Who's amoung us?

domingo, 29 de novembro de 2009

DEM avalia desfiliação de Arruda.

Uma parte do Democratas já pensa na desfiliação do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, acusado de coordenar um esquema de corrupção. A informação é do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), em entrevista à Agência Brasil. "Existe um fato e denúncias. Contra fatos e denúncias, o combate são fatos e não versões. É assim que funciona. Vamos dar ao governador o espaço que ele precisa para se explicar. Mas o clima de desconforto é grande. Aguardamos a defesa dele, mas grande parte do DEM pensa na desfiliação e até na expulsão", disse o senador.

Demóstenes informou que Arruda passou o domingo conversando, por telefone, com os integrantes da executiva nacional do partido e que tentou explicar as imagens em que aparece recebendo dinheiro do então assessor Durval Barbosa. Segundo o senador, Arruda afirmou que as imagens são do período da sua campanha de 2006, quando recebia recursos para repassar aos que trabalhavam com ele. De acordo com as explicações do governador, tudo foi relatado ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e também ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Outros líderes do DEM ouvidos pela Agência Brasil afirmaram que a tendência na legenda não é favorável a Arruda, mas que aguardam as explicações do governador para evitar possíveis injustiças

Carta do leitor - Jornal Impacto

VAMOS REFLETIR???

O livro de ESDRAS capítulo 9, versículo 11 nos traz

a seguinte palavra para a meditação:

"Os quais ordenaste por intermédio de teus servos, os

profetas, dizendo: A terra em que estais entrando para

a possuir, é uma terra imunda pelas imundícies dos

povos das terras, pelas abominações com que, na sua

corrupção, a encheram duma extremidade à outra".

Quando em um momento de graça, iluminada pelo

brilho especularítico dos minérios da cidade de Itabira,

dedico um instante da minha vida tão corrida para refletir

a política municipal, não tenho dúvida de que, muito

da palavra de Deus, descrita no livro da Verdade, faz-se

presente em nossos dias e, tão próximo de nós, que a

nossa pressa, aliada a nossa "cegueira ensaiada" não

nos permite ver as reservadas tramas que ocorrem nos

bastidores da terra do Mato Dentro.

Já observaram que em Itabira, algumas pessoas simplesmente

se declaram donas da cidade?

Digo isso reportando-me ao sentido real da palavra,

ou seja, algumas pessoas estão literalmente comprando

áreas nobres da cidade e, numa manobra

desprovida de toda a sensatez, ética e da transparência,

rifam pontos nobres do município. Tento entender,

com todo o espírito e aprendizado, adquirido

em longos anos de estudo universitário, como, aqui

em Itabira, as pessoas simplesmente enriquecem...

Isso mesmo, do nada, sem qualquer fundamento econômico,

jurídico ou administrativo, enriquecem.

Chego a pensar que MUITO EM BREVE a cidade de

Itabira mudará o seu nome, passando a acrescentar duas

novas letras iniciais, quais sejam as letras

G
e U

...

Ao chegar aqui, ao conversar com as pessoas da

cidade, muitos não entendem a matemática e contestam:

2+2 não é igual a quatro e sim 2+2...

Acordem ITABIRANOS, questionem, cobrem, ou do

contrário passarão a ser cidadãos de uma cidade de

poucos donos.

Abraços,

Professora Luciana Fellipe.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009


ITABIRA EXPORTA CRIATIVIDADE

Criatividade e exemplo de compromisso ambiental.
É isso que Itabira está exportando para os municípios da região neste final de ano e proximidade das festas de Natal. Pioneira na coleta seletiva de lixo com a histórica Utaurb, empresa urbanizadora de altos e baixos, mas ainda firme em suas ações, a cidade utilizou a mesma empresa municipal para decorar seus espaços e equipamentos públicos com material reciclável. E tudo com muita criatividade e bom gosto, numa evolução em variedade e acabamento que, a cada ano, arranca mais aplausos da população, como o que acontece agora quando Itabira se prepara para ver a mais bonita decoração natalina de sua história.
Neste ano, a cidade empresta sua experiência para as vizinhas João Monlevade e São Gonçalo do Rio Abaixo, enfeitadas com o resultado do seu próprio lixo, agora reciclado e transformado em beleza que emociona.
Vale a pena fazer um giro pelas três cidades e comprovar o que o talento e o compromisso ambiental podem provocar e surpreender.
Parabéns à equipe da Itaurb e ao prefeito João Izael, em cujo governo começou tudo isso.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Vamos combinar...

Pessoal, temos recebido cada vez mais comentários neste blog. Isto é super legal e é bem isso que propomos: um espaço democrático para manifestações. A maior tristeza é quando temos que recusar alguns que, embora sejam pertinentes, ótimos ou engraçados, criticam pessoas (citando nome delas) e foram postados como Anônimos. Por força de lei, somos obrigados a recusar a publicação.

Vamos combinar... quer descer a lenha? Vamos lá! Manda brasa, mas assinem o nome completo e e-mail para contato no mesmo campo do nome, deixando o campo de URL limpo. Caso queira colocar algo no campo de URL, pode aplicar o endereço do site pessoal ou do seu blog pessoal. Como esse sistema de Blog não foi programado por nós, temos essas limitações. Beleza?

Em tempo: Vale a pena ler o artigo 5o. da Constituição Federal, que regulamenta os direitos e os maus usos da comunicação.

É O CARA!

video

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

A JANELA DA INFIDELIDADE

A infidelidade partidária pode tirar de cinco deputados estaduais a cadeira conquistada no Legislativo mineiro. A Procuradoria Regional Eleitoral de Minas Gerais ajuizou ações pedindo os mandatos dos deputados Eros Biondini, Gilberto Abramo, Irani Barbosa, Zezé Perrella e Ronaldo Magalhães, que trocaram de legenda pouco antes do prazo válido para candidaturas às eleições de 2010.
Outros dois parlamentares mudaram de partido, mas não foram acionados. Conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal, a vaga pertence ao partido que elegeu o deputado.Na Assembleia Legislativa foram sete alterações nas quais os parlamentares alegaram questões eleitorais.

O deputado Eros Biondini deixou o PHS para se filiar ao PTB, Gilberto Abramo foi do PMDB para o PRB. Três tucanos também deixaram os quadros do partido com destinos diferentes. Zezé Perrella foi para o PDT, Irani Barbosa para o PMDB e Ronaldo Magalhães para o PV.
Ficaram de fora das ações do Ministério Público Delvito Alves – que, eleito pelo PTC, já havia sido acionado por trocar a legenda pelo DEM e agora foi para o PTB – e Leonardo Moreira, que deixou o DEM e foi para o PSDB com autorização do partido depois do escândalo que envolveu seu pai, o deputado federal Edmar Moreira, acusado de usar a verba indenziatória irregularmente.
Outro que ficou livre foi Juninho Araújo, que saiu do PRTB a pedido do próprio partido para não dificultar a formação de chapa para o pleito do ano que vem e foi para o PTB.
O argumento para as cinco ações é uma resolução do TSE segundo a qual a mudança de partido só pode ser autorizada em caso de incorporação ou fusão partidária, criação de partido ou mudança substancial ou desvio reiterado no programa da legenda.

Outra hipótese que pode ser alegada é discriminação pessoal. Conforme o MP, esses parlamentares fizeram a troca sem qualquer justificativa legal.

O procurador eleitoral José Jairo Gomes propôs as ações com base na decisão do TSE, que já entendeu que na eleição proporcional o mandato pertence ao partido. Conforme resolução do TSE, se o partido não pedir a vaga em 30 dias da desfiliação, o MP eleitoral ou quem tenha interesse jurídico têm mais 30 dias para fazê-lo.
O deputado Irani Barbosa disse ter recebido o comunicado do MP e que seu advogado já fez a defesa. “Saí do partido com autorização deles e justificativa, portanto, de forma legal” Os deputados Gilberto Abramo, Zezé Perrella e Ronaldo Magalhães também foram procurados pela reportagem mas não retornaram. Eros Biondini disse que só vai se pronunciar quando for notificado.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

O PINTO CRESCEU!!!

Em uma cidade do interior de Minas Gerais, tivemos uma eleição para prefeito, até aí tudo bem.

Ocorre que o candidato chamava Eugênio Pinto, e o sobrenome Pinto deu-lhe muitos votos, e muito o que falar; e a sua militância gritava pela cidade algumas frases: 'ajuda o Pinto entrar, gente', 'o Pinto tá entrando', 'O Pinto tá crescendo' " Vamos para Zona com o Pinto" Nós estamos duro mas crescendo"... assim o candidato da legenda petista obteve 38,26% dos votos válidos, e venceu as eleições.

Desta forma, o Pinto educado é aquele que se levanta pra voce sentar "votar" na urna da Zona Eleitoral.

Saúde ou Turismo

Neste ultimo mês tive a triste experiência de precisar utilizar os serviços de saúde de nossa cidade.

Minha surpresa foi descobrir que ele praticamente está largado às moscas.

Temos, teoricamente, dois hospitais (se juntar não dá um).

Os funcionarios te tratam com descaso, indiferença e nem adianta ter plano de saúde.

Se voce reclama, dizem que faltam médicos, enfermeiros e muitas outras desculpas para tentar explicar para "moribundos" que não tem pra onde ir, que se tiver que morrer vai ter que ser ali mesmo.

Do outro lado a prefeitura fica fazendo investimentos em obras ditas de Turismo, gastando valores que poderiam, certamente diminuir o sofrimento de inúmeros itabiranos que diariamente estão numa fila, do pronto-socorro, esperando por um atendimento.

O que precisamos são politicos mais competentes que realmente olhem para nossa cidade com o devido respeito e direcionem o nosso dinheiro para as coisas que realmente possam melhorar nossa qualidade de vida.

Verdade nua e crua!!

