comentar, mas não resisto e deixo aqui algumas perguntas para sua assessoria responder:

Quais são as reais justificativas dele ao julgar como "uma mudança tranquila" do PSDB para o PV considerando:
1) Que o PV local, maior oponente da sua base eleitoral, alega não ter sido notificado a tempo e ele ter optado em divulgar o golpe só depois de vencer o prazo legal para que o principal oponente, Damon de Sena, pudesse optar por mudar de partido?
2) Que até o Ministério Público ajuizou ações de cassação de mandato contra ele e outros demais deputados oportunistas?
3) Que, sendo ele do PV agora, um partido de filosofia ambientalista, por que não se posicionou contra a obra da Prefeitura de Itabira, que culminou com uma das maiores agressões contra a mata do Pico do Amor, bem no centro de Itabira? Será que não viu ainda ou avaliza o desastre?

Ontem à tarde, tive ainda outra notícia oficiosa, que o Deputado Federal José Fernando-PV planeja vir de candidato ao Governo do Estado, podendo abrir espaço para Damon vir como candidato a Federal. Caso essa notícia se confirme, registro mais outras perguntas para ambos (o deputado e o PV Local): seria então um ensaio ele ter feito parte do palanque durante a inauguração da sede do PV itabirano, ou foi mesmo uma mera formalidade de cerimonial?

Com as palavras, os interessados.

MOTIVO DESCONHECIDO

Na noite do último domingo a BR-381 ficou com o trânsito de veículos paralisado por cerca de três horas e muita gente que ficou retida na rodovia nem ficou sabendo o motivo.
É que além dos acidentes, ainda existe o tormento das obras que nunca acabam. Depois de anos de abandono retomaram as obras de conclusão das pontes no trecho João Monlevade a Belo Horizonte, mas na semana passada, sem nenhuma explicação e faltando pouca coisa a ser concluída, simplesmente os trabalhadores sumiram.
Ninguém fala nada, ninguém cobra nada, ninguém explica nada.
É um verdadeiro e descarado desrespeito ao usuário que tantos impostos paga para ter um governo tão omisso.

TREVO DE ITABIRA

Outro exemplo de absurdo é o abandonado trevo de Itabira, cuja obra está paralisada já há quase 4 anos e ninguém fala nada.
No mês passado fizeram um recapeamento na pista do trevo, mais uma obra paliativa para enganar trouxa. Itabira merece mais respeito. É terra de Drummond, berço da Vale, município que produz riquezas para o Brasil e com mais de 100 mil habitantes que trabalham e pagam seus impostos. Não pode ser tratada com tanto desrespeito.
Onde estão o prefeito João Izael, os vereadores, o deputado Ronaldo, o deputado Mauri Torres, o deputado José Santana e mais um monte de políticos que vivem às custas dos votos dos eleitores itabiranos, mas são incapazes de fazer prevalecer as representações que lhes foram dadas?
É uma vergonha.

RECESSO

Estamos começando o recesso de final de ano e desejamos a toda a turma do Filhos do Cauê boas festas e um 2010 de muita saúde para a gente correr atrás do resto.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

VEM ENCRENCA POR AÍ...

Soube de um vereador, ontem, que a Prefeitura de Itabira planeja extinguir os serviços de mototaxi na cidade para breve. A idéia era para já, só que uma notícia dessa acabaria com as festas de final de ano e o sono de muita gente, inclusive deles, dos políticos.

Agora, quando me lembro dos mototaxistas fazendo carreata a favor do (ou contratados pelo) João, nas últimas eleições, fico até imaginando a cara deles quando souberem da intenção do governo... Ô corridinha cara essa que eles deram na época, não?

PARADEIRO

Enquanto em São Gonçalo, Nozinho recebe o Prêmio Nacional de Melhor Gestor da Merenda Escolar das mãos do Lula, vive entregando obras e, recentemente, seu governo foi avaliado positivamente em mais de 80%, por aqui, nesses últimos dias, temos vivido um paradeiro danado. Final de ano frio e sonolento em Ita. Não há nada novo no cenário político local, nem obras, nem nada...

Ao que parece, a política itabirana já está em recesso há, pelo menos, uma semana atrás. Um bom termômetro desse paradeiro é este blog, que meses atrás se encontrava concorridíssimo.

Ando conversando muito e, pelo menos, uns 4 vereadores já sinalizam romper com o grupão mais na véspera das próximas eleições municipais. A estratégia deles tem certa razão, afinal, eles próprios já enxergaram, há meses, os desgastes do governo municipal e da submissa Câmara. Se vazarem agora, perdem os cargos indicados e as benesses. Se ficarem, se desgastam juntos e abrem vagas para novos nomes. É, muito provavelmente por isso, que todos estão na moita, comendo escondido para não serem lembrados agora e para poderem acumular alguma gordurinha, que fará muita falta para a próxima corrida eleitoral. Um tipo de hibernação política.

Haahhnnn... vou parar um pouco por aqui também. Esse paradeiro tá dando sono danado... Inté mais.


sábado, 19 de dezembro de 2009

ALÔ TURMA DO PT!!!

Pessoal, abri uma exceção para publicação de um comentário anônimo na postagem "Orgulho de ser Filho-do-Cauê", no qual o comentarista dispara críticas (e denúncias) contra o partido.

Optamos pela publicação para o bem da discussão democrática e até mesmo para estimular o autor anônimo a se identificar.

Na oportunidade, elogiamos a postura correta, ética e transparente que os integrantes do PT itabirano adotam aqui neste fórum ao se identificarem.

Aliás, pelo que se tem visto há quase uma década no Matto Dentro, os principais integrantes do grupão detestam espaços democráticos. Se alguém se propor a duvidar, é fácil comprovar: Quantas vezes você viu algum integrante da oposição ser entrevistado na TV Cultura? Quantos jornais existem em Itabira e quantos deles abrem espaços para a oposição?

Caso provem que as denúncias e críticas são inverídicas, a retiraremos do ar o mais rápido possível, bem como abriremos amplo espaço para defesa.

Adiantamos que será a única exceção e não mais abriremos outra oportunidade.

Contamos com a compreensão de todos os leitores.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009


POSSIBILIDADES ELEITORAIS

Em outubro do ano que vem, como o leitor certamente já sabe, teremos eleições para eleger o Presidente da República, dois senadores, deputados federais, governador e deputado estadual. Quais possibilidades eleitorais nos aguardam no Médio Piracicaba? Inúmeras, mas podemos terminar sem nenhuma.
Esqueçamos, pelo menos por ora, as disputas para presidente, senador e governador, atendo-nos apenas sobre as possibilidades que temos de representação na Assembléia Legislativa e na Câmara dos Deputados.
Vamos começar por Itabira, maior colégio eleitoral de nossa região. O município nunca conseguiu (nem mesmo tentou) liderar o Médio Piracicaba em torno dos mesmos candidatos. Na realidade, nem mesmo o povo itabirano tem conseguido se unir em torno de seus candidatos nos últimos tempos. E o que parece vir pela frente não é muito animador.
O prefeito João Izael nega, mas observadores garantem que seu plano político era deixar a Prefeitura de Itabira no ano que vem e se candidatar a deputado federal. Como ele não conseguiu trocar seu vice e o reeleito, Roberto Chaves, não tem a confiança do grupo do prefeito, o plano perdeu força e efeito.
Izael garante que não se candidata, apesar de 2010 ser a sua grande e, talvez, única oportunidade de alçar vôos mais altos. Roberto Chaves assumiria a Prefeitura e não se descartaria até uma dobradinha do prefeito com Mauri Torres, pelo menos nos dois maiores municípios da região. Para Itabira seria quase a garantia de ter um deputado federal da região em Brasília.
Mas dizem que nada disso vai acontecer. Ronaldo Magalhães, Delegado Robson, Alexandre Banana e Damon Sena querem disputar os votos para deputado estadual e ninguém se elege. Enquanto isso, Neidson Freitas e Bernardo Mucida ensaiam disputar uma vaga para deputado federal com baixo potencial de votos fora e ainda diante da possibilidade de surgir mais um candidato da terra. É empreitada difícil e de resultado muito incerto.
Andando os vinte e sete quilômetros que separam as duas cidades, chegamos a João Monlevade e encontramos um melhor cenário de possibilidades, mas ainda assim aquém do necessário. Até mesmo por ser sua sexta campanha eleitoral, espera-se uma queda na votação do deputado estadual Mauri Torres, que obteve em 2006 exatos 17.749 votos na cidade. Mauri, no entanto, dificilmente perde a eleição, já que é votado em mais de uma centena de municípios mineiros. Só uma zebra das grandes tira de João Monlevade e região a garantia de ter Mauri Torres como deputado estadual por mais quatro anos.
Disputa os votos com Mauri o também deputado estadual Agostinho Patrus Filho, que terá o apoio do prefeito Gustavo Prandini. Podem também disputar a ex-vice-prefeita Conceição Winter, o ex-vereador Djalma Bastos e um ou outro nome menos expressivo. Nenhum deles, no entanto, deve se aproximar da votação do atual líder do Governo Aécio Neves. Dos candidatos da cidade, apenas ele tem chance de eleição.
Para deputado federal a situação começa a se desenhar mais complexa. O ex-prefeito Carlos Moreira, que deixou o PTB e foi para o PSB com o objetivo de disputar uma vaga em Brasília, ainda não bateu o martelo sobre sua candidatura. Se for, será o mais votado na cidade, superando talvez até a votação de Mauri Torres. Mas terá dificuldade de conseguir votos fora de Monlevade, apesar do declarado apoio do ex-ministro Walfrido dos Mares Guia. Devem disputar os votos com Moreira o Bernardo, filho de José Santana e dois nomes que surgem com possibilidade de criar uma crise política entre PT e PV. De um lado está Gleber Naime, que perdeu a eleição para presidente estadual do PT, mas ampliou a visibilidade de seu nome na disputa; de outro lado ninguém menos do que o irmão do prefeito, o médico Luiz Alpino Prandini de Assis. Com tanta gente querendo ir para Brasília, tal qual se prevê para Itabira, pode acabar não sobrando lugar também para candidato de Monlevade.
As nuvens da política nos mostram isso hoje, mas no ano que vem podem mudar muito.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

