Who's amoung us?

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

OS DOIS LADOS DA MOEDA

(Geral)
CARA
Recebi esta piada do professor José Luiz Araújo, que é bem engraçada. Eis a danada:
AULA DE GRAMÁTICA BRASILEIRA
Pena que não podemos mostrar aos alunos. Num instante eles iriam entender.
- “Filho da puta” é adjunto adnominal, quando a frase for:
Conheci um político filho da puta.
- Mas se a frase for:
"O político é um filho da puta", daí, é predicativo.
- Agora, se a frase for:
"Esse filho da puta é um político", é sujeito.
- Porém, se o cara aponta uma arma para a testa do político e diz:
"Agora nega o roubo, filho da puta!" - daí é vocativo.
- Finalmente, se a frase for:
"O ex-ministro..., aquele filho da puta, desviou o dinheiro das estradas" daí, é aposto.
Que língua a nossa, não?! Agora vem o mais importante para o aprendizado:
- Se estiver escrito:
"Saiu da presidência em janeiro de 2011 e ainda se acha presidente."
O filho da puta é sujeito oculto..


COROA
Ontem, numa reunião da Associação dos Municípios do Médio Piracicaba (Amepi) ocorrida em Barão de Cocais, Toninho Andrada, presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), fez algumas colocações interessantes.
Além de prever que ano que vem, por ser ano de copa do mundo e de eleições, devem acontecer mais manifestações populares; de expor os embaraços que passam os prefeitos de cidades, economicamente dependentes de repasses federais e estaduais, como meros “executores de políticas prontas”, fez uma óbvia exposição.
Toninho Andrada questionou os críticos que não gostam dos políticos ou da política, alegando que se eles não existissem, não haveria meios de ajustarem e consolidarem soluções públicas. E ainda, disparou:

-"Não tem sentido a gente ficar só falando mal dos médicos, se quem cura a gente são eles. Na política, é a mesma coisa".

2 comentários:

  1. É... mas, na medicina existe, ainda que precários, um JURAMENTO e um CÓDIGO DE ÉTICA. E na política???

    José Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, caro amigo José Luiz, você também há de convir que em ambos os casos, aliás, em todas as profissões, nem todos cumprem com a ética.

      Que parece haver mais politicalha, parece. Mas se eles são eleitos, é porque tem quem vote neles. Complicado, né!?

      Sds.

      Excluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.