Ao ler o texto do meu amigo Fernando, percebo a vontade que temos de falar as aberrações que sabemos mas não podemos. Os fatos apontados pelo PT e que estão em análise me fazem perceber como somos lentos e frouxos, por não ter como provar. Se o presidente do PT sabe de falcatruas e maracutaias nas prefeitura, (e quem não sabe) e não denunciou, deve ser que não há como provar e isso que nos inibe. Um certo comerciante ex-quebrado na cidade foi chamado de ladrão na "sua" avenida, ele respondeu: "sou mesmo, mas prove que sou..."

INSTINTOS ANIMAIS

Tenho pedido aos colaboradores desse blog para evitarem notas com mais de 12 linhas. Entretanto, esta que publico aqui, preciso que seja bem contextualizada, porque proponho uma reflexão muito séria para todo itabirano que planeja criar sua família aqui, com a qualidade de vida que todos merecemos. Tire um tempinho, leia e reflita comigo, que valerá a pena. Vamos lá...

No ano passado, fui contratado pela Vale para gravar uma reunião com a comunidade de Morro Vermelho (Caeté), quando foi apresentado o relatório ambiental da região que será impactada com a implantação do Projeto Apolo, para extração de minério de ferro na divisa do município com Santa Bárbara e Rio Acima. Chamaram-me a atenção a lisura e o profissionalismo dos técnicos da mineradora. Fizeram um retrato bem fiel da situação atual, dos futuros impactos e das propostas de compensações, para que a comunidade tivesse a oportunidade de debater e defender, previamente, o meio ambiente onde vivem e a coletividade. Ao todo, gravamos reuniões iguais em quase uma dezena de outras comunidades a serem impactadas, conforme prevê a lei.

Só que, em Morro Vermelho, assim que terminaram as apresentações e discussões, foi servido um buffet com um café repleto de iguarias, com salgados finos, sucos e biscoitos. De repente, uma senhorinha mais humilde tirou da bolsa uma sacola plástica, dessas usadas para lixo, a abriu com uma das mãos e, usando o outro braço como um rodo, rapou boa parte dos salgados de uma das mesas para dentro da sacola, se desculpando que queria levar uns salgadinhos para a filha que não pôde comparecer. Rapidamente, outros convidados começaram, também, a encher os bolsos, surgiram outras sacolas plásticas, braços defendendo pratos,  num alvoroço medonho. Assustada, a gerente do buffet, ao ver começar a sumir taças e talheres, ordenou que seus garçons defendesse seus pertences:
- Esperem aí! As taças, copos, vasilhames e talheres não! - gritou ela desesperada.

Quando dei conta, uns rapazinhos meteram as mãos nos cabos de energia da minha empresa, pretendendo saquear os refletores de luz da filmagem, correndo risco inclusive de se queimarem gravemente.

E aí, você deve estar pensando... e o que nós itabiranos temos a ver com isso?

Pois é... Andei relembrando esse episódio e comparando os fatos. A Vale, de forma semelhante, tem investido em obras na cidade e contribui com a maior parte da arrecadação. Tal como fez em Morro Vermelho, costuma reunir com comunidades locais, apresenta relatórios, participou e foi obrigada a cumprir com condicionantes ambientais e tantas outras iniciativas mais, sendo a mais recente o anúncio de investimento de 2,68 bilhões de reais numa nova usina de recuperação de minério no município.

Se ainda analisarmos a situação político-administrativa itabirana, de uns 10 ou mais anos para cá, praticamente, não vimos investimentos arcados com recursos próprios, proporcionais à altíssima arrecadação. E olhem que as receitas daqui, só no último mandato, chegaram perto de 1 bilhão de reais! Coincidentemente, nunca se viu, nem aqui, nem em qualquer outra cidade da região, alguns ex-secretários (e parentes deles), em curtíssimo tempo, passarem a ostentar riquezas e patrimônios, como se tem ventilado por aí. Em cascata, outra observação que me lembrei são os parques Nova Vista e Belacamp construídos pela mineradora para a cidade: em pouco tempo foram saqueados e completamente depredados. Estranhamente, outras reações que observei foi a recente composição do chamado grupão com, nada menos que, 18 (ou 19?) partidos e a posterior contratação sem fim de milhares de pessoas para pequenos cargos. Ou seja, essa imensa arrecadação parece contemplar uma dúzia de novos milionários e milhares de seguidores com as raspas dos pratos, em detrimento de investimentos sólidos, de preparar o município para a sobrevivência após a exaustação mineral, ou de contarmos com saúde, educação e cultura à altura da inédita receita. O Hospital Nossa Senhora das Dores, segundo comentários na cidade, está pendurado numa dívida de 10 milhões de reais!

Se nos compararmos com o povo de Morro Vermelho, quais semelhanças e diferenças temos com eles? Na minha modesta opinião, parece que, de igual forma, praticamos o mesmo instinto animal de defender os pratos para nossas proles, no primeiro momento que nos vimos ameaçados pela esperteza dos outros, mas a diferença se fez patente na proporção dos saques.

Será que é isso mesmo ou divaguei feio?


Pesquisa comparativa do governo Lula com o FHC.


Pesquisa CNT/Sensus, divulgada nesta segunda feira (23), comprova que a grande maioria do povo brasileiro considera o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva muito melhor do que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).Para 76%, os sete anos do governo Lula são melhores que os oito anos da era FHC, 10% acreditam que Fernando Henrique foi melhor e 11,1% afirmaram que os dois governos são iguais.
A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 16 e 20 de novembro e entrevistou 2 mil pessoas. A margem de erro é de 3%.A pesquisa traz também a avaliação do governo e do desempenho pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva - que aumentou de 76,8% para 78,9% desde a última sondagem, em setembro.
O índice de aprovação do governo federal também aumentou: de 65,4% para 70%.Os brasileiros entrevistados falaram sobre a expectativa para 2010 e a capacidade de transferência de votos de Lula e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para os candidatos à Presidência da República nas eleições de 2010.
Na última pesquisa, 20,8% dos entrevistados disseram que votariam no candidato a presidente da República apoiado por Lula; 31,4% poderiam votar; 20,2% não votariam e 24,6% somente conhecendo o candidato para poder decidir.Segundo o presidente da CNT, Clésio Andrade, a ministra Dilma Rousseff começa a estimular a guerra eleitoral, crescendo nas simulações e se favorecendo da avaliação negativa da imagem do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "O Serra cai em função do apoio do Fernando Henrique, que fala em nome dele, independente dele querer ou não.
O apoio ostensivo de FHC é prejudicial", disse Andrade."Ao longo dos últimos 12 meses, Serra perdeu 15 pontos nas intenções de voto", disse Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus. Na primeira lista que inclui todos os prováveis candidatos à presidência da República, José Serra aparece com 31,8%, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), com 21,7%, o deputado federal Ciro Gomes (PSB) tem 17,5% das intenções de votos e a senadora Marina Silva (PV) apresenta 5,9%.Brasileiro otimista.
O índice de avaliação do cidadão, com relação a percepções sobre emprego, renda, saúde, educação e segurança pública nos últimos seis meses, melhorou, passando de 45,84 pontos em maio para 47,79 em setembro.A pesquisa CNT/Sensus também mostrou que melhorou o índice de expectativa do cidadão, que inclui expectativas sobre emprego, renda, saúde, educação e segurança pública para os próximos seis meses. O indicador passou de 69,93 para 71,95 pontos.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

As fraldas e os políticos devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.

Eça de Queiroz.

Eleições 2010: Excelentes nomes

O PT itabirano apresentou dois bons nomes para disputarem a convenção estadual como pré-candidatos a deputados estadual e federal: Alexandre Banana e Bernardo Mucida, respectivamente. As articulações já começaram e devem ser bem sucedidos.

Os dois são íntegros e plenamente capazes de assumirem tais funções. Bernardo é cientista político, inteligente e bem articulado. Alexandre é cirurgião-dentista, foi vereador atuante por 2 mandatos e candidato a vice na chapa com Damon de Sena, quando alcançaram excelentes resultados nas urnas.

Boa sorte para os dois e precisando, estamos aí.

Caracas!

Recebi um e-mail do presidente do PT itabirano com graves denúncias contra a Prefeitura de Itabira, apontando vários processos contra o prefeito João Izael e o deputado estadual Ronaldo Magalhães.

Vi, rapidamente, também, no Diário de Itabira da semana passada, a briga do Alexandre Banana-PT com o deputado estadual, afirmando que as denúncias que Alexandre fez na justiça, durante seu mandato, não eram infundadas.

Entretanto, antes de publicar aqui, diante da seriedade e da gravidade das denúncias contra essas pessoas, preciso de mais tempo para melhor apurar. Semana passada e esta estou fora da cidade cumprindo compromissos profissionais na região. O tema precisa ser discutido amplamente, para o bem de Itabira, mas de forma séria. Assim que retornar, vou investigar.

Enquanto isso, vai aí uma sugestão... O pessoal do PT, com tantas informações sob suas mãos, bem que poderia ou fazer um outro Blog ou um sítio oficial com essas manifestações e questionamentos. Como boa parte da imprensa local já estabeleceu "parcerias" com os poderes, há espaços para discutir Itabira a fundo. Que tal? Prometo ajudar aqui com a divulgação.

Durante a semana, de acordo com minha disponibilidade, falarei mais sobre o tema. Até já.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

A cobrança de ponto extra de TV a cabo é indevida.

Liminar usada para cobrar ponto extra é derrubada

A Justiça Federal revogou liminar usada pelas empresas de TV por cabo para justificar o descumprimento à Resolução 528/2009, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A resolução proibiu a cobrança regular pelo ponto extra. Agora, as empresas estão obrigadas a cumprir imediatamente a norma da Anatel, que autoriza a cobrança apenas pelos serviços de instalação e de reparo da rede interna e dos conversores/decodificadores de sinal, ou equipamentos similares.

O pedido de revogação da liminar foi apresentado pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal e pela Anatel em abril de 2009. O objetivo era evitar que as empresas de TV por assinatura utilizassem a ordem judicial para justificar a cobrança ilegal pelo ponto extra, como noticiado em vários veículos de comunicação. “A ordem judicial merece ser explicitamente revogada a fim de que não sirva de escusa indevida ao cumprimento da regulamentação vigente”, pediu o MPF à Justiça.