NOVIDADE: MAIS UM WIDGET (TRECO TECNOLÓGICO)

Instalamos, em fase experimental, um Widget (treco tecnológico) no nosso blogue, para que você possa acompanhar, ao vivo, as estatísticas de acesso, de onde os usuários estão acessando, quais páginas estão em leitura e tantas outras informações mais.

É bem legal e curioso. Agora a pouco, tinha um leitor de Betim e outro do Rio de Janeiro. Trem bacana essa tal de tecnologia!

Quer experimentar? Clique na aba vermelha à esquerda e acompanhe.

PROJEÇÕES PARA 2010

Ando conversando com um monte de pessoas e com os marqueteiros da região sobre as tendências políticas para os 2 próximos pleitos: deputados em 2010 e para prefeito em 2012.

Para começar, praticamente todos são unâmines em apostar que, boa parte das próximas candidaturas são ensaios para 2012, tanto para se cacifarem para vereadores ou para disputarem para prefeito, dependendo, é claro, dos resultados alcançados. O único pré-candidato com chances mais plausíveis, até agora e considerando a menor demanda de votos, será o Doutor Robson (delegado), se conseguir passar na convenção estadual do partido dele (PRTB).

Outro consenso é que, vir apoiado pelo Grupão é, de longe, a pior estratégia, face aos desgastes dos indícios de corrupção e do fraco desempenho do governo João Izael. A rejeição é tamanha que até membros deles têm mostrado desânimo e sinais evidentes de rompimento, como o próprio vice-prefeito, Roberto Chaves, que declarou ao Diário de Itabira o não apoio ao Ronaldo Magalhães.

O que não se fez consenso, até agora, são a definição do nome para sucessão pelo grupão em 2012 e como virá a oposição.



Já com relação a

A estratégia da situação, no passado recente itabirano, se concentrou na composição de um grupão, composto por quase 20 partidos e muito dinheiro para "investir". A ordem era não perder de jeito algum. E assim ainda permanece. Porém, a estratégia na última disputa majoritária, quase que mela, porque, na polarização, face aos desgastes de indícios de corrupção e ao fraco desempenho do governo do João Izael, Damon só não levou por 2 mil em 77 mil votos.



Tanto é que, até tomar o principal partido da oposição, o PV (antes do Damon), o grupão assumiu, numa manobra nada ética, proferida pelo deputado estadual Ronaldo Magalhães.
Os rumores de estratégia do grupão agora dão conta que eles se esforçarão

A QUE PONTO CHEGA A POLÍTICA

Uma notícia bizarra veiculada no Yahoo dá conta de uma festa sexy no Convento das Mercês, no Maranhão, alugado pela Fundação José Sarney, sob a alegação de falta de dinheiro para manter o imponente prédio. "Liberte suas fantasias", provocava o convite do show Female Angels, com a tarja de proibição para menores de 18 anos, no qual os jovens são estimulados ao sexo, com fartas distribuições de preservativos. Tamanha é a cara de pau, que só faltou justificar o segundo nome (Angels) para bancar a idéia nada ortodoxa.

Segundo o Jornal O Estado de São Paulo, o centenário convento havia sido doado para a fundação pelo governador João Alberto, aliado do Sarney, quando se instalou ali um museu destinado à exaltação da carreira política do Sarney, antes custeado por "amigos" e verbas públicas, inclusive da Petrobras.

Como o contexto deste blog contempla assuntos locais, quando vejo esse tipo de notícia vazar na imprensa, reforça minha certeza de que, o que é público, mais cedo ou mais tarde, se tornará público. É... senhores políticos, podem colocar suas barbas de molho!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

CEM COMENTÁRIOS



Fiz esta arte para ilustrar minha palestra para a Conferência Regional de Comunicação, ocorrida no dia 04 de novembro passado, em São Gonçalo do Rio Abaixo. Graças ao empenho de todos participantes, as reivindicações foram todas aprovadas na Estadual e serão discutidas hoje e amanhã, em Brasília, na Conferência Nacional de Comunicação.

Voltando à arte, parece que alguns donos de órgãos de mídia não compreenderam a crítica acima... ficaram mudos...


segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Onde esta nosso Patriotismo

Certa noite, ao entrar em minha sala de aula, vi num mapa-mundi,
o nosso Brasil chorar:

O que houve, meu Brasil brasileiro? perguntei-lhe!

E ele, espreguiçando-se em seu berço esplêndido, esparramado
e verdejante sobre a América do Sul, respondeu chorando,
com suas lágrimas amazônicas: Estou sofrendo...
Vejam o que estão fazendo comigo....
Antes, os meus bosques tinham mais flores
e meus seios mais amores...

Meu povo era heróico e os seus brados retumbantes.
O sol da liberdade era mais fúlgido e brilhava no céu a todo instante...

Onde anda a liberdade, onde estão os braços fortes?
Eu era a Pátria amada, idolatrada...
Havia paz no futuro e glórias no passado...

Nenhum filho meu fugia à luta...

Eu era a terra adorada e dos filhos deste solo era a mãe gentil...
Eu era gigante pela própria natureza,
que hoje devastam e queimam, sem nenhum homem de coragem
que às margens plácidas de algum riachinho,
tenha a coragem de gritar mais alto
para libertar-me desses novos tiranos que ousam roubar
o verde louro de minha flâmula...

Eu,
não suportando as chorosas queixas do Brasil,
fui para o jardim.
Era noite e pude ver a imagem do Cruzeiro que resplandece
no lábaro que o nosso país ostenta estrelado
Pensei... Conseguiremos salvar esse país sem braços fortes?
Pensei mais...
Quem nos devolverá a grandeza que a Pátria nos traz?
Voltei à sala
mas encontrei o mapa silencioso e mudo
como uma criança dormindo
em seu berço esplêndido....

Autor: Estudante de 14 anos de idade da cidade de Joinville.

domingo, 13 de dezembro de 2009

TPM – Tensão Partidária Municipal

Em Itabira tivemos uma eleição de 2008 capitaneada pelo prefeito João Izael Querino Coelho e toda a oposição cabeçada pelo médico Dr Damon Lazaro de Sena.

O interessante que os votos alcançados pela oposição nas eleições de 2004, figurada pelo ex-prefeito Jackson Tavares de Pinho e o médico Dr Damon de Sena, foram praticamente repetida em 2008 totalizando cerca de 32.000 votos.

O grande erro fatal foi à realização de uma eleição plebiscitária em 2008, não neutralizando as possíveis rejeições do grupo da situação.

O cenário em 2010 vai sendo desenhado e a grande bússola política será certamente a dicotomia entre os anos de administração do atual grupo que permanece no poder com alguns novos nomes que poderão aparecer.

Primeiramente o PV que se encontra em uma disputa interna entre o Deputado Ronaldo Magalhães e o possível candidato Dr Damon de Sena para uma vaga ao cargo eletivo de deputado estadual.

O Delegado Dr Robson Matos Esteves migrou-se da legenda do PDT para o PRTB que possivelmente cerca de 25.000 votos poderá ocupar uma vaga na Assembléia Legislativa, mesmo caminho percorrido nas eleições de 2006 pelo Deputado Juninho Araujo, que migrou-se para o PTB.

O PT aparece com dois nomes, o primeiro o ex-vereador Alexandre Banana e o outro o jovem advogado mestrado em Ciências Políticas pela UFMG Bernardo Mucida, também empresário no setor de educação.

Por outro lado o PP poderá lançar para deputado federal o vereador Neidson Jose Freitas, o atual presidente da Câmara Municipal.

