Who's amoung us?

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

CONCURSO PÚBLICO: PRESIDENTE DA CÂMARA INSISTE EM NÃO CUMPRIR A LEI

(São Gonçalo do Rio Abaixo)



Segundo informações do vereador Luiz (Pelé) Fonseca (PSDB), a última reunião do ano na câmara de vereadores de São Gonçalo, ocorrida ontem à noite, foi bastante tumultuada. Ao tomarmos conhecimento e por acompanharmos os desmandos desta direção, procuramos o vereador ontem mesmo, para ouvir sua versão.

AS MANOBRAS ANTERIORES

Dias atrás, Pelé propôs fazer um requerimento para que a casa cumprisse com a Lei e fizesse o tão pedido concurso público. Até hoje, pasmem, todos os servidores são contratados pela direção da casa e por indicações políticas, defende o Pelé.

Quando tentou protocolar o pedido de requerimento na presidência, a secretaria da câmara ficou de consultar o jurídico se podia aceitar e que daria resposta no dia seguinte. Corrido o prazo e sem ser atendido, o vereador colheu duas assinaturas de testemunhas e encaminhou um protocolo de requerimento pelo Correio, com AR (Aviso de Resposta), para garantir que o pleito fosse atendido e colocado em pauta ainda neste ano. 

Ao sentir-se pressionada, a presidente Luciana Bicalho (PDT), que é correligionária e prima do prefeito Antônio Carlos Bicalho (PDT), alegou que o vereador Ailton Figueiredo Neves (PR) já havia protocolado o mesmo pedido no dia 27 de novembro passado, sem ter apresentado qualquer prova até o momento, segundo Pelé garantiu para nossa reportagem. 

Incomodado com uma possível manobra da bancada de apoio ao prefeito em não permitir que se destaque, Pelé foi adiante e encaminhou um ofício, de número 025/2013, solicitando a cópia do protocolo anterior e cópia do livro de registro de protocolo, para que a direção da casa comprovasse a existência do pedido anterior do colega. 

NA ÚLTIMA REUNIÃO, O PAU QUEBROU...

Enfim, já na última reunião do ano, Pelé aguardou um pouco, até confirmar que a proposta do concurso não estava pautada. Ao perceber que haviam "se esquecido" do pedido, fez uso da palavra e desceu o verbo, tendo deixado a presidente bastante irritada. 

Em conversa com nossa reportagem, Pelé lembrou que não foi a primeira manobra deles para que ele não consiga mostrar serviço. Por este motivo, adiantou que faz questão de ter acesso ao suposto pedido original do colega e pedir até que a Polícia Federal pericie e investigue a autenticidade do documento, para certificar as datas reais de assinaturas. Caso comprove que foi vítima de mais uma manobra política, Pelé ameaçou levar o caso para o Ministério Público.

Uma gravação em áudio da reunião, feita pelo vereador, foi apresentada para nossa reportagem, que está analisando e transcrevendo o conteúdo para dar mais detalhes.

Com a palavra, a direção da câmara.

3 comentários:

  1. profeta..

    pq esta´calçando o local onde a presidente da câmara tem familiares, lugar este chamade de carrapatinha, tem lugares melhores a frente

    ResponderExcluir
  2. Alguem pode me Informar o porque a presidente nao quer fazer o concurso?

    ResponderExcluir
  3. Meu caro anônimo, é muito simples... enquanto puderem contratar ninguém da oposição entrará lá. Mas se houver concurso, a turma da oposição que por sinal é muito mais inteligente, vai tirar de letra e isso para a muito obediente prima do prefeito não é nada interessante.Falei e disse.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.