Who's amoung us?

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

TENDÊNCIA CONFIRMADA

TÁ NA ONDA

Já escrevi aqui que, para a próxima campanha que se descortina, em 2012, as redes sociais e blogues terão grande peso de formação de opinião e não se assustem se forem decisivos. 
   
Eis que chega o momento da velha imprensa, acostumada com o feijão com arroz de vender até a alma para os anunciantes, se atualizar e se redimir com seus leitores, ou não terão qualquer sentido alguém anunciar nela, porque, se insistir no hábito do cachimbo que fez a boca torta, não contará mais com público leitor.
   
DOIS NOVOS FÓRUNS
  
Vi a pouco, no fórum Opinião de Itabirano, do Facebook, que dois novos fóruns foram criados nos últimos tempos: o "Sugestões de itabirano para itabirano" (clique aqui para acessar) e o "Itabiranos sem censura" (clique aqui para acessar), ambos no Facebook, como grupos abertos.
  
O grupo com maior número de membros e com boa credibilidade ainda é o Opinião de Itabirano (clique aqui). Há ainda o "Embaixada de Itabira" (clique aqui), que é o mais leve e saudosista (não permite críticas) e o "Liberdade itabirana", de autoria atribuída aos militantes do programa "Agenda 2012", do PP/PT. Segundo confirmamos, os autores/criadores são fakes defensores do Agenda 2012. Daí, o menor crédito dos leitores.
 
Curiosamente, depois de pesquisar de forma mais profunda, percebi que o "Sugestões de itabiranos para itabiranos" é encabaçado por duas militantes do PP, já conhecidas nos meios virtuais: Letícia Lima e Maria Alice, sendo esta última e segundo informações, uma ex-assessora da presidência da câmara, sob direção do PP. Daí, percebe-se mais um espaço de discussões de interesse da dupla PP/PT, só que, desta vez, de forma mais limpa e honesta, porque não se ocultaram com uso de fakes, como aconteceu no "Liberdade Itabirana". Portanto, sejam bem-vindas e nossos votos para que discutam a política partidária em alto nível neste novo fórum.
  
PRÓS E CONTRAS
  
Os fóruns virtuais, sem condicionamento de moderação prévia para publicação, são os mais ágeis e imediatos. Mas podem perder credibilidade e simpatia rapidamente, face à diversidade de princípios éticos, ideológicos e até mesmo de interesses dos heterogêneos (e afoitos) participantes. Portanto, tornam-se muito vulneráveis à trolagens (provocações).
  
A explosão viva e a efervecência dos debates, não tenham dúvidas, estarão neles. Já a fidelidade e qualidade da informação torna-se mais difícil de mantê-la, diante de tamanha diversidade de autorias. Daí, um esforço a mais para o público, que terá, a partir de então, ler, reler, buscar no perfil do participante as coerências e ligações sobre suas defesas e, então, fazer o melhor juízo.
  
E é, exatamente com esta característica, de amplitude de diversidade, que pode migrar a defesa dos governistas. Se não conseguem mais manter a opinião com a mídia comprada, a única defesa será pela implementação de vários canais, para dispersarem as atenções e focos. Tal como numa arena de fogo cruzado. Quanto mais alvos e mais dispersos, mais chances terão de um deles sobreviver e roubar a bandeira alheia. Percebem? Na natureza, também é assim com as estratégias de sobrevivências dos cardumes e dos bandos de pássaros no ar.
  
Daí, caros internautas com posicionamento oposicionista: cuidado para não abrirem canais demais e dispersarem, ao ponto de dividir as atenções à um ponto que torna-se impossível o público acompanhar. Diversidade de opiniões é bom, mas em excesso prejudica, por causa da dispersão excessiva. O macete é nos tolerarmos mais, contarmos com mais educação com os tratos entre os membros e respeito mútuo.
  
Até nós, blogueiros de plantão, tão novos na área, temos que nos adaptar. Fóruns são instantâneos. Num clique, lá está seu comentário. Se será mantido ou não no ar, dependerá dos moderadores. Mas já fora publicado. Percebem do que eu digo? Aos blogueiros, então, um aviso: sejamos mais analíticos e incrementemos mais na qualidade editorial, com textos mais profundos, menos apelativos e mais verdadeiros possíveis.
 
E viva a democracia!

Um comentário:

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.