Desta forma, as próximas eleições serão um palco de reafirmações de alguns candidatos e o lançamento de novos nomes para os eleitores.

Agora, gostaria de saber como será o norte dessas campanhas, pois, se o governo estiver passando por um bom momento, será fundamental para os candidatos do atual grupo do governo, caso contrário, poderia caracterizar um saldo negativo de uma rejeição de tabela.

ORGULHO DE SER FILHO-DO-CAUÊ

Pois é... já vamos nos aproximando do final de ano e, desde agosto, Itabira ganha este novo canal de comunicação, livre e democrático. É bom momento para agradecer a participação voluntária dos autores convidados, pela qualidade dos textos aqui postados, bem como da maciça participação dos leitores nos comentários.

Este canal é um presente que oferecemos a Itabira para se repensar e voltar a acreditar no seu futuro, para cultivarmos a esperança. Alguns comentários, lamentavelmente, ainda têm sido recusados por conterem denúncias ou críticas pessoais, com autoria não identificada. Queremos ser democráticos, mas responsáveis. Aos que quiserem se manifestar com críticas e denúncias, vamos lá, afie os dedos e desçam a lenha. Só não se esqueçam de se identificar com nome completo e e-mail, conforme regras dispostas ao lado.


Desejamos, desde já, um feliz Natal e anos bem mais próperos para todos de itabiranos!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Olá

Boa noite amigos leitores e colaboradores filhos do Cauê! Eis um novo colaborador.
Sendo esta minha primeira contribuição ao blog, parabenizo pela iniciativa da criação de um espaço democrático destinado ao debate público, especialmente em relação à atuação das instituições públicas da cidade. Certamente representa um avanço no esforço de democratização da informação no município.
Minha participação neste blog é apenas mais um reforço ao necessário esforço de levar ao debate temas públicos que, de maneira direta ou indireta, afetam a nossa vida e de toda a comunidade.

Isso é lá em Ouro Preto

Pois bem... gostaria de compartilhar uma visão sobre um fato acontecido fora das fronteiras de nosso município e que, por isso, parece não nos atingir. Veja só: a Vale, empresa mineradora tão conhecida de todos nós, fez o lançamento do Instituto Tecnológico Vale, anunciando a criação de três novos centros de pesquisa no país. Trata-se de um instituto dedicado à produção de conhecimento científico, através de pesquisa e ensino de pós-graduação. A idéia é fomentar a produção de pesquisas e o desenvolvimento econômico de base tecnológica. Os centros de pesquisa ficarão em Belém, no Pará, em São José dos Campos, São Paulo, e em Ouro Preto, Minas Gerais.

Um centro de pesquisa como o que será criado em Ouro Preto produz riqueza com alto valor agregado e de modo perene. O investimento contribuirá para dinamizar a economia local. Daí, eu fico matutando o que levou o centro de pesquisa focado em temas da mineração para lá e não o trouxe para cá. Certamente, a presença da universidade numa cidade mineradora é um atrativo considerável, pois favorece o elo entre centro de pesquisa e centro de formação – a universidade. Algo mais?

E Itabira? Bom, para cá virão vultosos investimentos, com geração de muitos empregos, para fazer ainda mais do que já fazemos há tempos: minerar. É um investimento importante para o município, bom dizer... Mas não modifica em nada nossa dependência da atividade mineradora. Ao contrário.

Nossa cidade possui uma economia forte, robusta, mas fortemente dependente da mineração. De certo modo, deveríamos agradecer pelo minério estar sob nossos pés, e não em outro lugar. Ao contrário de outras atividades econômicas, a mineração obedece à rigidez locacional, pois a riqueza da terra somente pode ser retirada onde a natureza escolheu deposita-la.

Porém, bom lembrar: a mineração é atividade que agrega pouco valor ao produto. Com pequeno exagero, podemos dizer que vendemos minério retirado e separado do solo. Pouco valor agregado. Além disso, a mineração é atividade finita... em algum momento, não adianta mais cavar a terra, pois o metal valioso terá acabado. Minerando, não podemos evitar que o minério acabe.

Nossa responsabilidade é criar alternativas para superar a dependência econômica da mineração. Isso já é discurso antigo, né? Mas é fato que após algumas décadas de atividade o município não desenvolveu alternativa econômica à mineração. Infelizmente, não se percebe avanços significativos para mudança desse quadro.
Economistas afirmam que para superar o ‘enclave econômico’, ou seja, essa dependência acentuada é preciso haver a participação firme do poder público. A empresa paga os impostos, gerando elevadas cifras aos cofres públicos. A empresa cumpre sua parte, cabendo ao governo, com os significativos recursos que arrecada, criar mecanismos para dinamizar a economia. Advogados pretendem responsabilizar a empresa, apontando condutas e danos. E quem é o responsável? Me parece um desafio, ou melhor, uma enorme responsabilidade que precisa ser compartilhada: Poder Público, Vale e sociedade. De fato, é um desafio de todos nós!

E o centro de pesquisa de Ouro Preto? Bem, como eu falei, o centro de pesquisa vai gerar riqueza com alto valor agregado, fomentando o desenvolvimento econômico de base tecnológica. Além de valor, produção de pesquisa é uma atividade que não acaba com a prática, ao contrário, perpetua. Muito bom pra cidade!

Mas isso é lá em Ouro Preto, não é aqui não...

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

EXEMPLO A SER SEGUIDO



Não postei aqui uma mera foto de um vendedor em pose.

Veja só o cartaz ao lado, na parede do restaurante familiar deles, localizado no município de Catas Altas, no distrito de Morro da Água Quente. Quem nos dera se todos os departamentos públicos locais seguissem regras análogas e colocassem cartazes do tipo 'Não insista! Não aceitamos suborno!' ou 'Não queremos ser corrompidos' e por aí vai...

Como podem ver, ainda há muita gente honesta e bacana por aí. Graças a Deus!


NEIDSON PRÉ-CANDIDATO

O presidente da Câmara Municipal de Itabira, vereador Neidson Freitas, confirma que é pré-candidato a deputado federal pelo PP.
Tudo que ele vinha fazendo na presidência do Legislativo e divulgado como gestão inovadora, agora passará a ser visto como campanha eleitoral extemporânea.
Erraram no tempo e vão começar a surgir denúncias de abuso e uso da máquina da Câmara para antecipar a garantia de votos.
Faltou experiência política para agir no tempo certo.

PROBLEMAS FAMILIARES

Ninguém está isento de ter problemas familiares e, antes de apontar o dedo para os outros, é preciso olhar o tamanho da vidraça que cada um tem.
De mais a mais, é falta de caráter misturar o público e o privado na disputa por votos.
É por essa e por outras que naquela campanha eleitoral de 2004 me indignei quando o grupo (que depois virou grupão) utilizou o caso do filho do Damon para garantir a eleição do outro.
Damon foi acusado na época de abandonar o filho à própria sorte, deixando-o viver em condições de miséria.
Pois é. Cinco anos se passaram e recente tragédia veio mostrar que o tempo é o senhor da razão. Que a lição sirva de exemplo para todos.

Robsom... Pré Deputado Estadual.

Leiam a entrevista na DEFATO do Ilmo. Delegado... Vamos aos comentários...

Acessem em http://www.defatoonline.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=7009

Neidsom... Pré Deputado Federal.

Leiam a entrevista na DEFATO do Ilmo. Presidente da Câmara... Vamos aos comentários...

Acessem em http://www.defatoonline.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=7010

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Mais receitas contra corrupção, pelo José Sana

O diretor da Revista/Sítio de notícias DeFato, José Sana, apresenta mais propostas para combater a corrupção, por meio do plano Funil, de sua autoria. Corrupção é tema quente em Itabira, lamentavelmente, e todo comentário ou discussão merece a atenção de todos.

Para quem se interessar em ler mais sobre o Plano Funil, clique aqui.

sábado, 5 de dezembro de 2009

PRA BOI DORMIR

No dia 24 de novembro, aconteceu mais uma xaropada, promovida pelo presidente da Câmara de Vereadores, Neidson Freitas, acompanhado por alguns colegas, no gabinete do Prefeito.

A Câmara de Itabira devolveu à Prefeitura, que alega "passar por dificuldades financeiras durante a crise mundial", o saldo remanescente do exercício. Parte da imprensa, sem pestenejar, estampou nas capas o checão de 2 milhões de reais (refiro a um display representando o cheque da câmara). Orgulhoso do feito, Neidson posa para fotos como "bom menino". Eita!!!

Se analisarmos que o repasse obrigatório do município é de 6% do orçamento da cidade, considerando uma receita de 300 milhões, a Câmara faria jus a cerca de 18 milhões, no ano. À princípio, calcula-se uma economia de 11 a 12,5% (descontada a queda pela crise). Bom garoto!

