Who's amoung us?

sexta-feira, 22 de março de 2013

SERVIDORES MANIFESTAM NA PREFEITURA

(Itabira)

Na tarde de ontem, os servidores de carreira, sob orientação do pessoal do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itabira (Sindsepmi) e do Sindicato dos Rodoviários (que também comanda a greve da Cisne) manifestaram em frente à Prefeitura de Itabira, em protesto da contraproposta oferecida pelo governo. Contamos cerca de uns 200 participantes numa das fotos do portal da Defato Online, que gritaram palavras de ordem e portavam narizes de palhaço.
O governo ainda distribuiu para os servidores um comunicado, na manhã anterior à manifestação, para tentar evitar o confronto. Segundo o comunicado, o governo confirmou o atendimento integral de 6 das 12 reivindicações. Nas outras 6, o governo garante o atendimento das reivindicações, mas de forma a ser feita num prazo maior do que foi pedido ou pede indicação do local para a sede do sindicato. Veja tabela comparativa abaixo.
TABELA COMPARATIVA DE ATENDIMENTO
Reivindicações do Sindsepmi
Propostas do Governo
Que o acordo coletivo seja atendido a todos os trabalhadores e servidores públicos municipais.
Proposta aceita.
Manutenção dos direitos adquiridos.
Proposta aceita.
Reajuste salarial de 6,2% INPC/IBGE.
Proposta aceita.
Reposição imediata das perdas salariais acumuladas (de 17,62%) nos últimos 10 anos.
Concorda em repor de forma fracionada, com 3,8% em 2013 e restante dividido nos próximos acordos. Reajuste total de 10% (inflação+ganho real)
Piso salarial de R$ 800,00.
Propôs passar de R$ 632 para R$ 750. Aumento real 12,47% acima da inflação.
Reajuste no cartão-alimentação de R$ 120,57 para R$ 290,88. Ou seja, aumento de 141,25%.
Oferece reajuste de 17,62%, passando para R$ 141,81. Ainda propôs que a dedução por dependente, hoje em R$ 96,51, passe para R$ 113,51, atendendo a um número maior de servidores.
Clube recreativo para Servidores e familiares.
Proposta aceita.
Cessão de terreno para sede do Sindicato.
Pede indicação do local para análise de viabilidade.
Revisão da avaliação de desempenho.
Propôs implementar o Plano de Cargos e Salários para valorizar o Servidor.
Eleição para diretores de escolas.
Confirma atendimento a partir de 2014 e ainda se compromete a efetivar ações para maior segurança nas escolas.
Criação de Cipa e fornecimento de EPIs.
Proposta aceita e ainda expôs que a Cipa já está implementada na Itaurb.
Plano de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho.
Proposta aceita.
Fonte: Comunicado oficial do governo.
Legenda:  

  Proposta aceita.

  Proposta parcialmente aceita.
  
  Proposta rejeitada.

Em nota oficial postada nas redes sociais, a direção do Sindsepmi defendeu a manifestação porque “não houve reunião de negociação entre o governo e o sindicato”. Mais adiante, na mesma nota, confirmou que a prefeitura se reuniu com a presidente no dia anterior para tratar das questões dos ACS (Agentes Comunitários de Saúde) e ACE (Agentes Comunitários de Endemias), quando o governo aproveitou e apresentou a contraproposta acima de acordo.
Entretanto, a direção do sindicato entendeu que a forma da abordagem do governo (por não ter se reunido de forma agendada e oficial) era uma “manobra para desmobilizar a categoria e diminuir a adesão ao ato de paralisação” e defendeu que as contrapropostas estão aquém das reivindicações. Daí, enrijeceram e seguiram com a manifestação.
O que podemos comprovar é aquela estória que, quem casa com viúva, acaba forçado a assumir os filhos que ela tem. Este é mais um problema herdado pelo governo Damon de Sena, acumulado em décadas de más gestões, como estas justas perdas salariais.
Da parte do sindicato e dos servidores, estão nos direitos deles e devem ser mesmo debater e defender. Já da parte do governo, entendi, também, que agiram da forma correta, porque precisa se equilibrar para conseguir atender ao plano de governo proposto, sem comprometer a capacidade de investimento do município. A questão central é que a demanda de atendimento da prefeitura vai bem além de um atendimento de uma classe trabalhadora, por mais justa que seja.
Uma prefeitura deve atender a todos os cidadãos. Daí, nunca é demais lembrar que os ideais são que as manifestações sejam respeitadas como legítimas e atos democráticos; que o governo se mantenha sensível e comprometido na valorização dos servidores até para que o município possa contar com trabalhadores motivados e comprometidos; mas que ambos não se esqueçam que eles têm os mesmos compromissos, ou seja, de atenderem à toda a população, que é bem maior em número e necessidades do que uma classe trabalhadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.