O juiz Roberto Luis Demo, da 14ª Vara Federal, acatou os argumentos do MPF e revogou a liminar concedida à Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA) em junho de 2008. Segundo o juiz, “o objeto inicial do processo era uma situação transitória de gratuidade absoluta do ponto extra, situação esta que já não mais existe a partir da Resolução Anatel 528/2009”.

Segundo a norma, a programação do ponto principal, inclusive programas pagos individualmente pelo assinante, deve ser disponibilizada, sem cobrança adicional, para pontos extras instalados no mesmo endereço residencial, independentemente do plano de serviço contratado. A prestadora pode cobrar apenas pelos serviços de instalação e de reparo da rede interna e dos conversores/decodificadores de sinal, ou equipamentos similares.

De acordo com a Justiça, a revogação da liminar deve produzir efeito somente a partir da decisão. Para o Ministério Público Federal, entretanto, a liminar perdeu a validade desde a edição da Resolução 528/2009, em 22 de abril de 2009. O MPF analisa a possibilidade de recorrer para garantir os efeitos retroativos da revogação da liminar. Com informações da Assessoria de Imprensa do MPF-DF

Consumidor pode ser ressarcido em caso de falta de energia elétrica


Segundo o Procon Assembleia, o consumidor que teve algum prejuízo causado pelo apagão de energia elétrica ocorrido no dia 10 de novembro de 2009, ou que futuramente possa ter com eventual interrupção de energia, terá direito à reparação do dano. É o que dispõe o parágrafo único do artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor e a Resolução 61, de 2004, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Pela resolução, a reparação do dano ao consumidor deverá ser feita no máximo em 45 dias, contados da reclamação formalizada junto à concessionária de energia elétrica. O consumidor tem o prazo de 90 dias, contados do ocorrido, para fazer a sua reclamação junto à concessionária.
Para tanto, o consumidor deverá entrar em contato com a concessionária, informando os dados da ocorrência da falta de energia e do dano causado ao aparelho eletroeletrônico, como por exemplo, a data e hora do ocorrido, o modelo do aparelho, ano de fabricação, número de série e a fatura da conta de luz.
O consumidor deverá exigir o número de protocolo do atendimento para que possa acompanhar a tramitação da demanda.

A partir da data da reclamação, a empresa deverá fazer uma vistoria no aparelho em até 10 dias corridos. Após a vistoria, o laudo conclusivo deverá ser apresentado em até 15 dias. Havendo procedência do pedido, a concessionária, em até 20 dias corridos após a apresentação do laudo, terá as seguintes opções, a seu critério:
a) conserto do aparelho
b) substituição do aparelho
c) indenização do valor do aparelho em dinheiro ou
d) crédito do valor do aparelho na conta de luz

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

PEC PROPÕE RECONHECIMENTO DO JORNALISMO

Mais uma polêmica em debate.

A Câmara de Deputados, por meio da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), acatou o pedido de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), na quarta-feira passada, de autoria do deputado Paulo Pimenta (PT-RS). Essa PEC propõe restabelecer a exigência de diploma para o exercício de jornalista, colocando abaixo a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal).

O relator do tema, deputado Maurício Rands (PT-PE), defende que "a história cansou de demonstrar que o jornalismo produzido por pessoa inapta pode causar sérios e irreparáveis danos a terceiros, maculando reputações e destruindo vidas". O relator ainda defende que, para se conseguir um diploma de jornalismo em curso superior de ensino, exige-se o efetivo e comprovado aprendizado de determinadas matérias fundamentais a essa formação, referindo-se, por exemplo, à ética jornalística.

O ministro Gilmar Mendes descartou a hipótese de reverter a decisão da Suprema Corte e elencou vários motivos na sua defesa, dentre eles: porque ele teme que uma decisão dessa vai repercutir sobre outras profissões; tal como acredita que o diploma de jornalista "não garante que não haverá danos irreparáveis ou prejudicar direitos alheios"; bem como entende que "a profissão de jornalista não oferece perigo de dano à coletividade tais como medicina, engenharia, advocacia" e, por fim, defendeu que  "não há razão para se acreditar que a exigência do diploma, seja a forma mais adequada para evitar o exercício abusivo da profissão". E é bem verdade.

JUSTIÇA x CONSELHOS: QUEM REGULA MELHOR?

Por vários motivos, concordo com o ministro. Lembro ainda que o artigo V da Constituição Federal, para o bem da livre manifestação do pensamento e do exercício da liberdade de expressão (premissas do estado democrático), já regulamenta o exercício da comunicação e propõe punições para maus usos, indiferente se a queixa foi proferida por um graduado ou não. Segundo, porque não acredito que será pelo corporativismo que se garantirá o correto e fiel cumprimento da profissão do Jornalismo. Quem me garante que um jornalista, ao analisar uma denúncia contra um colega de profissão num Conselho, conseguirá ser mais isento do que a Justiça comum?

E A ISENÇÃO JORNALÍSTICA?

Se nos orientarmos a favor da ética e da isenção jornalística, a rigor, entendo que nenhum jornalista graduado deveria assumir cargos de diretoria de órgãos de mídia ou de assessorias de comunicação. Como é que eles conseguirão ser isentos e, ao mesmo tempo, defender o lado do cliente, que paga os salários deles? Complicado, não? Se assim fosse, jamais poderiam crescer na instituição, até porque os cargos de direção teriam que ser assumidos por administradores de empresas. Ou não?

Há outros problemas corriqueiros que me fazem ainda mais reticente. Tenho visto aberrações praticadas por veículos com ambas as situações, principalmente aqui em Itabira. E o pior é que a maioria desses veículos que se vendem, contam com fartos anúncios oficiais, ou seja, acabam "bancados" com dinheiro do povo e, muitas das vezes, contratados por jornalistas graduados, que ocupam cargos de assessorias de comunicação. De igual forma, vejo aqui pouquíssimos exemplos de linhas críticas e livres, como o jornal O Trem, que é muito bem editado e assinado por um não graduado, o competente Marcos Caldeira. Como vêem, não interessa o status de graduação para garantir ética e espírito crítico...

RECONHECIMENTO PARA TODAS AS GRADUAÇÕES

Se a moda de reconhecimento pega, os profissionais graduados em TI, como eu sou,  reinvindicarão para si a programação de websites e os administradores exigirão que até os pequenos comércios tenham que ser administrados por eles, matando a viabilidade desses pequenos negócios. Pensem bem... nesse raciocínio, o poeta maior Carlos Drummond de Andrade terá que ser lembrado apenas como farmacêutico; o premiadíssimo fotojornalista internacional Sebastião Salgado como economista e Obama como advogado. Cada qual com suas respectivas graduações.

Reivindicações semelhantes ocorrem também na minha formação, em Sistemas de Informação. Na nossa área, a SBC - Sociedade Brasileira de Computação - não defende o reconhecimento, por respeitar a capacidade alheia, graduada ou não, e por entender que as leis e o mercado são melhores regulamentadores.

ESTUDAR É FUNDAMENTAL, MAS IDOLATRAR DIPLOMA É TOLICE

É claro que a graduação é sempre bem-vinda e em muito auxilia na formação do profissional. Aliás, é um bom indicativo de aptidão. Entretanto, diploma, lamentavelmente, não garante nada. A idolatria de diplomas é um forte indício de profissionais inseguros ou certos de suas fraquezas e limitações.
 
O mercado e o público são sábios o suficiente para discernirem os bons, dos maus. Quem é bom, se estabelece com bom portifólio e legado profissional. Não precisa reivindicar reconhecimento nunca. Podem estar certos: o mercado é quem corre atrás dele.

A nova polêmica está lançada. Pelo jeito, vou bater o recorde do colega Márcio Passos, em maior número de comentários... (Risos)... Mãos à obra, pessoal. Deitem o malho!

Fonte: Folha on Line. Clique aqui e veja mais.

PARA MATAR TUCANO DE RAIVA E INVEJA

Em Roma, Lula recebe prêmio por ações de combate à fome

Está no site do UOL e deve ser lido. Clique:http://noticias.uol.com.br/ultnot/lusa/2009/11/16/ult611u83242.jhtm
O SENADOR

Um senador está andando tranqüilamente quando é atropelado e morre. A alma dele chega ao Paraíso e dá de cara com São Pedro na entrada.
-'Bem-vindo ao Paraíso!'; diz São Pedro
-'Antes que você entre, há um probleminha. Raramente vemos parlamentares por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.
-'Não vejo problema, é só me deixar entrar', diz o antigo senador.
-'Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte: Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.
-'Não precisa, já resolvi. Quero ficar no Paraíso diz o senador.
-'Desculpe, mas temos as nossas regras. '
Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe. Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado. Todos muito felizes em traje social. Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos às custas do povo. Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.
Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas. Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora. Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe. Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele. Agora é a vez de visitar o Paraíso. Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando. Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.
-' E aí ? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Agora escolha a sua casa eterna.'
Ele pensa um minuto e responde:
-'Olha, eu nunca pensei .. O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.'
Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo. Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos. O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do senador.
-' Não estou entendendo', - gagueja o senador
- 'Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!!!'
O diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz:
-'Ontem estávamos em campanha. Agora, já conseguimos o seu voto...'
(Enviado por Mônica Brandão)

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Contra a corrupção: Plano Funil

O diretor da De Fato, José Sana, tem publicado uma série de colunas interessantes na Defato Online sobre a questão: "É possível acabar com a corrupção?". Como nos autorizou a republicar, para contribuir gentilmente com o nosso blog, aqui está sua defesa: O Plano Funil. Leiam abaixo um trecho ou vejam todo o artigo no link acima.

"Já expliquei exaustivamente sobre a sua metodologia, que tem como objetivo: formar grupos de cidadãos conscientes, fazer com que esse grupo participe dos governos, tornar transparentes as ações governamentais, enfim, eliminar todas as causas de prejuízos aos interesses públicos e coletivos.