Entretanto, todavia, contudo... temos que levar em conta que a Câmara, tal como a Prefeitura, tem arrecadado uma das maiores receitas já vistas e, é claro, ainda contou com a redução de 19 para 11 vereadores, ou seja, alcançou uma redução bem mais significativa, de 42% no custo com os salários dos nobres edis. Ou seja, Neidson gastou bem mais que seus antecedentes e, o pior, sem praticamente quaisquer serviços deles no sentido de fiscalizar o executivo. É mole?



Nossos sentimentos

Ontem, Itabira foi surpreendida com uma notícia estarrecedora: o encontro do corpo da irmã do prefeito João Izael, Luiza Aparecida Coelho Silva, assassinada pela própria filha, Daniela Carla Coelho Silva, no dia 30 passado. Segundo apurações da imprensa local, Daniela estrangulou a mãe após se desentender com ela por causa do namorado. Em seguida, Daniela tentou queimar o corpo da mãe e o ocultou num beco do bairro Eldorado.

Triste destino e falta de Deus na vida da moça. Lamentamos muito e expressamos aqui, no Filhos-do-Cauê, os mais sinceros sentimentos à família.

Inauguração da sede itabirana do PRTB

Ontem à noite, debaixo de forte chuva, ocorreu a inauguração da sede do partido PRTB em Itabira, na esquina da Rua Irmãos D'Caux com a Avenida Daniel Grisolia. Contou com a presença do presidente estadual do partido, Jorge Periquito, de políticos itabiranos de várias frentes, dentre elas PCdoB, PT e outros.

Nas articulações, os preparos para lançarem Robson Matos Esteves, Doutor Robson (delegado), como candidato a deputado estadual. Segundo análises com conversas com marqueteiros, políticos e populares, caso o doutor Robson consiga ter seu nome aprovado para disputar a próxima eleição, será o candidato com maiores chances de se eleger, por causa da necessidade de menor quantidade de votos.

A cidade está carente de novos nomes na política, principalmente a favor de quem melhor levantar bandeira contra o grupão.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

NOVOS TEMPOS À VISTA

Na minha recente postagem, sob o título 'Instintos Animais', andei analisando o estranho comportamento do itabirano diante de tantos indícios de corrupção, jamais vistos na cidade. Proponho dar sequência à análise, pedindo mais um pouco de atenção para continuarmos com o raciocínio.
Semanas atrás, recebi dois e-mails, de duas lideranças de oposição, fazendo graves denúncias contra a Prefeitura. Um dos e-mails, enviado pelo presidente do PV itabirano, traz anexo um recorte escaneado de um jornal (parece ser do Estado de Minas), com uma matéria sobre condenações do TCE - Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais – contra prefeitos e agentes públicos, no qual, cita que um ex-secretário da fazenda de Itabira foi condenado a ressarcir em R$ 24,5 mil, por homologação de contratos entre janeiro de 2003, a junho de 2004, ou seja, nos mandatos do Ronaldo Magalhães (prefeito) e João Izael (vice).

No dia 19 de novembro, o Diário de Itabira estampou um "contra-ataque" do Alexandre Banana, quando ele reagiu às declarações do Ronaldo Magalhães, por ter afirmado que as denúncias dos ex-vereadores do PT, Alexandre e Wanessa Porto, eram infundadas porque tramitam como procedimentos administrativos ou porque já foram arquivadas. Banana se irritou, rebateu as declarações e fez questão de provar que 10 ações ainda estão em andamento em 1ª e 2ª instâncias.

Minha hesitação em postar aqui tais denúncias é porque condenações cabem recursos e porque acredito que há bons e bem intencionados agentes no grupão, embora percebe-se que não sejam dominantes na gestão ou na péssima linha política adotada. E corro o risco de citar alguns desses bons nomes, como Marcos Alvarenga, Alcides Escolástico, Deoclécio Mafra, Mauro Márcio Alvarenga, Geovane Novaes, Geraldo Rubens, Henrique Carvalho e outros mais que possa ter me esquecido.

Os problemas, a meu ver, são que as falhas parecem ser bem íntimas do gabinete, que dão a má cara e a má fama ao grupão. À reboque segue cega a população perdida, sem esperança, arrastando-se como zumbis, em troca de migalhas, de restos, de contratinhos, de carguinhos e de estagiozinhos, servidos em milhares de porções propositalmente racionadas. Falsas benesses que custam alto demais ao se dar conta que vivemos numa cidade sem projeto de autosustentabilidade, com saúde, cultura e educação medianas, bem aquém do bilionário orçamento municipal, nunca antes alcançado.

Como receita para se perpetuarem no poder, a estratégia de unir (ou cooptar) apoiadores das três facções políticas remanescentes, de Luiz Menezes (que tinha uma linha mais populista), aos apoiadores do grupo do Li (que foi mais técnico), com alguns dissidentes do Jackson, por meio do PSDB e PMDB, quando formou-se essa estranha mistura, sem idealismo, sem sentimento comunitário, que mais se assemelha a um coquetel de diesel com leite, brita, fubá, pimenta, rapadura e gás carbônico; superaquecidos pela pseudoimprensa e, depois, servida goela abaixo, pelando, como única fonte de sobrevivência. Ou seja, uma alquimia que nenhum composto útil produz para ninguém.

Por sorte nossa, esse mau tempo não tarda a mudar. Se você der uma olhadela, nos resultados das nossas recentes enquetes, os itabiranos querem mudança verdadeira. O governo do João tem recebido a pior avaliação conhecida, segundo nossas enquetes, e apenas 10% da população alegam querer algum nome do grupão na sucessão. Os 90% demais querem Damon, Alexandre Banana ou outro novo nome, bem distante do atual modelo.

Itabira vai muito além da gana de um grupo. Itabira tem raiz, tem nomes tradicionais como Ferreira, Drummond, D´Caux, Morais, Santos, Porto, Lage, Martins da Costa, Andrade, Caldeira, Saez, Lott, Jácome, Barros, Bragança, Ribeiro, Silva, Braga, Penido, Rosa, Soares e uma infinidade de gente boa, que formará bons filhos e excelentes formadores de opinião e que, assim que acordarem, darão o correto recado a quem só se preocupou em beneficiar a si próprio.


PV ITABIRANO REPUDIA ANTÔNIO ROBERTO EM ENCONTRO REGIONAL

Segundo a última edição do Jornal Impacto, o PV itabirano protestou contra o "invasor" (leia-se deputado estadual Ronaldo Magalhães) do partido em Encontro Regional do PV, ocorrido em Passos-MG, no dia 14 de novembro.

Os manifestantes pegaram de surpresa o presidente estadual do PV, deputado federal Antônio Roberto, ao exigir explicações sobre a filiação do principal opositor do Damon de Sena e ao acusá-los (Antônio Roberto e Tiago Ulisses) de responsáveis pelo golpe. Ainda segundo a matéria, o deputado Antônio Roberto ficou visivelmente abatido e negou ter convidado o Ronaldo Magalhães para o partido, quando delatou que a iniciativa foi do colega Tiago Ulisses.

Não bastasse isso, a Procuradoria Regional Eleitoral do Estado, órgão pertencente ao Ministério Público de Minas (MP), ajuizou cinco ações solicitando a cassação de mandato de deputados estaduais, incluindo aí o Ronaldo Magalhães (PV), por infidelidade partidária.

É... a chapa está cada vez mais quente...

Resultado das enquetes de novembro - 2009

Abaixada a poeira depois dos problemas iniciais de maus posicionamentos do PV itabirano, diante do golpe do Deputado Estadual Ronaldo Magalhães, o nome do Damon se reafirmou como liderança no Matto Dentro, segundo as opiniões dos nossos leitores.

Alexandre Banana aparece com bom destaque, mas a surpresa é o elevado índice por um novo nome e que vinha disputando, pau-a-pau com o primeiro colocado, nos primeiros dias da enquete. Pelo que se observa, há uma boa parte do eleitorado itabirano desejosa de uma nova liderança, cujo desejo sobe ou desce, conforme o humor diante dos posicionamentos da oposição. O eleitorado está cada vez mais politizado, mais exigente e mais inteligente. Soberba ou desvios de caráter são extremamente mal-vindos.

Na rabeira, um nome a ser lançado para a sucessão, com o rótulo de grupão, que recebe o pífio resultado de 10,5%. Esta má intenção de votos, muito provavelmente, é uma herança da frustração da população diante da péssima avaliação do governo do João Izael e do tumultuado passado político do Ronaldo Magalhães.

Antonio Roberto Responde

Caro Antonio Roberto,

Espero que possa me ajudar.
Peguei meu carro e saí pra trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre. Rodei pouco mais de 1km quando o motor morreu e o carro parou. Voltei pra casa, para pedir ajuda ao meu marido. Quando cheguei, nem pude acreditar, ele estava no quarto, com a filha da vizinha!.Eu tenho 32 anos, meu marido 34, e a garota 22.Estamos casados há 10  anos, ele confessou que eles estavam tendo um caso há 6 meses.  Eu o amo muito e estou desesperada.  Você pode me ajudar?
Antecipadamente grata.

