Who's amoung us?

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

CAOS NAS URBES - 3

(Itabira e região)

E quem disse que os itabiranos podem se gabar? De forma alguma, que não. 

Mesmo após quase duas décadas de fartos royaties arrecadados, com destaque para os anos 2000 em diante, quando a arrecadação saltou de R$ 60 mi para mais de R$ 300 milhões, a população está longe de poder usufruir de uma cidade privilegiada.
Nos mais sombrios anos e exatamente neste período que a cidade passou a mais arrecadar, que se mostrou mais ineficiente, quando os equipamentos públicos foram sucateados e ocorreram abusos nas nomeações e contratações. Incomodado com os excessos do passado, o Ministério Público acabou impondo um Termo de Ajustamento de Conduta (Tac), que cortou centenas de cargos de confiança de livre nomeação, limitando bem a governabilidade dos próximos gestores.

PERDAS SALARIAIS ACUMULADAS, SANEAMENTO E LIMPEZA URBANA
Os equipamentos da Itaurb (empresa pública de limpeza urbana) foram entregues sem condições operacionais. Algumas avenidas, ruas e praças, de igual forma. Inconformados com as perdas salariais acumuladas nas gestões anteriores, já nos primeiros dias de mandato, os servidores não perdoaram e abriram greve. Os primeiros meses de mandato, não têm sido fáceis para o novo governo.
Servidores em greve, março de 2013.
Foto: Defato Online.
Falhas na coleta de lixo, durante o período de greve na Itaurb.
Foto: Blogue O Popular.

Apesar do mau estado dos equipamentos, ao circular pela cidade ontem, percebemos que a limpeza urbana voltou a ser bem atendida, graças à algumas ações paliativas. Como correção definitiva, recebemos a boa nova da semana, que foi a aprovação na Câmara Municipal do projeto do prefeito Damon de Sena, para que a Itaurb receba uma suplementação de R$ 4,7 milhões para compra de novos equipamentos de coleta de lixo e limpeza urbana. A partir do segundo bimestre do ano que vem, as novas máquinas começarão a circular pela cidade.

A Estação de Tratamento de Esgoto (Ete) Laboriaux passou por completa revitalização. Enfim, serviços de manutenção feitos sem alarde e sem que boa parte da população soubesse, por não contarem, até hoje, com os serviços de uma agência de publicidade e marketing estratégico.
 
ANTES: Ete Laboriaux em janeiro de 2013.
 
DEPOIS: Ete Laboriaux em julho de 2013.


VIAS PRINCIPAIS

Passado quase que o primeiro ano de nova gestão e contando com uma maior arrecadação, algumas soluções e correções já foram apresentadas. 

A rua Humberto Campos, principal via de ligação da cidade com os distritos industriais e saída para BH, vivia tomada de crateras, nos últimos anos seguidos. Enfim, foi totalmente recapeada logo nos primeiros meses deste governo.
ANTES e DEPOIS: Rua Humberto Campos foi toda recapeada no início da atual gestão. (Ligação entre a cidade, Distritos Industriais e MG120).
Outros problemas ainda estão por aí. A Estrada 105, que contorna a Mina da Vale, encontra-se em péssimas condições de tráfego. Em conversa com o novo secretário de obras, o engenheiro Sebastião Ayres, ele nos garantiu que dentro de uns 90 dias (após o período mais intenso das chuvas) ela começará a ser completamente reurbanizada (recapeamento, sinalização, sarjetas etc.). A requisição já está nas mãos da comissão de licitação.
Estado atual da Estrada do 105. No primeiro trimestre de 2014 será toda revitalizada.
Foto: Fernando Martins - 10/12/2013.
A mais grave e bem mais difícil solução, que demandará alguns anos para solução definitiva é resolver os intensos congestionamentos das avenidas centrais (Carlos Drummond de Andrade, Carlos de Paula Andrade, João Pinheiro, Daniel Grisolia), que, como em todas as demais cidades populosas do país, tornam-se intransitáveis nos horários de pico. 

