Who's amoung us?

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

ENGODOS

(São Gonçalo do Rio Abaixo)


Lamentavelmente, vivemos os tempos dos engodos. 

Enquanto alguns alegam ter mais de 70% de aprovação numa pesquisa desconhecida, nossa enquete, que fecha amanhã, aponta para o contrário.

Dias atrás, inventaram mais um programinha assistencialista. Imediatamente, um jornal de João Monlevade teve a coragem de publicar a seguinte manchete:
"Prefeito de SGRA irá pagar aluguel para carentes, em casos emergenciais". 

Primeira armadilha é a enganação, como se o dinheiro saísse do bolso do prefeito, fazendo a população de boba! Segunda armadilha que a manobra denota é manter eleitores sob cabrestos eleitorais, em articulações que remontam à exploração da miséria, tal como vimos na última eleição, que o MP muito sabiamente endossou. Pequenez política sem precedentes, em claras tentativas de levantar imagem do prefeito a qualquer custo.

Enquanto isso, cerca de 20 milhões despejam no caixa da prefeitura todo mês. Dinheiro suficiente para construir 4 Escolas de Tempo Integral por mês! Ou um asfaltamento do porte da MG-129 a cada mês e sobrar dinheiro.

É phoda...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.