Patrícia

RESPOSTA

Cara Patrícia ,
Quando um carro para, depois de haver percorrido uma pequena distância, isso pode ter ocorrido devido a uma série de fatores. Comece por verificar se tem gasolina no tanque. Depois veja se o filtro de gasolina não está entupido. Verifique também se tem algum problema com a injeção eletrônica. Se nada disso Resolver o problema, pode ser que a própria bomba de gasolina esteja com defeito, não proporcionando quantidade ou pressão suficiente nos injetores.A pessoa ideal para ajudá-la seria um mecânico. Você jamais deveria voltar em casa para chamar seu marido. Ele não é mecânico.
Você está errada. Não repita mais isso.
Espero ter ajudado.

Antonio Roberto



O Novo Windows 7 funciona como você quer. Clique para conhecer!

Mera Semelhança

Diante dos ultimos acontecimentos na nossa Capital Nacional, não podia deixar de fazer um breve comentario aos nossos leitores.

Será que em nossa linda e rica cidade as coisas estão longe deste cenário de corrupção?

Será que as riquesas que correm nas mão de poucos (da nossa cidade), são realmente de suor e trabalho (deles ou nosso)?

E por fim, será que um orçamento tão afortunado, necessita de mais reservas para se fazer obras em nossa cidade?

Fiquem de olho.

Denunciem.

Não sejam escravos da corrupção.

Somente nos podemos mudar este quadro de injustiça.

TRINTA MILHÕE$$$$$$!

Ainda não li em nenhum órgão de imprensa da cidade, mas fonte confiável garante que a Prefeitura de Itabira está pleiteando empréstimo de R$30 milhões ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID/SOMMA) para obras de saneamento.
A conta - é claro - ficará para ser paga pelos próximos prefeitos.
O empréstimo equivale a mais de 10% do orçamento previsto para 2010, que é de quase R$270 milhões.

domingo, 29 de novembro de 2009

DEM avalia desfiliação de Arruda.

Uma parte do Democratas já pensa na desfiliação do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, acusado de coordenar um esquema de corrupção. A informação é do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), em entrevista à Agência Brasil. "Existe um fato e denúncias. Contra fatos e denúncias, o combate são fatos e não versões. É assim que funciona. Vamos dar ao governador o espaço que ele precisa para se explicar. Mas o clima de desconforto é grande. Aguardamos a defesa dele, mas grande parte do DEM pensa na desfiliação e até na expulsão", disse o senador.

Demóstenes informou que Arruda passou o domingo conversando, por telefone, com os integrantes da executiva nacional do partido e que tentou explicar as imagens em que aparece recebendo dinheiro do então assessor Durval Barbosa. Segundo o senador, Arruda afirmou que as imagens são do período da sua campanha de 2006, quando recebia recursos para repassar aos que trabalhavam com ele. De acordo com as explicações do governador, tudo foi relatado ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e também ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Outros líderes do DEM ouvidos pela Agência Brasil afirmaram que a tendência na legenda não é favorável a Arruda, mas que aguardam as explicações do governador para evitar possíveis injustiças

Carta do leitor - Jornal Impacto

VAMOS REFLETIR???

O livro de ESDRAS capítulo 9, versículo 11 nos traz

a seguinte palavra para a meditação:

"Os quais ordenaste por intermédio de teus servos, os

profetas, dizendo: A terra em que estais entrando para

a possuir, é uma terra imunda pelas imundícies dos

povos das terras, pelas abominações com que, na sua

corrupção, a encheram duma extremidade à outra".

Quando em um momento de graça, iluminada pelo

brilho especularítico dos minérios da cidade de Itabira,

dedico um instante da minha vida tão corrida para refletir

a política municipal, não tenho dúvida de que, muito

da palavra de Deus, descrita no livro da Verdade, faz-se

presente em nossos dias e, tão próximo de nós, que a

nossa pressa, aliada a nossa "cegueira ensaiada" não

nos permite ver as reservadas tramas que ocorrem nos

bastidores da terra do Mato Dentro.

Já observaram que em Itabira, algumas pessoas simplesmente

se declaram donas da cidade?

Digo isso reportando-me ao sentido real da palavra,

ou seja, algumas pessoas estão literalmente comprando

áreas nobres da cidade e, numa manobra

desprovida de toda a sensatez, ética e da transparência,

rifam pontos nobres do município. Tento entender,

com todo o espírito e aprendizado, adquirido

em longos anos de estudo universitário, como, aqui

em Itabira, as pessoas simplesmente enriquecem...

Isso mesmo, do nada, sem qualquer fundamento econômico,

jurídico ou administrativo, enriquecem.

Chego a pensar que MUITO EM BREVE a cidade de

Itabira mudará o seu nome, passando a acrescentar duas

novas letras iniciais, quais sejam as letras

G
e U

...

Ao chegar aqui, ao conversar com as pessoas da

cidade, muitos não entendem a matemática e contestam:

2+2 não é igual a quatro e sim 2+2...

Acordem ITABIRANOS, questionem, cobrem, ou do

contrário passarão a ser cidadãos de uma cidade de

poucos donos.

Abraços,

Professora Luciana Fellipe.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009


ITABIRA EXPORTA CRIATIVIDADE

Criatividade e exemplo de compromisso ambiental.
É isso que Itabira está exportando para os municípios da região neste final de ano e proximidade das festas de Natal. Pioneira na coleta seletiva de lixo com a histórica Utaurb, empresa urbanizadora de altos e baixos, mas ainda firme em suas ações, a cidade utilizou a mesma empresa municipal para decorar seus espaços e equipamentos públicos com material reciclável. E tudo com muita criatividade e bom gosto, numa evolução em variedade e acabamento que, a cada ano, arranca mais aplausos da população, como o que acontece agora quando Itabira se prepara para ver a mais bonita decoração natalina de sua história.
Neste ano, a cidade empresta sua experiência para as vizinhas João Monlevade e São Gonçalo do Rio Abaixo, enfeitadas com o resultado do seu próprio lixo, agora reciclado e transformado em beleza que emociona.
Vale a pena fazer um giro pelas três cidades e comprovar o que o talento e o compromisso ambiental podem provocar e surpreender.
Parabéns à equipe da Itaurb e ao prefeito João Izael, em cujo governo começou tudo isso.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Vamos combinar...

Pessoal, temos recebido cada vez mais comentários neste blog. Isto é super legal e é bem isso que propomos: um espaço democrático para manifestações. A maior tristeza é quando temos que recusar alguns que, embora sejam pertinentes, ótimos ou engraçados, criticam pessoas (citando nome delas) e foram postados como Anônimos. Por força de lei, somos obrigados a recusar a publicação.

Vamos combinar... quer descer a lenha? Vamos lá! Manda brasa, mas assinem o nome completo e e-mail para contato no mesmo campo do nome, deixando o campo de URL limpo. Caso queira colocar algo no campo de URL, pode aplicar o endereço do site pessoal ou do seu blog pessoal. Como esse sistema de Blog não foi programado por nós, temos essas limitações. Beleza?

Em tempo: Vale a pena ler o artigo 5o. da Constituição Federal, que regulamenta os direitos e os maus usos da comunicação.

É O CARA!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

A JANELA DA INFIDELIDADE

A infidelidade partidária pode tirar de cinco deputados estaduais a cadeira conquistada no Legislativo mineiro. A Procuradoria Regional Eleitoral de Minas Gerais ajuizou ações pedindo os mandatos dos deputados Eros Biondini, Gilberto Abramo, Irani Barbosa, Zezé Perrella e Ronaldo Magalhães, que trocaram de legenda pouco antes do prazo válido para candidaturas às eleições de 2010.
Outros dois parlamentares mudaram de partido, mas não foram acionados. Conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal, a vaga pertence ao partido que elegeu o deputado.Na Assembleia Legislativa foram sete alterações nas quais os parlamentares alegaram questões eleitorais.

O deputado Eros Biondini deixou o PHS para se filiar ao PTB, Gilberto Abramo foi do PMDB para o PRB. Três tucanos também deixaram os quadros do partido com destinos diferentes. Zezé Perrella foi para o PDT, Irani Barbosa para o PMDB e Ronaldo Magalhães para o PV.
Ficaram de fora das ações do Ministério Público Delvito Alves – que, eleito pelo PTC, já havia sido acionado por trocar a legenda pelo DEM e agora foi para o PTB – e Leonardo Moreira, que deixou o DEM e foi para o PSDB com autorização do partido depois do escândalo que envolveu seu pai, o deputado federal Edmar Moreira, acusado de usar a verba indenziatória irregularmente.
Outro que ficou livre foi Juninho Araújo, que saiu do PRTB a pedido do próprio partido para não dificultar a formação de chapa para o pleito do ano que vem e foi para o PTB.
O argumento para as cinco ações é uma resolução do TSE segundo a qual a mudança de partido só pode ser autorizada em caso de incorporação ou fusão partidária, criação de partido ou mudança substancial ou desvio reiterado no programa da legenda.

