Who's amoung us?

sábado, 1 de junho de 2013

RECORDE ABSOLUTO: BLOGUE VIRAL


Não tem jeito. O Filhos das Minas caiu mesmo no gosto da massa são-gonçalense.
A receita do sucesso? Nada especial. Apenas noticiamos aquilo que sempre insistem em tentar esconder da população. Indiferente se a notícia nos agrada ou não, se é notícia, você pode ter certeza que não pagamos pau e publicamos na lata. Doa a quem doer e não tem "meu pé me dói".

E graças a esta postura reta, acabamos de bater o recorde absoluto de acessos no mês de maio, desde a criação deste canal, em agosto de 2009:


ACESSOS EM MAIO!

AUMENTO DE 117,76%
COM RELAÇÃO AO ÚLTIMO RECORDE

A todos os leitores apaixonados, viciados no Filhos das Minas e, também, os que acessam para protestar contra nossa posição de revelar as entranhas do poder, nossos sinceros Muito Obrigado!

Podem ter a certeza que a nossa responsabilidade editorial só aumenta a cada clique seu.
Valeu demais!

2 comentários:

  1. Caramba, isso é que é jornalismo de qualidade, tanto é que tem crédito. Se não tivesse, não seria acessado tanto assim.

    ResponderExcluir
  2. SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL CONSIDERA LEGÍTIMA ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE MINAS GERAIS PARA INVESTIGAR CRIMES DE ASSÉDIO MORAL CONTRA SERVIDORES PÚBLICOS ESTATUTÁRIOS.
    ENTÃO, SENTIU-SE LESADO NO SEU DIREITO ENQUANTO SERVIDOR PÚBLICO, POR SUPOSTO ASSÉDIO MORAL, PROCURE O MINISTÉRIO PÚBLICO.
    Leia na íntegra, no http://serenodalei.blogspot.com.br/ a notícia publicada pelo portal do STF.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.