Who's amoung us?

terça-feira, 19 de novembro de 2013

RESULTADO FINAL DA ENQUETE - 2

(São Gonçalo do Rio Abaixo)

Dando continuidade à nossa análise sobre o humor do são-gonçalense sobre a atual gestão, buscamos identificar quais são as áreas que mais afetaram na baixa performance, ao analisar os pontos negativos e, por cruzamento, os positivos.

A pior avaliação apontou disparada para corrupção, a qual apareceu com 85%. Quase a metade dos participantes (49%) não vê qualquer ponto positivo nas ações de governo. As demais áreas que piores foram avaliadas foram (em ordem decrescente): 
  1. Gestão essencialmente política e perseguição - 23%;
  2. Obras paralisadas ou inacabadas - 16%;
  3. Oportunidades de emprego e renda - 14%;
  4. Aumento da criminalidade - 13%;
  5. Falta de novos projetos - 11%.
Os segmentos melhores avaliados foram de educação e saúde, respectivamente.

Aí estão, portanto, informações preciosas para que a atual gestão corrija suas condutas e tente sair do ostracismo moral no qual afundou o atual grupo político. Como são-gonçalense de coração, fico na torcida para que tomem coragem e consigam superar. Mãos à obra e boa sorte!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.