Outra hipótese que pode ser alegada é discriminação pessoal. Conforme o MP, esses parlamentares fizeram a troca sem qualquer justificativa legal.

O procurador eleitoral José Jairo Gomes propôs as ações com base na decisão do TSE, que já entendeu que na eleição proporcional o mandato pertence ao partido. Conforme resolução do TSE, se o partido não pedir a vaga em 30 dias da desfiliação, o MP eleitoral ou quem tenha interesse jurídico têm mais 30 dias para fazê-lo.
O deputado Irani Barbosa disse ter recebido o comunicado do MP e que seu advogado já fez a defesa. “Saí do partido com autorização deles e justificativa, portanto, de forma legal” Os deputados Gilberto Abramo, Zezé Perrella e Ronaldo Magalhães também foram procurados pela reportagem mas não retornaram. Eros Biondini disse que só vai se pronunciar quando for notificado.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

O PINTO CRESCEU!!!

Em uma cidade do interior de Minas Gerais, tivemos uma eleição para prefeito, até aí tudo bem.

Ocorre que o candidato chamava Eugênio Pinto, e o sobrenome Pinto deu-lhe muitos votos, e muito o que falar; e a sua militância gritava pela cidade algumas frases: 'ajuda o Pinto entrar, gente', 'o Pinto tá entrando', 'O Pinto tá crescendo' " Vamos para Zona com o Pinto" Nós estamos duro mas crescendo"... assim o candidato da legenda petista obteve 38,26% dos votos válidos, e venceu as eleições.

Desta forma, o Pinto educado é aquele que se levanta pra voce sentar "votar" na urna da Zona Eleitoral.

Saúde ou Turismo

Neste ultimo mês tive a triste experiência de precisar utilizar os serviços de saúde de nossa cidade.

Minha surpresa foi descobrir que ele praticamente está largado às moscas.

Temos, teoricamente, dois hospitais (se juntar não dá um).

Os funcionarios te tratam com descaso, indiferença e nem adianta ter plano de saúde.

Se voce reclama, dizem que faltam médicos, enfermeiros e muitas outras desculpas para tentar explicar para "moribundos" que não tem pra onde ir, que se tiver que morrer vai ter que ser ali mesmo.

Do outro lado a prefeitura fica fazendo investimentos em obras ditas de Turismo, gastando valores que poderiam, certamente diminuir o sofrimento de inúmeros itabiranos que diariamente estão numa fila, do pronto-socorro, esperando por um atendimento.

O que precisamos são politicos mais competentes que realmente olhem para nossa cidade com o devido respeito e direcionem o nosso dinheiro para as coisas que realmente possam melhorar nossa qualidade de vida.

Verdade nua e crua!!

Ao ler o texto do meu amigo Fernando, percebo a vontade que temos de falar as aberrações que sabemos mas não podemos. Os fatos apontados pelo PT e que estão em análise me fazem perceber como somos lentos e frouxos, por não ter como provar. Se o presidente do PT sabe de falcatruas e maracutaias nas prefeitura, (e quem não sabe) e não denunciou, deve ser que não há como provar e isso que nos inibe. Um certo comerciante ex-quebrado na cidade foi chamado de ladrão na "sua" avenida, ele respondeu: "sou mesmo, mas prove que sou..."

INSTINTOS ANIMAIS

Tenho pedido aos colaboradores desse blog para evitarem notas com mais de 12 linhas. Entretanto, esta que publico aqui, preciso que seja bem contextualizada, porque proponho uma reflexão muito séria para todo itabirano que planeja criar sua família aqui, com a qualidade de vida que todos merecemos. Tire um tempinho, leia e reflita comigo, que valerá a pena. Vamos lá...

No ano passado, fui contratado pela Vale para gravar uma reunião com a comunidade de Morro Vermelho (Caeté), quando foi apresentado o relatório ambiental da região que será impactada com a implantação do Projeto Apolo, para extração de minério de ferro na divisa do município com Santa Bárbara e Rio Acima. Chamaram-me a atenção a lisura e o profissionalismo dos técnicos da mineradora. Fizeram um retrato bem fiel da situação atual, dos futuros impactos e das propostas de compensações, para que a comunidade tivesse a oportunidade de debater e defender, previamente, o meio ambiente onde vivem e a coletividade. Ao todo, gravamos reuniões iguais em quase uma dezena de outras comunidades a serem impactadas, conforme prevê a lei.

Só que, em Morro Vermelho, assim que terminaram as apresentações e discussões, foi servido um buffet com um café repleto de iguarias, com salgados finos, sucos e biscoitos. De repente, uma senhorinha mais humilde tirou da bolsa uma sacola plástica, dessas usadas para lixo, a abriu com uma das mãos e, usando o outro braço como um rodo, rapou boa parte dos salgados de uma das mesas para dentro da sacola, se desculpando que queria levar uns salgadinhos para a filha que não pôde comparecer. Rapidamente, outros convidados começaram, também, a encher os bolsos, surgiram outras sacolas plásticas, braços defendendo pratos,  num alvoroço medonho. Assustada, a gerente do buffet, ao ver começar a sumir taças e talheres, ordenou que seus garçons defendesse seus pertences:
- Esperem aí! As taças, copos, vasilhames e talheres não! - gritou ela desesperada.

Quando dei conta, uns rapazinhos meteram as mãos nos cabos de energia da minha empresa, pretendendo saquear os refletores de luz da filmagem, correndo risco inclusive de se queimarem gravemente.

E aí, você deve estar pensando... e o que nós itabiranos temos a ver com isso?

Pois é... Andei relembrando esse episódio e comparando os fatos. A Vale, de forma semelhante, tem investido em obras na cidade e contribui com a maior parte da arrecadação. Tal como fez em Morro Vermelho, costuma reunir com comunidades locais, apresenta relatórios, participou e foi obrigada a cumprir com condicionantes ambientais e tantas outras iniciativas mais, sendo a mais recente o anúncio de investimento de 2,68 bilhões de reais numa nova usina de recuperação de minério no município.

Se ainda analisarmos a situação político-administrativa itabirana, de uns 10 ou mais anos para cá, praticamente, não vimos investimentos arcados com recursos próprios, proporcionais à altíssima arrecadação. E olhem que as receitas daqui, só no último mandato, chegaram perto de 1 bilhão de reais! Coincidentemente, nunca se viu, nem aqui, nem em qualquer outra cidade da região, alguns ex-secretários (e parentes deles), em curtíssimo tempo, passarem a ostentar riquezas e patrimônios, como se tem ventilado por aí. Em cascata, outra observação que me lembrei são os parques Nova Vista e Belacamp construídos pela mineradora para a cidade: em pouco tempo foram saqueados e completamente depredados. Estranhamente, outras reações que observei foi a recente composição do chamado grupão com, nada menos que, 18 (ou 19?) partidos e a posterior contratação sem fim de milhares de pessoas para pequenos cargos. Ou seja, essa imensa arrecadação parece contemplar uma dúzia de novos milionários e milhares de seguidores com as raspas dos pratos, em detrimento de investimentos sólidos, de preparar o município para a sobrevivência após a exaustação mineral, ou de contarmos com saúde, educação e cultura à altura da inédita receita. O Hospital Nossa Senhora das Dores, segundo comentários na cidade, está pendurado numa dívida de 10 milhões de reais!

Se nos compararmos com o povo de Morro Vermelho, quais semelhanças e diferenças temos com eles? Na minha modesta opinião, parece que, de igual forma, praticamos o mesmo instinto animal de defender os pratos para nossas proles, no primeiro momento que nos vimos ameaçados pela esperteza dos outros, mas a diferença se fez patente na proporção dos saques.

Será que é isso mesmo ou divaguei feio?


Pesquisa comparativa do governo Lula com o FHC.