Exatamente no dia 5 de fevereiro deste ano, depois de uma preparação que tinha durado três meses, iniciamos a implantação do plano em reunião promovida pela Interassociação de Amigos de Bairros. Nesse dia, foram distribuídos formulários a líderes comunitários, cujo objetivo seria buscar as informações elementares sobre a situação da entidade e dos bairros itabiranos. O trabalho foi interrompido porque a Funcesi entraria, no mês seguinte, no mesmo espaço comunitário, com um curso, coordenado pelo professor Francisco Graça Moura, de formação de líderes.

A experiência que apresento é o modelo de trabalho que executamos no meu tempo de vereança (1973 a 1982), que culminou com excelentes resultados. Na época, porém, havia maiores interesses pela atividade comunitária, mais união entre os cidadãos e, assim, o ambiente facilitava. Hoje, percebo que há uma questão primordial que precisa ser resolvida como passo inicial: reestruturação das associações. Mas, nada de crítica faço ao trabalho de hoje, gostaria apenas que essas entidades aplicassem o que lhes foi ensinado pelo professor Graça Moura. Em outras palavras: as associações precisam assumir a sua condição de autônomas e formar um corpo mais consciente.

O Plano Funil é um novo modelo político que imaginamos para Itabira. Os problemas de cada pedaço da cidade (centro, vilas e bairros) precisam ser discutidos abertamente nas salas de reuniões e o poder público é obrigado a vir às entidades abrir as suas gavetas, sob pena de ser destituído logo na primeira eleição. Nenhuma decisão do governo ocorre sem o aval do povo organizado, que junta todos os seus problemas e anseios e os filtra no funil e confronta com eles os recursos e os problemas que são, até agora, tratados apenas nas secretarias de governo, ou seja, em gabinetes fechados.

O método, a forma, a maneira de agir, os procedimentos, o cronograma de providências — tudo isso faz parte do Plano Funil, que precisa de gente da cabeça voltada para o bem comum, ou que se torna evidentemente cidadã a cada passo caminhado."


Sana agradece o convite

Recebi um e-mail do diretor da De Fato, José Sana, muito cortês, no qual agradece o convite feito por mim para escrever para o Filhos-do-Cauê, por motivos de excesso de tarefas e de atividades. Segundo justificou, ele, hoje, atua como repórter, auxiliar de editoria, estudos de francês, pós-graduação de história do Brasil, caminhadas e academia 3 vezes por semana, além de dedicar-se como avô de 6 netos para "babar".

Ainda no agradecimento, Sana autoriza a republicação de seus textos neste blog de Itabira e, muito modestamente, questiona se teria alguma serventia. Claro que sim, Sana. Aquela série que abordará sobre corrupção, muito nos interessa.
Fica assim desfeito qualquer ranço que pudesse prevalecer. Pelo menos, de minha parte, não havia me chateado em momento algum. Os anos vividos têm me ensinado a saber receber críticas, graças a isso, venho evoluindo no espírito democrático.

Muito obrigado e grande abraço, Sana!


P.S.: Tenho me preocupado com a linha ácida desse blog, muitas das vezes por contribuição minha. Confesso e tenho tentado mudar o olhar, mas acabo transcrevendo minha indignação e descrença no atual modelo político que impera em Itabira e que considero extremamente nocivo. Penitencio-me por correr o risco de ser negativo e apimentado demais. Mas alguém tinha que provocar essas discussões. Não é? Para que esse blog aliviasse um pouco o tempero, seria interessante outro autor capaz de enxergar boas ações, mesmo com tantas chagas nos acometendo. Alguém se habilita? Itabira, democraticamente, agradece.

VESTIDO CURTO ROSA CHOQUE

Pode-se discordar dos meios e da forma utilizada, mas não há como negar que foi uma grande jogada de marketing. Talvez a maior jogada de marketing pessoal do ano.
Geisy Arruda, a loira roliça que estuda Turismo na Uniban, em São Paulo, precisa urgentemente mudar de curso. Sua vocação não é atender ou cuidar de quem quer conhecer o Brasil e o mundo. O negócio dela é o marketing.
Da noite para o dia, Geisy deixou de ser a anônima garota estudante de uma das piores universidades do Brasil, para se tornar celebridade no mundo todo, sem gastar um centavo.
Tudo graças à falsa moralidade de uma juventude boba e abobada que a atacou com palavras e ameaças de agressão física, além – é claro - de sua habilidade para tratar o episódio e suas consequências.
O que a tornou famosa, com direito a imagens e textos em destaque na grande imprensa e teses de comportamento que mereceram a atenção de especialistas e autoridades brasileiras, foi a reação de seus colegas que se escandalizaram com o seu nada inocente vestidinho curto rosa choque.
Dentro do modelo que a sociedade atual estabelece como a ideal, não se pode afirmar que Geisy seja um monumento à beleza e à melhor forma física feminina. Mas ela é bonita, jeitosa e sensual. E sabe disso.
Alunos da Unibam a acusaram de provocações com apelo sensual (ou sexual), o que ela rebate alegando que é seu jeito de ser e de vestir. Em outras palavras, quem gosta olha e quem não gosta aprecia outra paisagem.
A questão cultural e comportamental sobre o caso já está devidamente explorada nas centenas de debates que a repercussão na opinião pública provocou nos órgãos de comunicação e eu não vou somar palavras, até porque nada acrescentariam.
Na realidade, o que mais me chamou a atenção foi o comportamento da estudante após o episódio. Ela praticamente não cometeu erros, apesar de tanta pressão. Escondeu-se nos primeiros dias, chorou na hora que era para chorar, falou as palavras certas nos momentos certos, deixou os bons advogados contratados conduzirem todo o processo e apresentou a mãe ao mundo quando todos acreditavam que ela precisava de um colo.
Uma semana ou pouco mais depois, Geisy está sendo disputada para ser fotografada pelas revistas masculinas, teve sua expulsão da faculdade revogada, recebeu convite para estudar em outras escolas, passou a ser presença requisitada em todos os programas de televisão e ainda pode receber uma bolada de indenização por dano moral.
Nem ela poderia imaginar que aquele fato provocasse tanta mudança em sua vida.
E de uma certeza ela pode ter: dificilmente seu dia-a-dia vai voltar a ser aquele marasmo de subir e descer escadas da escola puxando para baixo (dentro do possível) o vestidinho curto rosa choque.
Êta vestidinho que dá sorte, ó gente!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Ministério Público e João Monlevade firmam acordo para regularizar situação de imóveis públicos

A administração pública anterior permitiu o uso de bens públicos municipais sem observar a legislação e o interesse público

Esta semana, o Ministério Público Estadual (MPE) e o município de João Monlevade, localizado a 105 quilômetros de Belo Horizonte, na região Central de Minas, assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para regularizar a situação de imóveis cedidos pela administração pública sem que fossem observados a lei e o interesse público, na hora de conceder permissão de uso de bens públicos municipais.
Pelo acordo, o município reconheceu que as permissões de uso de bens públicos foram feitas em desacordo com a lei e são nulas de direito; que os atos deveriam ter sido antecedidos de licitação, já que existia a possibilidade de que outros interessados quisessem utilizar os bens públicos cedidos e que grande parte das permissões não visava a atender o interesse público, mas apenas interesses privados.

O município assumiu a obrigação de, até 12 de fevereiro de 2010, adotar todas as medidas administrativas e judiciais necessárias para a regularização da posse dos bens cedidos a particulares.
O município deverá retomar os imóveis mediante notificação administrativa ou por meio de ação judicial. Entretanto, nos casos em que existir interesse público, o município poderá fazer a alienação do imóvel, desde que se respeite o que prevê a lei.

Também até 12 de fevereiro de 2010, o município deverá fazer o levantamento de todos os seus imóveis, a destinação que está sendo dada a cada um deles, além de apresentar o título de propriedade ou o termo de permissão de uso dos bens públicos cedidos.

O acordo prevê, ainda, a obrigatoriedade de o município não mais conceder permissões de uso de bens públicos sem antes realizar licitação, para garantir a supremacia do interesse público, a isonomia e a impessoalidade do ato.

Caso alguma das obrigações assumidas no acordo seja descumprida, o prefeito será multado em 500 reais por dia, e o valor será revertido em favor da Associação Regional de Proteção Ambiental de João Monlevade.

Entenda o casoO MPE, após denúncias feitas por moradores de João Monlevade, apurou que, de 2003 a 2007, o município vinha permitindo que particulares instalassem seus empreendimentos em terrenos e em imóveis públicos sem prévia licitação.
Alguns dos estabelecimentos estavam em situação irregular ou desempenhavam funções diferentes das declaradas no pedido de permissão. Outros poderiam gerar prejuízo ao meio ambiente ou atrapalhar o crescimento ordenado da cidade.
Havia ainda aqueles que não geravam empregos ou arrecadação de impostos e outros que arrendaram os imóveis públicos a terceiros, obtendo lucro com o ato administrativo.
Em janeiro de 2008, um abaixo-assinado, com mais de 200 nomes de moradores da cidade, solicitou que a Promotoria de João Monlevade apurasse a possibilidade de o Poder Público conceder a um particular a permissão de uso de uma área da cidade.
Num trecho do documento, os moradores escreveram que "a comunidade do bairro Loanda não concorda com a liberação da presente área para outra atividade particular, só para uso da população".
O MPE apurou que, até o ano de 2007, foram concedidas 83 permissões de uso de áreas públicas a particulares. Após a investigação, a Promotoria de Justiça propôs uma Ação Civil Pública (ACP) questionando os atos do Poder Público. Num parágrafo da ACP, o MPE afirmou que "está evidente o desrespeito a todos os princípios da Administração Pública.
E o que se verifica é que as permissões de uso foram dadas a pessoas 'escolhidas' pela atual [anterior] Administração Municipal, sem critérios objetivos, sendo certo que vários 'apadrinhados', colaboradores e aliados políticos foram por elas [pelas permissões] beneficiados".Num outro trecho da ação, a Promotoria de Justiça declarou que "a permissão de uso de bem público é um ato administrativo, por meio do qual a Administração Pública faculta a um particular a utilização individual de determinado bem público, quando deste uso advier benefício para a coletividade".
A permissão deve "ser concedida sempre por licitação, quando houver possibilidade de existir mais de um interessado, de forma a possibilitar o respeito aos princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade pública".Assessoria de Comunicação do Ministério Público de Minas Gerais - Núcleo de Imprensa - Tel.: (31) 3330-8016 10-11-2009 (João Monlevade - TAC Contra permissão de uso de bens públicos)

Bronca na Prefeitura

Recebemos outro e-mail, do Aloísio Ribeiro Junior e do Sudário Filho, moradores do campestre, danados da vida com a postura da Prefeitura, depois que foi veiculada uma matéria no programa Balanço Geral, da Record Minas, a pedido deles, sobre carros oficiais estacionados em locais proibidos, "impedindo o acesso de moradores e utilização de pontos de carga e descarga no comércio".

