Who's amoung us?

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Acorda, Itabira!!

Não me considero um expert em redações jornalísticas. Tenho cá minhas dificuldades, mas o que conta na maioria das vezes é a vontade de expressar as satisfações, as dúvidas e as indignações que nos assolam a vida e tantos outros sentimentos.

Sou itabirano, de família de ourives pacatos e alegres, e também de tropeiro, bronco, mas justo e de bons princípios. Julgo ser fruto um pouco de tudo isso e mais. E ainda tive oportunidade de estudar, e disto eu sempre gostei, tanto que fiz duas faculdades. Pude, portanto, depurar um pouco mais essas heranças.

Tenho também defeitos, claro. Tem um que pra alguns é um grande orgulho... pra mim, por exemplo. Descobri-me comunista ao analisar a trajetória de minha vida. Sim, para tristeza do Belo, sou comunista.

Na verdade, o que é mais triste é que as pessoas não sabem o que é ser comunista. Ser comunista é acreditar que existe a possibilidade de construir uma vida mais igualitária, mais justa, onde as pessoas não tem que acumular em detrimento de outras, mas repartir. É entender que a vida é passageira e curta ao ponto que cada momento é oportuno e importante para plantar uma semente de igualdade e solidariedade entre os homens. E não temos que achar que isso deve acontecer de forma ampla logo amanhã pela manhã. A construção é de “tijolo com tijolo num desenho lógico” como diria o Chico. Aprendi a esperar o momento certo sem qualquer ansiedade descontrolada.

No entanto, não devemos ficar de braços cruzados esperando que a ganância de uns tantos deteriore a mente dos conformados, inconformados, pacatos, infelizes e felizes, justos ou não de nossa cidade.

É preciso que as pessoas se manifestem em todos os meios de comunicação que puderem (que não são tantos que dão espaço) a cada sentimento de indignação que tiverem. Não estou aqui estimulando a discórdia, mas o direito de dizer e estimular que falem o quanto estamos insatisfeitos com a condução política e administrativa desta nossa grande cidade pra ver se tiramos a buzanfa da cadeira e possamos promover uma Itabira melhor e decente. Pra ver se acordamos e protestemos contra o aumento da tarifa de água, de luz, de IPTU e tantos outros.

Enfim, gostemos um pouco mais de política porque é aí que a gente muda tudo isso.Vamos assinar o abaixo assinado para não termos aumento das tarifas de água e esgosto, vamos à Câmara Municipal dia 23 para entregá-lo (dizem que mudaram o horário da reunião e não será mais às 14horas como de praxe... será que estão com medo da mobilização popular contra esse aumento?).

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí, Edilson! Que bom vê-lo atuante neste blogue. É sempre muito bom podermos ler mais sobre política e sobre ideologias distintas.

    Quanto à possibilidade de recuo da câmara municipal, caso adie o horário da reunião ordinária por causa do manifesto, tenham certeza que, boa parte do sucesso da iniciativa do repúdio, contra o abusivo aumento na conta de água, já alcançaram. Façam do evento um carnaval.
    Esse recuo deles será determinante para evidenciar o quanto covardes, despreparados e fracos podem ser. Porque traíras do povo, já mostraram que são.
    Um bom comandante, nunca larga o timão. Parabéns e sigam nesta luta!

    ResponderExcluir
  3. Dá-lhe Edilson! Estava passando da hora da oposição sair da toca.

    Falta agora o Damon entrar na onda e passar a participar mais. Sabemos que ele, como médico, praticamente não tem tempo, mas é preciso agir para não serem candidatos copa-do-mundo, que só aparecem de 4 em 4 anos.

    Manda ver!

    ResponderExcluir
  4. A do cara, meu!

    Imagina se agente quer ter aula de português aki.

    Queremos é detonar com aqueles que saqueiam e sacaneiam nossa cidade!

    Valeu!?!?!

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.