Em conversa com o pessoal da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SMDU), eles optaram por priorizar as intervenções a favor da acessibilidade para os portadores de limitações físicas e, como forma mitigadora, proibiram o estacionamento de veículos ao longo da avenida Carlos Drummond de Andrade, que vinha sendo, na verdade, ocupada pelas agências de veículos usados. Há cerca de um mês, ao ser questionado sobre como resolveria este problema, Damon nos disse o governo pretende promover um concurso público para apresentação de projetos de soluções. 
Congestionamentos por causa de infraestrutura viária deficiente.
Problema recorrente nas principais cidades do país.

Fotos: Fernando Martins - Agosto 2012.
SEM TVS

A TV Cultura de Itabira suspendeu sua programação logo no primeiro dia de governo, diante de dezenas de problemas encontrados, desde pendências com a Ministério das Comunicações (Minicom), à interdição dos Bombeiros, baixo contingente técnico e completo sucateamento. Uma consultoria foi contratada e várias ações estão em andamento para o retorno da emissora, previsto para o meio do ano de 2014. Serão duas frentes de trabalho, sendo uma composta por uma reforma básica e outra com a construção de uma sede definitiva, para que ela possa se tornar geradora regional.


Fachada do prédio atual da TV Cultura e o projeto de revitalização para o primeiro semestre de 2014.

Em recente fiscalização ocorrida em todo o país, a Anatel lacrou quase todos retransmissores em Itabira e em mais outros 440 municípios, pertencentes às TVs Alterosa, Record, Super, Globo e outros por falta de outorgas. Estes canais vinham funcionando irregularmente fora dos padrões ou em canais piratas. No final do ano passado, a prefeitura foi notificada, mas nada fez. Neste ano, a prefeitura contratou um engenheiro para corrigir os problemas e protocolou no Minicom. Porém, os fiscais da Anatel não aceitaram o protocolo como válido, quando lacrou os transmissores. Como resposta, a prefeitura entrou com um Mandado de Segurança, mas até o momento, a Justiça não se pronunciou.


RESUMINDO

O cenário administrativo de Itabira é anômalo devido ao estado com que atual administração recebeu o governo. Tal constatação, entretanto, não foi surpresa alguma, até porque tais informações eram evidentes. Haja vista a maciça votação a favor da oposição.

Só que, como o atual governo pecou por não contar com o auxílio estratégico de comunicação, pela ausência de uma agência de propaganda e de um marqueteiro político de suporte, pagou nos primeiros semestres o preço de uma crescente população inconformada, induzida pelas versões plantadas pela oposição. Situação esta que piorou um pouco diante da boa articulação de alguns vereadores oportunistas, que lutam para ir além do cargo deles, provavelmente cobiçando a cadeira máxima do executivo (2016) ou até se lançarem para deputado em 2014. Ou seja, políticos que aproveitaram bem a seara aberta. 

Felizmente, diante das iminentes contratações (inclusive da agência de propaganda) e projetos colocados em execução, para o ano que vem em diante, com certeza, o governo Damon tem tudo para recuperar o terreno e se projetar. Que venha logo 2014. Oxalá! Itabira agradece.

2 comentários:

  1. Teria algo para comentar sobre a crítica do vereador Bernardo Mucida, referente à criação, por parte do prefeiro Damon, de 11 cargos de confiança na ITAURB?
    "A questão do lixo está ficando dramática. Para piorar, na última semana, Damon anunciou a criação de 11 cargos de confiança na Itaurb. Desses 11, nenhum é coletor ou varredor. Isso é um absurdo! Coragem Damon, resista às pressões. Para fazer a mudança, é preciso contrariar interesses."

    Gostaria aqui de destacar a cidade de São Gonçalo como exemplo de limpeza urbana. A cidade dá show não só na região, mas em qualquer cidade do país. Pelo que percebi, há coleta de lixo todos os dias da semana. Inclusive já vi diversas vezes o caminhão recolhendo lixo aos domingos e feriados. Não acha que esse exemplo mereceria um destaque neste blog?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Amanhã sai a matéria sobre São Gonçalo. Pode aguardar.

      Excluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.