Segundo eles, a Prefeitura preferiu "retaliar" ao mudar o sinal da Record Minas para Record Leste e, ainda, "colocou mão única no local (Rua Jacutinga entre Av. Cauê e rua Itabirito), onde funciona as secretarias municipais de Educação e Saúde", forçando que os moradores agora tenham que dar volta para chegarem às suas casas.

Ainda no e-mail, questionam: "Por falar em carros , estive na prefeitura Municipal outro dia e fiquei abismando com a quantidade de carros Top de linha no estacionamento da PMI. Nem no estacionamento do Senado Federal se vê coisa parecida!".

Está dado o recado, pessoal. Com a palavra, a Prefeitura...

Carta para o Deputado

Um leitor do Blog, por e-mail, pediu que publicasse a seguinte carta para o Deputado Estadual Ronaldo Magalhães.

"Adimiro Você Ronaldo Magalhaes; Nascido e criado em Santa Maria de Itabira, com maior parte dos seus familiares residentes em Santa Maria, EX Vereador, EX Presidente da Camara Municipal de Itabira, Ex Prefeito da Cidade do BEM VIVER, com todo o seu patrimonio em ITABIRA, inclusive seu patrimonio maior seus filhos Itabiranos, Cidadao HONORARIO ITABIRANO, Ter transferido seu Titulo Eleitor para a capital Mineira BELO HORIZONTE, com isto,o Sr agora faz parte dos politicos que voces, quando sobem no palanque, criticam muito: CANDIDADO DE FORA.

Será que a cidade de Itabira, Berço do Grande Poeta Carlos Drumond de Andrade que o adotou como Filho, lhe dando o Titulo de cidadao Honorário Itabirano, naõ merece ter mais o SR nesta taõ querida TERRA?

Será que de repente a Cidade do Bem Viver deixou de ser para o Sr a Cidade do mau Viver ao ponto do Sr Te-la abandonada e troca-la pela capital Mineira?

Como o Sr nao reside mais na Cidade do Bem Viver, como que cara vai pedir votos aqui ?

Como paraquedista?

assinado EX Eleitor do RONALDO 41"
 
Nota da Redação: Caso o Deputado ou sua assessoria queira se manifestar, esse espaço é democrático e publicaremos o mais rápido possível.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

FICAMOS LIVRES DE NOVOS VEREADORES

Hoje o STF sepultou definitivamente a exdrúxula idéia de posse de novos vereadores no Brasil.
Nada contra o aumento do número, mas tudo contra a forma como desejavam tomar aumentar o número de cadeiras nas câmaras municipais.
Com a decisão, aprovada por 8 votos a 1, os suplentes escolhidos nas eleições de 2008 não poderão tomar posse para ampliar o número de cadeiras nas câmaras, como definido pelo Legislativo --assim como ficam suspensas as posses já realizadas para ampliar o número de cadeiras.
O STF entendeu que os suplentes não foram efetivamente eleitos, por isso não podem assumir vagas abertas com uma decisão do Congresso.
Relatora do processo, a ministra Cármen Lúcia havia concedido liminar contra a posse dos suplentes, que foi hoje mantida pelo plenário do STF. Antes da liminar, alguns municípios já haviam iniciado o processo de aumento das vagas.
Na defesa da liminar, Cármen Lúcia disse que as Câmaras de Vereadores não podem empossar políticos que não foram escolhidos pelo povo.
"A posse de suplentes de vereadores, nos termos que vem ocorrendo, desacataria não apenas as regras da Constituição, mas o princípio basilar da democracia segundo o qual o poder do povo é exercido por representantes eleitos, aqueles assim proclamados pelas normas legais", afirmou a relatora.
Segundo a ministra, a emenda aprovada pelo Congresso não pode ser retroativa ao prever a posse de suplentes eleitos em 2008 --por isso deve valer a partir da disputa de 2010.
"Definir-se que uma regra fixada no presente pode impor modificação de um processo passado e acabado e para o qual a Constituição impõe que se respeite definição legislativa vigente pelo menos um ano antes do pleito parece não apenas contrariar um dispositivo constitucional", afirmou.
O ministro Carlos Ayres Britto, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), defendeu a suspensão das posses de suplentes ao afirmar que eles não foram eleitos nas urnas. Britto classificou de "bizarro" permitir a posse de políticos que não foram eleitos. "Não é por efeito de uma emenda que transforma quem não foi eleito em candidato eleito, por desvio de voto popular."
Já o ministro César Peluzo disse que a emenda, ao permitir a posse de suplentes, foi uma norma "casuística que tende a alterar resultado de processo eleitoral já exaurido".
Contrário à suspensão da posse de suplentes escolhidos em 2008, o ministro Eros Grau disse que eles têm direito às vagas porque foram legalmente escolhidos. 'Não vejo violação ao princípio eleitoral nem da segurança jurídica. Não me permitiria interpretar a Constituição à luz da lei ordinária', afirmou.
RESUMINDO: GRAÇAS A DEUS NÃO TEREMOS AUMENTO DE VEREADORES NO BRASIL.
Secretário Agostinho Patrus visita áreas atingidas pela chuva em João Monlevade[11-11-2009]
O Secretário Estadual de Desenvolvimento Social, Agostinho Patrus, esteve em João Monlevade nesta quarta-feira,11. Ele veio para representar o governador Aécio Neves e visitar as áreas atingidas pela forte chuva que caiu na cidade na última segunda-feira, 9. O secretário chegou de helicóptero no estádio Luis Ensch por volta das 12 horas e foi recepcionado pelo prefeito Gustavo Prandini, o vice, Wilson Bastieri, representantes da Defesa Civil, assessores e pelo tenente coronel Paulo José de Freitas. A comitiva seguiu em direção ao Pronto Atendimento, centro da cidade, rua Maranhão no bairro Satélite, Palmares e Nova Esperança. Logo após, eles participaram de uma coletiva com a imprensa no auditório Leonardo Diniz (sede da Prefeitura).
Durante a coletiva, Patrus disse que irá aguardar o levantamento da Prefeitura para que o Estado possa atender na reconstrução da cidade. “Fiquei impressionado com o que vi. O trecho de asfalto foi arrancado como se fosse papel”, comenta. Ele destaca que a maior fatalidade foi a morte de uma estudante e o desaparecimento de outras duas pessoas. O prefeito Gustavo Prandini também lamentou o desaparecimento dos estudantes e está solidário com as famílias. Ele destacou ainda que a maior prioridade no momento é levantar os danos e estudar um projeto que minimize o impacto da chuva na cidade.
Na manhã de ontem, terça-feira, o chefe do Executivo decretou estado de emergência na cidade. Até o momento duas pessoas estão desaparecidas, Daniel Cavalcanti e Néia Santos. No final da tarde de ontem, o Corpo de Bombeiros da cidade de Itabira encontrou o corpo da estudante Desirée Nunes Gomes.


FAZENDO AS CONTAS

Leio no jornal Diário de Itabira que a Câmara Municipal está votando o orçamento da Prefeitura para o ano que vem: quase R$260 milhões.
Sou péssimo em matemática, mas com ajuda de uma calculadora simples fiz as contas. R$260 milhões multiplicados por 4 anos dão um total de R$1.040 bilhão.
Considerando a previsão de aumento anual da receita, a conta pode fechar próxima a R$1,5 bilhão.
Ou seja, por baixo por baixo sempre alguma coisa acima de R$20 milhões por mês.
E ainda nos chega a informação não confirmada oficialmente de que o governo municipal pensa em pegar dinheiro emprestado do projeto Somma para obras de saneamento.
Peço licença ao Marcos Caldeira para fazer uma pequena correção no texto do editorial do jornal O Trem, que reproduzi aqui no blog “Filhos do Cauê”: o prefeito João Izael não vai trabalhar com cerca de R$1 bilhão nos quatro anos de seu governo. É bem mais!
(Atenção: internauta me corrigi e com razão. É mais dinheiro ainda. O orçamento aprovado ontem pelos vereadores de Itabira prevê uma arrecadação de quase R$270 milhões e não R$260 milhões como informei acima.)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Para acalmarem os ânimos...

Um homem passa pela porta de uma prefeitura e escuta uma gritaria que saía lá de dentro :

-Filho da Puta, Ladrão, Salafrário, Safado, Mentiroso, Vagabundo,
Sem Vergonha, Preguiçoso de Merda...

Assustado, o homem pergunta ao segurança parado na porta :
-O que está acontecendo aí dentro, estão brigando?