Pesquisa CNT/Sensus, divulgada nesta segunda feira (23), comprova que a grande maioria do povo brasileiro considera o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva muito melhor do que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).Para 76%, os sete anos do governo Lula são melhores que os oito anos da era FHC, 10% acreditam que Fernando Henrique foi melhor e 11,1% afirmaram que os dois governos são iguais.
A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 16 e 20 de novembro e entrevistou 2 mil pessoas. A margem de erro é de 3%.A pesquisa traz também a avaliação do governo e do desempenho pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva - que aumentou de 76,8% para 78,9% desde a última sondagem, em setembro.
O índice de aprovação do governo federal também aumentou: de 65,4% para 70%.Os brasileiros entrevistados falaram sobre a expectativa para 2010 e a capacidade de transferência de votos de Lula e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para os candidatos à Presidência da República nas eleições de 2010.
Na última pesquisa, 20,8% dos entrevistados disseram que votariam no candidato a presidente da República apoiado por Lula; 31,4% poderiam votar; 20,2% não votariam e 24,6% somente conhecendo o candidato para poder decidir.Segundo o presidente da CNT, Clésio Andrade, a ministra Dilma Rousseff começa a estimular a guerra eleitoral, crescendo nas simulações e se favorecendo da avaliação negativa da imagem do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "O Serra cai em função do apoio do Fernando Henrique, que fala em nome dele, independente dele querer ou não.
O apoio ostensivo de FHC é prejudicial", disse Andrade."Ao longo dos últimos 12 meses, Serra perdeu 15 pontos nas intenções de voto", disse Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus. Na primeira lista que inclui todos os prováveis candidatos à presidência da República, José Serra aparece com 31,8%, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), com 21,7%, o deputado federal Ciro Gomes (PSB) tem 17,5% das intenções de votos e a senadora Marina Silva (PV) apresenta 5,9%.Brasileiro otimista.
O índice de avaliação do cidadão, com relação a percepções sobre emprego, renda, saúde, educação e segurança pública nos últimos seis meses, melhorou, passando de 45,84 pontos em maio para 47,79 em setembro.A pesquisa CNT/Sensus também mostrou que melhorou o índice de expectativa do cidadão, que inclui expectativas sobre emprego, renda, saúde, educação e segurança pública para os próximos seis meses. O indicador passou de 69,93 para 71,95 pontos.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

As fraldas e os políticos devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.

Eça de Queiroz.

Eleições 2010: Excelentes nomes

O PT itabirano apresentou dois bons nomes para disputarem a convenção estadual como pré-candidatos a deputados estadual e federal: Alexandre Banana e Bernardo Mucida, respectivamente. As articulações já começaram e devem ser bem sucedidos.

Os dois são íntegros e plenamente capazes de assumirem tais funções. Bernardo é cientista político, inteligente e bem articulado. Alexandre é cirurgião-dentista, foi vereador atuante por 2 mandatos e candidato a vice na chapa com Damon de Sena, quando alcançaram excelentes resultados nas urnas.

Boa sorte para os dois e precisando, estamos aí.

Caracas!

Recebi um e-mail do presidente do PT itabirano com graves denúncias contra a Prefeitura de Itabira, apontando vários processos contra o prefeito João Izael e o deputado estadual Ronaldo Magalhães.

Vi, rapidamente, também, no Diário de Itabira da semana passada, a briga do Alexandre Banana-PT com o deputado estadual, afirmando que as denúncias que Alexandre fez na justiça, durante seu mandato, não eram infundadas.

Entretanto, antes de publicar aqui, diante da seriedade e da gravidade das denúncias contra essas pessoas, preciso de mais tempo para melhor apurar. Semana passada e esta estou fora da cidade cumprindo compromissos profissionais na região. O tema precisa ser discutido amplamente, para o bem de Itabira, mas de forma séria. Assim que retornar, vou investigar.

Enquanto isso, vai aí uma sugestão... O pessoal do PT, com tantas informações sob suas mãos, bem que poderia ou fazer um outro Blog ou um sítio oficial com essas manifestações e questionamentos. Como boa parte da imprensa local já estabeleceu "parcerias" com os poderes, há espaços para discutir Itabira a fundo. Que tal? Prometo ajudar aqui com a divulgação.

Durante a semana, de acordo com minha disponibilidade, falarei mais sobre o tema. Até já.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

A cobrança de ponto extra de TV a cabo é indevida.

Liminar usada para cobrar ponto extra é derrubada

A Justiça Federal revogou liminar usada pelas empresas de TV por cabo para justificar o descumprimento à Resolução 528/2009, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A resolução proibiu a cobrança regular pelo ponto extra. Agora, as empresas estão obrigadas a cumprir imediatamente a norma da Anatel, que autoriza a cobrança apenas pelos serviços de instalação e de reparo da rede interna e dos conversores/decodificadores de sinal, ou equipamentos similares.

O pedido de revogação da liminar foi apresentado pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal e pela Anatel em abril de 2009. O objetivo era evitar que as empresas de TV por assinatura utilizassem a ordem judicial para justificar a cobrança ilegal pelo ponto extra, como noticiado em vários veículos de comunicação. “A ordem judicial merece ser explicitamente revogada a fim de que não sirva de escusa indevida ao cumprimento da regulamentação vigente”, pediu o MPF à Justiça.

O juiz Roberto Luis Demo, da 14ª Vara Federal, acatou os argumentos do MPF e revogou a liminar concedida à Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA) em junho de 2008. Segundo o juiz, “o objeto inicial do processo era uma situação transitória de gratuidade absoluta do ponto extra, situação esta que já não mais existe a partir da Resolução Anatel 528/2009”.

Segundo a norma, a programação do ponto principal, inclusive programas pagos individualmente pelo assinante, deve ser disponibilizada, sem cobrança adicional, para pontos extras instalados no mesmo endereço residencial, independentemente do plano de serviço contratado. A prestadora pode cobrar apenas pelos serviços de instalação e de reparo da rede interna e dos conversores/decodificadores de sinal, ou equipamentos similares.

De acordo com a Justiça, a revogação da liminar deve produzir efeito somente a partir da decisão. Para o Ministério Público Federal, entretanto, a liminar perdeu a validade desde a edição da Resolução 528/2009, em 22 de abril de 2009. O MPF analisa a possibilidade de recorrer para garantir os efeitos retroativos da revogação da liminar. Com informações da Assessoria de Imprensa do MPF-DF

Consumidor pode ser ressarcido em caso de falta de energia elétrica


Segundo o Procon Assembleia, o consumidor que teve algum prejuízo causado pelo apagão de energia elétrica ocorrido no dia 10 de novembro de 2009, ou que futuramente possa ter com eventual interrupção de energia, terá direito à reparação do dano. É o que dispõe o parágrafo único do artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor e a Resolução 61, de 2004, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Pela resolução, a reparação do dano ao consumidor deverá ser feita no máximo em 45 dias, contados da reclamação formalizada junto à concessionária de energia elétrica. O consumidor tem o prazo de 90 dias, contados do ocorrido, para fazer a sua reclamação junto à concessionária.
Para tanto, o consumidor deverá entrar em contato com a concessionária, informando os dados da ocorrência da falta de energia e do dano causado ao aparelho eletroeletrônico, como por exemplo, a data e hora do ocorrido, o modelo do aparelho, ano de fabricação, número de série e a fatura da conta de luz.
O consumidor deverá exigir o número de protocolo do atendimento para que possa acompanhar a tramitação da demanda.

A partir da data da reclamação, a empresa deverá fazer uma vistoria no aparelho em até 10 dias corridos. Após a vistoria, o laudo conclusivo deverá ser apresentado em até 15 dias. Havendo procedência do pedido, a concessionária, em até 20 dias corridos após a apresentação do laudo, terá as seguintes opções, a seu critério:
a) conserto do aparelho
b) substituição do aparelho
c) indenização do valor do aparelho em dinheiro ou
d) crédito do valor do aparelho na conta de luz

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

PEC PROPÕE RECONHECIMENTO DO JORNALISMO

Mais uma polêmica em debate.

A Câmara de Deputados, por meio da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), acatou o pedido de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), na quarta-feira passada, de autoria do deputado Paulo Pimenta (PT-RS). Essa PEC propõe restabelecer a exigência de diploma para o exercício de jornalista, colocando abaixo a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal).

O relator do tema, deputado Maurício Rands (PT-PE), defende que "a história cansou de demonstrar que o jornalismo produzido por pessoa inapta pode causar sérios e irreparáveis danos a terceiros, maculando reputações e destruindo vidas". O relator ainda defende que, para se conseguir um diploma de jornalismo em curso superior de ensino, exige-se o efetivo e comprovado aprendizado de determinadas matérias fundamentais a essa formação, referindo-se, por exemplo, à ética jornalística.

O ministro Gilmar Mendes descartou a hipótese de reverter a decisão da Suprema Corte e elencou vários motivos na sua defesa, dentre eles: porque ele teme que uma decisão dessa vai repercutir sobre outras profissões; tal como acredita que o diploma de jornalista "não garante que não haverá danos irreparáveis ou prejudicar direitos alheios"; bem como entende que "a profissão de jornalista não oferece perigo de dano à coletividade tais como medicina, engenharia, advocacia" e, por fim, defendeu que  "não há razão para se acreditar que a exigência do diploma, seja a forma mais adequada para evitar o exercício abusivo da profissão". E é bem verdade.

JUSTIÇA x CONSELHOS: QUEM REGULA MELHOR?

Por vários motivos, concordo com o ministro. Lembro ainda que o artigo V da Constituição Federal, para o bem da livre manifestação do pensamento e do exercício da liberdade de expressão (premissas do estado democrático), já regulamenta o exercício da comunicação e propõe punições para maus usos, indiferente se a queixa foi proferida por um graduado ou não. Segundo, porque não acredito que será pelo corporativismo que se garantirá o correto e fiel cumprimento da profissão do Jornalismo. Quem me garante que um jornalista, ao analisar uma denúncia contra um colega de profissão num Conselho, conseguirá ser mais isento do que a Justiça comum?

