Who's amoung us?

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

SEMPRE, O TREM - IV

Continuando com o mosaico de recortes dos contundentes textos d'O Trem, propostos para esta semana, vejam mais estes:

"...
Esta é brechtiana: o grupo político que
mói Itabira desde 2001 conseguiu enganar a
população por uma década, mas é claro que
jamais conseguiria enganá-la o tempo todo.
  
Não tem meu pé me dói: a vantagem de
completar 60 anos é ter a certeza de que jovem
a pessoa com tal idade não morrerá mais.
..."

Em outro texto, desta vez assinado pelo amigo e colega Robinson Damasceno, eis a lenha que quase encalhou na caldeira da locomotiva, mas que deve ter entalado nas gargantas dos secretários e apoiadores mais sérios:

"...
Não, João Izael não chega a tanto. É
péssimo prefeito, mas boa pessoa. 
 
Apenas atoleimado e deslumbrado com os cifrões
que entram em seu escritório, as burras
cheias de boas oportunidades, que ele
maneja com seu grupo de amigos fiéis.
  
Amigos fiéis, eu disse. Pois o pior prefeito
de todos os tempos ainda não sabe,
mas no ano que vem sumirão todos na poeira
de ouro e diamantes, deixando-o só e
pensando afinal: será que fui assim tão
mal? Ou serei tão besta assim?
  
E estaremos aqui, penalizados, mas silentes
ao contemplar a ruína do que foi um
dia o pior prefeito de todos os tempos.
Pobre Itabira!
..."
  
É o que eu tenho me perguntado sempre, nos momentos de autoanálise... Será que pegamos pesado demais? Ou será que pesado pegam eles? Só Freud explica...

2 comentários:

  1. Fernando,
    pesados pegam eles que gastam bilhões de reais mas deixa uma Itabira aos cacarecos, fazendo milhares de itabiranos sofrerem na miséria, sem casa, sem cominda, sem pesrpectiva, sem futuro, sem empregos. Isso sim é pegar pesado. Pegar pesado é usar dinheiro público para perseguir as pessoas que não concordam com eles. Pega pesado é achincalhar com itabiranos sérios. É gastar dinheiro público em interesses pessoais. Isso sim é pegar pesado. É deixas as pessoas sem atendimento médico adequado. É controlar a mídia quase toda para puxar saco deles. Pegar pesado é colocar toda a população para trabalhar para eles ficarem com o dinheiro.


    Araxide.

    ResponderExcluir
  2. O Jão Izael sentirá mesmo o gosto da bilis arder em sua língua será no dia 2 de janeiro de 2013, quando já não estiver com todo o poder que o cargo de prefeito municipal proporciona.

    Como disse o Robson, ele como pessoa é bom, mas como administrador ficou sempre com medo de dar aquele murro na mesa recomendado pelo meu pai.

    Meu antigo professor de português, Sr. Ésio Garcia, já vaticinava em suas aulas:
    -amigos de ocasião são como aves de arribação;
    havendo mal tempo elas simplesmente saem em revoada.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.