-Não (Responde o segurança). Acho que estão fazendo a chamada.
BHTrans não pode aplicar multa de trânsito

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu, por unanimidade, que a Empresa de Transporte de Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) não têm poder para aplicar multas de trânsito na capital mineira. A Turma deu provimento ao recurso especial do Ministério Público de Minas Gerais.
O julgamento foi concluído hoje (10) com a apresentação do voto-vista do ministro Herman Benjamim. Seguindo entendimentos doutrinários, o ministro ressaltou que as sociedades de economia mista tem fins empresariais e servem para desempenhar atividade de natureza econômica:
“Nesse aspecto, é temerário afirmar que o trânsito de uma metrópole pode ser considerado atividade econômica ou empreendimento”, afirmou no voto-vista.
Por essas razões, o ministro Herman Benjamim seguiu o voto do relator, ministro Mauro Campbell Marques, no sentido de considerar impossível a transferência do poder de polícia para à sociedade de economia mista, que é o caso da BHTrans. Todos os demais ministros da Segunda Turma acompanharam essa tese.
A decisão do STJ reforma o acórdão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que havia decidido que a BHTrans, criada com o objetivo de gerenciar o trânsito de Belo Horizonte, teria competência para aplicar multa aos infratores de trânsito, nos termos do artigo 24 do Código Nacional de Trânsito.

Caças às bruxas

Virgem Maria! Ao que parece, o golpe do Ronaldo no PV está reverberando até hoje, sem controle, em todas as facções. O racha que comecou no grupão, com a rebeldia do vice-prefeito em declarar apoio a Mauri Torres e ao contrariar o "enquadramento" comandado pelo prefeito, agora atingiu em cheio a oposição.

Voltou à tona, agora, a questão se o marketing e a coordenação de campanha se venderam ou não. É o tipo de boataria que só interessa ao outro lado. É simples, quando eu resolvi entrar na campanha do PV para fazer os programas de rádio e TV, não tínhamos nada, nem linhas telefônicas, nem carros para rodar com nossas equipes, nem gasolina, nem depoimentos contra o governo conseguíamos. O Tonny, com certeza, deve se lembrar disso. Os índices da oposição nas pesquisas era mixo, tacanho, quase que insustentável.

Como a tarefa era árdua e demandaria muitos acertos, condicionei a entrada da minha empresa à contratação de um marqueteiro, quando indiquei o Márcio Passos, que já se encontrava em negociação. Não por ter o menor preço, como alegaram outro dia numa descontrolada reunião aberta, mas pela capacidade dele e pelo seu profissionalismo, capaz de atender com ética qualquer cliente, de qualquer partido.

E daí em diante, todos sabem os resultados, crescemos, ultrapassamos a opulenta situação, com todo seu peso e dinheiro. Lamentavelmente, esse último recurso elencado foi decisivo no resultado final. Vários indícios dão conta de compra de votos, que era um terreno inóspito para quem tem brio na cara e quer plantar um projeto pautado na moralidade.

Fico estarrecido não com as críticas contra o Márcio ou qual outro bode ou bruxa que venha a aparecer, porque a proposta desse blog é essa mesmo, de ser um espaço democrático. Entretanto, meu estarrecimento é com a falta ou a demora no posicionamento das lideranças desses partidos, na correta condução e esclarecimento para sua militância, porque eles participaram de todas as decisões estratégicas e são, portanto, legítimos solidários pelos acertos (que foram absolutamente maiores e parabéns a todos) e erros (bem menores e quase inexistentes).

Talvez seja por isso que vem crescendo o anseio popular por novos nomes. Podem estar certos, o partido que tomar para si a renovação verdadeira, de mudar sua cara, de buscar novos nomes para os diretórios, de se reoxigenarem, tendem a sair na frente da próxima disputa eleitoral. Dêem só uma espiada na enquete abaixo e comprovem.

Enquanto lavamos a roupa suja à frente de todos, mais uma vez, a política do grupão corre solta, bem mais coesa, solidária e muito mais profissional. Se duvidam ainda, perguntem a eles como conseguiram perpetuar por 12 longos anos consecutivos.

E até o próximo pleito, quem sabe, o Márcio Passos e tantos outros podem estar bem longe...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009


ITABIRA BILIONÁRIA

Acabo de ler o editorial do jornal O Trem que chegou às bancas neste final de semana.
É um texto muito bem escrito e que convida para uma necessária reflexão. Deveria ser impresso em grande formato e afixado na sala de visita da casa de todo itabirano. Confira:
“Todo político que falar em crise financeira em Itabira não deve ser levado a sério. O cofre público está lotado de dinheiro. O prefeito João Izael, ocupante momentâneo do poder, trabalha neste segundo mandato com cerca de R$1 bilhão. Sim, aproximadamente um bilhão de reais. Para uma cidade do porte de Itabira, é dinheiro demais. Poucos municípios mineiros têm condições financeiras tão favoráveis para trabalhar como este.
Itabira tem dinheiro para resolver todos os problemas. Há dinheiro para criar fontes de riquezas e parar de depender da mineração da Vale. Há dinheiro para combater o déficit habitacional. Há dinheiro para gerar postos de trabalho aos milhares de desempregados. Há dinheiro para fazer a cultura e o turismo decolarem. Há dinheiro para proporcionar educação de boa qualidade. Há dinheiro para combater a insegurança e a violência. Há dinheiro para cuidar bem de ruas e praças. Há dinheiro para atacar todos os males.
O itabirano precisa ficar esperto, deixar de ser apático e cobrar a aplicação justa do dinheiro público. Quanto maior a cobrança de todos pelo uso responsável do dinheiro do povo, maior a chance de uma Itabira melhor para todos. A pressão nesse sentido deve ser tenaz e diária. Responsabilidade no gasto público é a principal obra que o itabirano deve exigir do prefeito João Izael. Orçamento é questão séria demais para ser deixada aos cuidados de meia dúzia no poder.
O itabirano precisa cobrar dos ocupantes do poder a transformação dessa bilionária arrecadação numa cidade boa ou ótima, por meio de obras importantes e projetos bem-sucedidos. Precisa cobrar do prefeito e vereadores a reversão dessa montanha bilionária de dinheiro numa cidade confortável, moderna, próspera, sem miséria, com trabalho e moradia para todos, com espaços públicos aprazíveis, muita arte e saúde de excelente qualidade. O primeiro passo é não acreditar nessa burla jogada no ar recentemente de que ‘Itabira é a melhor cidade mineira para se viver’. É mentira. Não é.
Basta perceber Itabira atentamente para comprovar a incompatibilidade entre a cidade e a arrecadação municipal. O desemprego atormenta, favelas crescem, outras se formam, o turismo não decolou, a cultura vai mal, a poluição incomoda demais e há muita insegurança. Infelizmente, ainda valem as palavras que a antropóloga Maria Cecília Minayo, pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, pessoa confiável, escreveu sobre Itabira, em 2004, no livro De Ferro e Flexíveis: ‘Indicadores revelam o uso pouco criterioso dos impostos na qualidade de vida dos moradores. Falta correspondência entre a invejável receita de tributos e os investimentos’.
Não haverá uma Itabira ótima se o itabirano continuar a bocejar diante dos bilhões.”

OBRA ATRÁS DA FIDE

De qualquer ponto da cidade que você olhar, chama atenção um corte assustador que promoveram na paisagem acima da Fide, no centro de Itabira.
Centenas de caminhões cheios de terra saíram dali e ficou lá aquele buraco que ninguém sabe a quem servirá: uma base para disco voador? Obra absurda para movimentar mais dinheiro do que terra? Urbanização para beneficiar um grupo ou uma obra de grande serventia para o povo itabirano?
Ninguém sabe, ninguém ainda contou. E nem sei se vão contar...

PREFEITURA LTDA.

Sabe qual a diferença entre Prefeitura Municipal e Prefeitura Ltda?
A primeira é aquela onde o cidadão é informado sobre onde está sendo aplicado o dinheiro público, aos órgãos de imprensa é permitido perguntar, a assessoria de comunicação responde todas as perguntas, a corrupção é combatida, a oposição é vista como processo democrático normal e os recursos do município são transformados em riqueza social para todo o povo e, não, riqueza pessoal para alguns.
Prefeitura Ltda. é o contrário.

CONVIDADO A DESISTIR

Já recebendo declarado apoio em vários municípios da região (Itabira e Bom Jesus, por exemplo), o secretário de Estado de Obras e Transportes, foi convidado pelo governador Aécio a Neves a permanecer no cargo até o final do governo e desistir de sua pretensa candidatura a deputado federal.
É que ele virou alvo dos atuas deputados federais incomodados com sua franca campanha em busca de uma vaga na Câmara.
É a tal política igual às nuvens: cada momento está de um jeito.

O PREÇO DO RISCO

Durante a campanha de Damon a prefeito de Itabira no ano passado, um grupo de colaboradores dele bateu de frente comigo porque queria promover carreatas e comícios, no que eu era contra.
Expliquei repetidas vezes que em campanha eleitoral não se deve estabelecer quem não tem competência, ou seja, qualquer ato público teria que ser o melhor e mais expressivo ou não deveria ser feito.
Alguns entenderam, outros me culpam até hoje.
Vejo agora o ato público de protesto contra a entrada de Ronaldo Magalhães pelas portas dos fundos do PV: foi um fiasco e que não acrescentou absolutamente nada.
O risco valeu a pena? Acredito que não.

domingo, 8 de novembro de 2009

Com a palavra, o PT Itabirano

O presidente do PT de Itabira, José Francisco da Silva, me enviou e autorizou a publicação da seguinte defesa:

"Durante os meses de julho a setembro, foram realizadas varias reuniões na sede do partido dos trabalhadores com todos os partidos do bloco de oposição. Alias estas reuniões estavam sendo realizadas sempre nas primeiras quarta-feiras de cada mês, com o objetivo de manter o grupo unido. No periodo de julho a setembro, nós do PT informamos oficialmente ao Dr. Damon que havia sido feito um acordo do PV estadual com o grupo do governador. Alertamos ainda que ele estava ficando isolado. Alertamos ainda que seria dificil conciliar uma campanha em itabira onde nós estaríamos trabalhando para os candidatos do PT, sendo que o PV estaria trabalhando para os candidatos do governador.

Convidamos o Dr. Damon para se filiar ao PT.

Vieram a itabira o presidente estadual do PT Reginaldo Lopes e o secretário nacional de organização politica Cleber Naime que reforçaram o convite.

O PC do B e o PPS tambem colocaram as suas legendas a disposição do Dr. Damon.