E A ISENÇÃO JORNALÍSTICA?

Se nos orientarmos a favor da ética e da isenção jornalística, a rigor, entendo que nenhum jornalista graduado deveria assumir cargos de diretoria de órgãos de mídia ou de assessorias de comunicação. Como é que eles conseguirão ser isentos e, ao mesmo tempo, defender o lado do cliente, que paga os salários deles? Complicado, não? Se assim fosse, jamais poderiam crescer na instituição, até porque os cargos de direção teriam que ser assumidos por administradores de empresas. Ou não?

Há outros problemas corriqueiros que me fazem ainda mais reticente. Tenho visto aberrações praticadas por veículos com ambas as situações, principalmente aqui em Itabira. E o pior é que a maioria desses veículos que se vendem, contam com fartos anúncios oficiais, ou seja, acabam "bancados" com dinheiro do povo e, muitas das vezes, contratados por jornalistas graduados, que ocupam cargos de assessorias de comunicação. De igual forma, vejo aqui pouquíssimos exemplos de linhas críticas e livres, como o jornal O Trem, que é muito bem editado e assinado por um não graduado, o competente Marcos Caldeira. Como vêem, não interessa o status de graduação para garantir ética e espírito crítico...

RECONHECIMENTO PARA TODAS AS GRADUAÇÕES

Se a moda de reconhecimento pega, os profissionais graduados em TI, como eu sou,  reinvindicarão para si a programação de websites e os administradores exigirão que até os pequenos comércios tenham que ser administrados por eles, matando a viabilidade desses pequenos negócios. Pensem bem... nesse raciocínio, o poeta maior Carlos Drummond de Andrade terá que ser lembrado apenas como farmacêutico; o premiadíssimo fotojornalista internacional Sebastião Salgado como economista e Obama como advogado. Cada qual com suas respectivas graduações.

Reivindicações semelhantes ocorrem também na minha formação, em Sistemas de Informação. Na nossa área, a SBC - Sociedade Brasileira de Computação - não defende o reconhecimento, por respeitar a capacidade alheia, graduada ou não, e por entender que as leis e o mercado são melhores regulamentadores.

ESTUDAR É FUNDAMENTAL, MAS IDOLATRAR DIPLOMA É TOLICE

É claro que a graduação é sempre bem-vinda e em muito auxilia na formação do profissional. Aliás, é um bom indicativo de aptidão. Entretanto, diploma, lamentavelmente, não garante nada. A idolatria de diplomas é um forte indício de profissionais inseguros ou certos de suas fraquezas e limitações.
 
O mercado e o público são sábios o suficiente para discernirem os bons, dos maus. Quem é bom, se estabelece com bom portifólio e legado profissional. Não precisa reivindicar reconhecimento nunca. Podem estar certos: o mercado é quem corre atrás dele.

A nova polêmica está lançada. Pelo jeito, vou bater o recorde do colega Márcio Passos, em maior número de comentários... (Risos)... Mãos à obra, pessoal. Deitem o malho!

Fonte: Folha on Line. Clique aqui e veja mais.

PARA MATAR TUCANO DE RAIVA E INVEJA

Em Roma, Lula recebe prêmio por ações de combate à fome

Está no site do UOL e deve ser lido. Clique:http://noticias.uol.com.br/ultnot/lusa/2009/11/16/ult611u83242.jhtm
O SENADOR

Um senador está andando tranqüilamente quando é atropelado e morre. A alma dele chega ao Paraíso e dá de cara com São Pedro na entrada.
-'Bem-vindo ao Paraíso!'; diz São Pedro
-'Antes que você entre, há um probleminha. Raramente vemos parlamentares por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.
-'Não vejo problema, é só me deixar entrar', diz o antigo senador.
-'Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte: Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.
-'Não precisa, já resolvi. Quero ficar no Paraíso diz o senador.
-'Desculpe, mas temos as nossas regras. '
Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe. Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado. Todos muito felizes em traje social. Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos às custas do povo. Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.
Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas. Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora. Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe. Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele. Agora é a vez de visitar o Paraíso. Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando. Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.
-' E aí ? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Agora escolha a sua casa eterna.'
Ele pensa um minuto e responde:
-'Olha, eu nunca pensei .. O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.'
Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo. Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos. O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do senador.
-' Não estou entendendo', - gagueja o senador
- 'Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!!!'
O diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz:
-'Ontem estávamos em campanha. Agora, já conseguimos o seu voto...'
(Enviado por Mônica Brandão)

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Contra a corrupção: Plano Funil

O diretor da De Fato, José Sana, tem publicado uma série de colunas interessantes na Defato Online sobre a questão: "É possível acabar com a corrupção?". Como nos autorizou a republicar, para contribuir gentilmente com o nosso blog, aqui está sua defesa: O Plano Funil. Leiam abaixo um trecho ou vejam todo o artigo no link acima.

"Já expliquei exaustivamente sobre a sua metodologia, que tem como objetivo: formar grupos de cidadãos conscientes, fazer com que esse grupo participe dos governos, tornar transparentes as ações governamentais, enfim, eliminar todas as causas de prejuízos aos interesses públicos e coletivos.

Exatamente no dia 5 de fevereiro deste ano, depois de uma preparação que tinha durado três meses, iniciamos a implantação do plano em reunião promovida pela Interassociação de Amigos de Bairros. Nesse dia, foram distribuídos formulários a líderes comunitários, cujo objetivo seria buscar as informações elementares sobre a situação da entidade e dos bairros itabiranos. O trabalho foi interrompido porque a Funcesi entraria, no mês seguinte, no mesmo espaço comunitário, com um curso, coordenado pelo professor Francisco Graça Moura, de formação de líderes.

A experiência que apresento é o modelo de trabalho que executamos no meu tempo de vereança (1973 a 1982), que culminou com excelentes resultados. Na época, porém, havia maiores interesses pela atividade comunitária, mais união entre os cidadãos e, assim, o ambiente facilitava. Hoje, percebo que há uma questão primordial que precisa ser resolvida como passo inicial: reestruturação das associações. Mas, nada de crítica faço ao trabalho de hoje, gostaria apenas que essas entidades aplicassem o que lhes foi ensinado pelo professor Graça Moura. Em outras palavras: as associações precisam assumir a sua condição de autônomas e formar um corpo mais consciente.

O Plano Funil é um novo modelo político que imaginamos para Itabira. Os problemas de cada pedaço da cidade (centro, vilas e bairros) precisam ser discutidos abertamente nas salas de reuniões e o poder público é obrigado a vir às entidades abrir as suas gavetas, sob pena de ser destituído logo na primeira eleição. Nenhuma decisão do governo ocorre sem o aval do povo organizado, que junta todos os seus problemas e anseios e os filtra no funil e confronta com eles os recursos e os problemas que são, até agora, tratados apenas nas secretarias de governo, ou seja, em gabinetes fechados.

O método, a forma, a maneira de agir, os procedimentos, o cronograma de providências — tudo isso faz parte do Plano Funil, que precisa de gente da cabeça voltada para o bem comum, ou que se torna evidentemente cidadã a cada passo caminhado."


Sana agradece o convite

Recebi um e-mail do diretor da De Fato, José Sana, muito cortês, no qual agradece o convite feito por mim para escrever para o Filhos-do-Cauê, por motivos de excesso de tarefas e de atividades. Segundo justificou, ele, hoje, atua como repórter, auxiliar de editoria, estudos de francês, pós-graduação de história do Brasil, caminhadas e academia 3 vezes por semana, além de dedicar-se como avô de 6 netos para "babar".

Ainda no agradecimento, Sana autoriza a republicação de seus textos neste blog de Itabira e, muito modestamente, questiona se teria alguma serventia. Claro que sim, Sana. Aquela série que abordará sobre corrupção, muito nos interessa.
Fica assim desfeito qualquer ranço que pudesse prevalecer. Pelo menos, de minha parte, não havia me chateado em momento algum. Os anos vividos têm me ensinado a saber receber críticas, graças a isso, venho evoluindo no espírito democrático.

Muito obrigado e grande abraço, Sana!


P.S.: Tenho me preocupado com a linha ácida desse blog, muitas das vezes por contribuição minha. Confesso e tenho tentado mudar o olhar, mas acabo transcrevendo minha indignação e descrença no atual modelo político que impera em Itabira e que considero extremamente nocivo. Penitencio-me por correr o risco de ser negativo e apimentado demais. Mas alguém tinha que provocar essas discussões. Não é? Para que esse blog aliviasse um pouco o tempero, seria interessante outro autor capaz de enxergar boas ações, mesmo com tantas chagas nos acometendo. Alguém se habilita? Itabira, democraticamente, agradece.