José Francisco da Silva"

Mais um trombone

Recebi um e-mail, contendo um texto que critica contratos celebrados pela Prefeitura de Itabira, no qual há um link para outro blog: http://moralidadeemitabiraja.spaceblog.com.br/. O e-mail está identificado, mas o blog não apresenta quem é(são) seu(s) autor(es).

Na minha palestra, apresentada na Iª Conferência Regional de Comunicação, já havia previsto que imprensa chapa-branca não terá, em breve, mais papel na sociedade. A comunicação tende fortemente para a Web, que é terreno fértil e livre para manifestações rápidas e vorazes. É caminho sem volta. Aos meios impressos, ficarão as resenhas, opiniões e análises, mas só se contarem com credibilidade. Senão, se tornará um tipo de masturbação, em que um só lado goza.

Se essa moda de blogs e tweeters itabiranos se alastrarem, pouco ou nada adiantará para os poderes públicos 'bancarem' os chapa-brancas, cooptarem o legislativo e muito expostas ficarão as ocultas tramóias. Agora são mais bocas, em mais trombones.

O aviso aos navegantes: a Constituição nos dá todo o direito de nos expressar, mas também responsabiliza o mau uso da informação, além do que, não custa assinar autoria, para garantir mais credibilidade e mais público leitor.

Manfestação do PV itabirano

Não estava na cidade e recorri a amigos e ao blog para saber da “manifestação” organizada pela direção do PV de Itabira no último sábado. Pelas imagens e informações obtidas só posso dizer uma coisa: - foi um fracasso!!!
E demonstrou que a população itabirana não digeriu a filiação de Ronaldo como queria a turma do Damon. O povo não é bobo e sabe de debaixo desse angu tem queijo.
Quanto a não participação do PT de Itabira, devemos nos lembrar que no último evento organizado pela PV (inauguração da sede do partido), o PT foi deixado no chão e o palanque foi dado, PELA TURMA DO DAMON, a Ronaldo, Neidson e Cia. Então, como diz o ditado, “gato escaldado tem medo de água fria. Já pensou se o PT vai e Ronaldo também???... A quem seria dado o espaço???
Digo e repito: a candidatura do Damon em 2010 subiu no telhado. E a escada foi posta por quem ele menos imagina...

sábado, 7 de novembro de 2009

O BÊBADO E O EQUILIBRISTA



O cenário político nacional ainda encontra-se indefinido na escolha do candidato de oposição ao governo Lula.

Serra vem se destacando com uma ligeira preferência em relação ao Governador de Minas, o tucano Aécio Neves ao pleito presidencial.

Em Minas Gerais o Partido dos Trabalhadores ainda não definiu seu candidato ao governo estadual e os nomes apontados seriam o ex-prefeito da capital mineira Fernando Pimentel ou o Ministro Patrus Ananias.

Já a base governista tucana terá o pré-candidato o atual vice-governador Anastásia.

Em nossa região o Partido Verde, destacou-se com a eleição do jovem prefeito da cidade de João Monlevade Gustavo Prandini.

Enquanto isso na terra do poeta maior, o cenário político encontra-se mais verde do que nunca.

A filiação do Deputado estadual Ronaldo Magalhães ao PV da capital, deixou o ex-candidato das ultimas eleições a prefeito de Itabira, Dr. Damon de Sena, mais verde que o “ Incrível Hulk”.
Assim estamos vivenciando um episodio de trocas de acusações e discursos inflamados, e nenhuma proposta de melhoria na política de sustentabilidade e crescimento de nossa cidade.

Recentemente tivemos cerca de 1.500 trabalhadores demitidos, e os servidores públicos municipal não tiveram reajuste salarial, sem contar um aumento na taxa de água e esgoto de cerca de 17%(dezessete por cento).

Não sabemos como será o desfecho dessas duas pré-candidaturas para deputado estadual pevistas em 2010, mas temos definida uma trilha sonora na voz da saudosa Elis Regina “ O Bêbado e a Equilibrista”, nos versos:

Dança na corda bamba
de sombrinha
e em cada passo
dessa linha
pode se machucar...




O BÊBADO E O EQUILIBRISTA


O cenário político nacional ainda encontra-se indefinido na escolha do candidato de oposição ao governo Lula.

Serra vem se destacando com uma ligeira preferência em relação ao Governador de Minas, o tucano Aécio Neves ao pleito presidencial.

Em Minas Gerais o Partido dos Trabalhadores ainda não definiu seu candidato ao governo estadual e os nomes apontados seriam o ex-prefeito da capital mineira Fernando Pimentel ou o Ministro Patrus Ananias.

Já a base governista tucana terá o pré-candidato o atual vice-governador Anastásia.

Em nossa região o Partido Verde, destacou-se com a eleição do jovem prefeito da cidade de João Monlevade Gustavo Prandini.

Enquanto isso na terra do poeta maior, o cenário político encontra-se mais verde do que nunca.

A filiação do Deputado estadual Ronaldo Magalhães ao PV da capital, deixou o ex-candidato das ultimas eleições a prefeito de Itabira, Dr. Damon de Sena, mais verde que o “ Incrível Huck”.

Assim estamos vivenciando um episodio de trocas de acusações e discursos inflamados, e nenhuma proposta de melhoria na política de sustentabilidade e crescimento de nossa cidade.

Recentemente tivemos cerca de 1.500 trabalhadores demitidos, e os servidores públicos municipal não tiveram reajuste salarial, sem contar um aumento na taxa de água e esgoto de cerca de 17%(dezessete por cento).

Não sabemos como será o desfecho dessas duas pré-candidaturas pevistas para 2010, mas temos definida uma trilha sonora na voz da saudosa Elis Regina “ O Bêbado e a Equilibrista”, nos versos:

“ Dança na corda bamba
de sombrinha
e em cada passo
dessa linha
pode se machucar...





Protesto no PV Itabirano


Aconteceu, há pouco, o protesto do PV Itabirano contra a entrada do Deputado Estadual Ronaldo Magalhães na legenda, após articulação com o PV estadual.

A decisão de fazer o protesto hoje na avenida foi tomada numa plenária, no dia 29 passado, aprovada pelos militantes e simpatizantes presentes, depois de inflamados discursos da direção e do Damon de Sena.

Apesar de não ter conseguido levar volume de manifestantes, foi levada a cabo, atendendo à decisão popular. O médico Damon de Sena não foi visto, pelo menos no início. Pode ter sido uma saída inteligente da direção para resguardar a imagem do legítimo pré-candidato a Deputado Estadual pelo PV Itabirano.
Na minha reles opinião, essa idéia de se orientar por plenárias pode até ser democrático, mas corre-se riscos sem proporções. Um perigo para a oposição. Acontece que, entre o anúncio do golpe e a manifestação, muito tempo se passou e fez esfriar o defunto e esfriar os ânimos.

Se as reações populares e a capacidade de indignação se esvaziam com semanas, que dirá depois de um ano, quando estiverem nas ruas as campanhas? É bem possível ser essa a estratégia da situação...

Outro ponto a ser observado é que o PT, principal apoiador da composição passada, não esteve presente e nem se mostrou solidário, até agora, com o golpe sofrido. Fatos que indicam desgastes a serem tratados entre eles, se ainda quiserem manter as costuras futuras.

É como disse aqui ontem, opiniões e os humores do povo mudam mais rápidos do que os ventos...

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

surREAL

Nova regra: esporte e lazer só temos o direito de ter nos finais de semana, feriados, terças e quintas-feiras. Nas segundas, quartas e sextas-feiras o Real Campestre Clube está fechado!

Enquanto o mundo mudou, cobrando mais da gente em não ter horário para a família, para lazer e diversão, para sermos super-máquinas, quando temos um lapso de tempo para dar umas braçadas e desestressar nestes quentíssimos horários de verão, eis que não podemos... Realmente...

P.S: Promento uma boa nota aqui, neste blog, para quem tiver a inteligência de mudar essa intransigente regra! rsrsrsrs...

Tem mais coelhos neste mato

Não podemos, entretanto, fechar os olhos e confiar que o próximo cenário de disputa eleitoral será polarizada. Houve também outros posts e comentários de internautas neste blog, batendo nas duas opções prevalescentes, indicando que querem ouvir outras opções e que não estão satisfeitos com nenhuma delas.

Há quem diga que a turma do Damon vem se posicionando de forma meio soberba. Eu, na verdade, não percebi tal postura e sempre fui bem tratado, mas presenciei uma cena desnecessária, na reunião que antecedeu a vinda do Deputado Zé Fernando, no dia 29/10. Uma boa parte do tempo da reunião foi dedicada para lavar roupa suja, na presença da imprensa, disparado pelo presidente do PV itabirano, meu amigo Jadirão, que estava incomodado com posicionamentos de colunistas. Não é por aí.

Se almejam sucesso na próxima disputa, precisarão de muito mais pessoas com eles, por isso, humildade, pé-no-chão e cordialidade, sem perder a boa e a ideologia, serão sempre super bem-vindos.

Os ventos bons e ruins mudam de lado com tamanha facilidade. O humor dos eleitores, idem. Por isso, registro o apelo.

Na dúvida, como bom mineiro, proponho uma nova enquete. Vamos participar? Vamos votar logo, no final da página deste blog!

RONALDO MAGALHÃES LEVA A PIOR


Os leitores do Filhos-do-Cauê não digeriram bem o golpe do Deputado Estadual sobre o PV Itabirano e registraram seus descontentamentos nas enquetes, conforme resultado ao lado.
Nas três perguntas, rechaçaram a iniciativa.

Na primeira coletiva, no dia 19/10, o Deputado Estadual Ronaldo Magalhães alegou ter ido para o PV a pedido do Governador Aécio Neves e do Secretário Danilo de Castro. Então, colocamos essa enquete no blog para melhor aferir as consequências.

Dias depois, ainda sob aferição da enquete e de dezenas de posts, assessores do Deputado Federal Zé Fernando-PV souberam do nosso blog e solicitaram o endereço. Os números já apontavam maus resultados para o PV Estadual.

No dia 30/10, o Deputado Federal Zé Fernando-PV esteve em Itabira e desmentiu que o golpe tinha sido um pedido do Governador e do Secretário Danilo.

No dia 31/10, fechamos a enquete, tendo sido mantidos os resultados iniciais. Nas três hipóteses, Damon levou a melhor, em média, de 60% a seu favor. Já a iniciativa do Ronaldo não chegou a 20% de aprovação popular.

Ah! Estava me esquecendo... na avaliação do governo do João Izael de outubro... Virgem Maria! Nunca vi tamanha rejeição na cidade. Ruim 80%, Regular 10%, Bom 5% e Ótimo com 4%. Caraca!
DAMON SERÁ CANDIDATO?

A movimentação de Ronaldo Magalhães dentro do PV mineiro foi detalhadamente traçada, envolveu realmente pessoas próximas ao governador e só foi divulgada tardiamente para impedir que o médico Damon Sena tivesse prazo para se transferir para outro partido e garantisse sua candidatura.
Ou seja, a jogada de bastidores junto à direção do PV estadual teve como objetivos melhorar as chances de eleição de Ronaldo e impedir a candidatura de Damon, até porque de bobo o grupo de Ronaldo não tem nada e ele não iria para o Partido Verde sem a garantia de que Damon ficaria de fora da disputa.
Agora eles vão “cozinhar o assunto em fogo brando” até junho do ano que vem, quando Damon já terá enfraquecida sua imagem de vítima, pois permanecerá no PV apesar da traição explícita.
O deputado federal José Fernando garante que Damon será candidato a deputado estadual no ano que vem pelo PV. No entanto, o presidente do PV em Minas, deputado federal Antônio Roberto, com o apoio do governo de Minas, garante a Ronaldo Magalhães que só ele vai ter legenda para a disputa para deputado estadual.
Já que política é como as nuvens, vale a pena esperar para ver como as coisas se encaminham.
Eu, como desconfiado mineiro, não confiaria...

2010 e 1012

Li em vários jornais que tanto o deputado federal José Fernando quanto o próprio Damon Sena teriam afirmado que o médico itabirano é candidato a deputado estadual no ano que vem e a prefeito de Itabira em 2012.
A declaração é um tiro no pé ou exemplo de falta de habilidade política.
Como pretender o voto do eleitor para ser deputado se já anuncia que vai ser candidato a prefeito dois anos depois?
Não entendi.

MANIFESTAÇÃO PÚBLICA

Amanhã, sábado, tem manifestação pública do PV itabirano contra Ronaldo Magalhães.
Verdistas e correligionários de Damon Sena vão se encontrar na praça Acrísio Alvarenga e caminhar pela avenida João Pinheiro até a Rodoviária.
A manifestação pode ser expressiva ou inexpressiva.
A primeira fortalece Damon; a segunda dá fôlego a Ronaldo.
A campanha do ano que vem, definitivamente, já começou.

PROPOSTAS PARA A COMUNICAÇÃO


Foi entregue o relatório para a Comissão Estadual Pró-Conferência Nacional de Comunicação, com as propostas aprovadas na Conferência Regional de Comunicação da Região da Amepi.

Os participantes, mais do que defenderem seus interesses de forma corporativa, superaram as expectativas e deram uma lição de participação e de cidadania, ao aprovarem propostas de interesse geral, que afetam positivamente o espírito democrático e de inclusão social. Por lá passaram os principais e mais respetados órgãos de comunicação da região, alunos de comunicação da Funcec e de administração da Unipac, assessores e secretários municipais. Ou seja, entidades que pensam e atuam, no mínimo, regionalmente. Foram divididos em 3 grupos, cujas propostas aprovadas são:

PROPOSTAS DO GRUPO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

1.Criação de Secretarias Municipais Comunicação.
Justificativa: Como a maioria das prefeituras da região contam com assessorias de comunicação e, com isso, não gozam de dotações próprias e de maiores autonomias, foi proposta essa ação.

2.Criação de Conselhos Autônomos Municipais de Comunicação.
Justificativa: Para se evitar abusos e orientar os poderes legislativos e executivos nas posturas e ações corretas de comunicação, foi proposta essa criação de conselhos autônomos, contando com membros escolhidos pela sociedade organizada, amparados por lei federal.

PROPOSTAS DO GRUPO DE MÍDIAS IMPRESSAS

1.Democratizar distribuição verbas publicitárias federais e estaduais para mídias locais.
Justificativa: Como os anúncios dos governos federal e estaduais são distribuídos pelas agências contratadas, normalmente, das capitais, órgãos de mídia dos interiores dos estados ficam sem acesso a uma parte delas e, com isso, com fraca receita para atuarem bem, jornalisticamente falando.

2.Incluir, como matéria interdisciplinar, a comunicação, em toda a rede pública de educação.
Justificativa: A inclusão dessa matéria na grade escolar nacional promoverá a formação de uma melhor compreensão acerca do tema, com entendimentos dos direitos e deveres e, por consequência, promove uma melhor cidadania.

PROPOSTAS DO GRUPO MÍDIAS ELETRÔNICAS
1.Abertura para produção independente gratuita, de pelo menos 1 hora por dia, em horário nobre, em todos os órgãos de comunicação que dependam de outorgas e que explorem concessões.
Justificativa: Por entendermos que os meios de comunicação por radiofrequência são bens públicos e finitos, cujas limitações restringem as demais possibilidades de manifestações sociais e culturais no amplo universo brasileiro, tanto pela própria limitação tecnológica, quanto pela orientação editorial dos poucos donos desses canais, agraciados com esse bem público; bem como que, com o modelo existente não prevê uma transparente e/ou justa distribuição desses canais; tal como a possibilidade do aumento de canais comunitários (em excesso) ainda contribui com a pulverização da informação se fossem criados inúmeros outros, podendo inclusive se tornarem inviáveis economicamente, foi proposta a medida acima para o Ministério das Comunicações. Ainda nessa proposta, propõe-se que tais produções independentes tenham como eixos editoriais: Cultura, Educação, Saúde, Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, cujos projetos devem ser validados, por editais e por Conselhos Municipais ou Regionais de Comunicação, conforme alcance do órgão em questão.

2.Produção e implementação de Oficinas de Audiovisual
Justificativa: Com a aprovação do item acima e mesmo com a chegada de novos canais comunitários, faz-se necessária a capacitação dos produtores.

3.Ocupação das outorgas dos canais de rede pública e privada, que não foram liberadas, para serem utilizadas pelos movimentos sociais.

4.Alteração da Lei 9612/98 que restringe a democracia na Comunicação.
5.Revogação do Decreto 2615/98 por ferir a norma constitucional, quando estabelece o alcance de 1 Km para as rádios comunitárias.

6.Agilizar o processo de concessão de outorga para as rádios comunitárias e TV´s; na renovação das concessões de rádios e TV´s públicas, ter como base para a renovação, o parecer técnico, ético e crítico do Conselho Comunitário.

7.Instituir a pessoa do Ouvidor Público (Ombusdman) para atuar de forma crítica e construtiva na construção da Grade de Programação, observando o Conselho Comunitário.

8.Determinar o fim à repressão contra as emissoras comunitárias, anistia a todos os que foram punidos ou sofreram represálias por operarem emissoras clandestinas, bem como promover a reparação financeira a essas pessoas.

9.Criar mecanismo que promova a transparência na tramitação dos processos no Ministério de Comunicação.

O evento contou com a promoção da Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo e com os apoios da Câmara Municipal de Itabira (retificando em 07/12/2009: Neidson prometeu ônibus e pagamento dos cachês dos palestrantes. Não compareceu e não cumpriu com o trato), da Amepi e da Prefeitura de João Monlevade. Nossos sinceros parabéns para Raimundo Nonato Barcelos (Nozinho), Gustavo Prandini, Neidson Freitas e Eduardo Quaresma, que apoiaram e compreenderam  a importância desse evento para o desenvolvimento da democracia.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Pela ética na política.

O PV, contando com o apoio de diversos seguimentos da sociedade itabirana, fará uma passeata pela Av. João Pinheiro, com concentração na rodoviária as 9:30 Hs. no próximo dia 7, sábado. Tendo em vista as ultimas politicagens na nossa cidade, acho que esse "acorda pessoal" vem em boa hora. É uma boa oportunidade de irmos para as ruas e gritar por mais ética e honestidade na tão combalida, envergonhada e triste política itabirana.

A MÚSICA ESTÁ DE LUTO

Calou-se o violão e a voz de Piqui, músico itabirano com mais de vinte anos de estrada. Muito conhecido nas noites de nossa cidade e dos Festivais de Inverno, Piqui se apresentou na Europa há alguns anos, mostrando que sua música não conhecia fronteiras.
Deixa esposa e dois filhos, além de inúmeros amigos, entristecendo as noites itabiranas com a falta que fará seu violão e sua voz.
Que Deus abençõe sua família.

Participação, o caminho mais curto para chegar à democracia

]

A Iª Conferência Regional de Comunicação da Amepi, ocorrida ontem à noite, em São Gonçalo do Rio Abaixo, chamou a atenção de todos pela participação expressiva e pelas justas proposições apresentatadas, que serão encaminhadas para o Comitê Estadual Pró-Conferência Nacional de Comunicação.

Praticamente toda a imprensa e as principais empresas de comunicação estiveram presentes, além de alunos de Administração da Unipac, de Comunicação da Funcec.


Logo após as palestras, os participantes foram divididos em 3 grupos de trabalho: Publicidade e Propaganda; Mídias Impressas e Mídias Eletrônicas. Assim que chegar o relatório final, publicarei aqui as reinindicações aprovadas.

Agradecemos Raimundo Nonato Barcelos, o popular Nozinho (Prefeito de São Gonçalo e Presidente da Amepi); Neidson Freitas (Presidente da Câmara Municipal de Itabira) e Gustavo Prandini (Prefeito de João Monlevade) pelo apoio e compreensão pela democratização da comunicação no país.