Who's amoung us?

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

DENÚNCIA: PROPAGANDA ELEITORAL EXTEMPORÂNEA DO PP/PT



O último Jornal Impacto publicou uma grave denúncia contra o conluio PP/PT, por ter “enganado” a diretora Mariluce Condessa Ribeiro, da Escola Estadual Antônio Martins Pereira, localizada no distrito de Senhora do Carmo, para que liberassem os alunos da sala de aula, do horário noturno, para “assistirem a uma palestra e discutirem os problemas daquele distrito”, ocorrida no último 15 de setembro, no salão paroquial da Igreja Matriz.
  
Só que, lá chegando, os alunos foram surpreendidos com “discursos políticos de vereadores, de pré candidatos locais e do ex-vereador Neidson Freitas-PP”. E o pior, “informações dão conta, que até mesmo uma pessoa 'de fora', provavelmente de Itabira, foi contratada para tecer muitos elogios e 'encher a bola' de um possível pré candidato local, colocando o mesmo como o redentor de todos os problemas daquele abandonado distrito”.
  
Indignados com a mudança do propósito inicial, que fora garantido por um pré-candidato a vereador do distrito, que o evento nada tinha a ver com política (partidária), os professores tentaram localizar, em vão, a diretora no momento do evento, para que retornassem com os alunos para as salas de aula, a tempo. 
  
Mais um papelão da arapuca eleitoral “Agenda 2012”! Para o PP, nem tanto assustamos, porque muito pouco poderíamos esperar de um grupo político que se omitiu na troca de vantagens, que se fartou de benesses do grupão, que usou de recursos públicos para autopromoção, que tem o costume de contratar gente para serviços de ovação etc. Já para o PT itabirano...

Para ler a matéria na íntegra, clique no link abaixo.

Diretora de escola estadual disse que foi enganada por organizadores da Agenda 2012 em Senhora do Carmo

A polêmica em torno da liberação dos alunos da Escola Estadual Antônio Martins Pereira (EEAMP), no distrito itabirano de Senhora do Carmo, da sala de aula para assistirem um evento político-partidário acontecido naquele distrito repercutiu por toda a comunidade e poderá provocar até mesmo alguma investigação e possíveis punições tanto da Secretaria de Estado da Educação quanto da Justiça Eleitoral, acerca de tal evento.
 
Após receber uma denúncia sobre o ocorrido, a reportagem do Impacto fez contatos com os envolvidos para esclarecer o ocorrido. 
 
O fato é que, no último dia 15 de setembro sob a promessa de assistirem uma palestra e discutirem os problemas daquele distrito, os alunos do curso noturno da EEAMP foram tirados das salas de aulas e até mesmo das dependências da escola para assistirem um evento político-partidário encabeçado e organizado pelo Partido Progressista (PP) e Partido dos Trabalhadores (PT) de Itabira denominado “Agenda 2012” que aconteceu no Salão Paroquial da Igreja Matriz.
 
Diretora e alunos se sentiram enganados pelo PP e PT.
Chegando ao local, segundo informações, nada da prometida palestra. O que se viu foram discursos políticos de vereadores, de pré candidatos locais, e do ex vereador Neidson Freitas que, num ato de desrespeito com seus eleitores, abandou seu cargo de vereança e foi trabalhar junto ao governo estadual. Informações dão conta que até mesmo uma pessoa “de fora”, provavelmente de Itabira, foi contratada para tecer muitos elogios e “encher a bola” de um possível pré candidato local colocando o mesmo como o redentor de todos os problemas daquele abandonado distrito.
 
Tal fato desagradou e revoltou muitos alunos, professores, pais de estudantes e alguns membros do colegiado que já haviam se opinado contra a liberação dos estudantes para participarem do evento, já que estavam cientes da proibição do envolvimento da escola nesse tipo de evento.
 
Ao Impacto a responsável pela Inspetoria Escolar da Superintendência Regional de Ensino em Nova Era, disse ser expressamente proibido a participação da comunidade escolar em eventos políticos partidários dentro e/ou fora das dependências da escola, com exceção no caso de debates que sejam para discutir planos de governo desde que sejam convidados todos os possíveis candidatos.
 
A reportagem do Impacto ouviu a direção da escola, membros do colegiado, alunos e alguns pais sobre a polêmica. 
 
O professor Isnard Alves Costa disse que após ter sido informado que seria realizado tal evento se opôs imediatamente ao mesmo e tentou sem sucesso contatar a diretora da escola Mariluce Condensa para que a mesma cancelasse a participação dos alunos no evento. Isnard e o professor Jardel Moura, representam o corpo docente no Colegiado daquela escola. Segundo disse, ele e Jardel tentaram ligar diversas vezes para a diretora que estaria em reunião em Nova Era. Devido ao fato de não ter conseguido contato com a diretora, Isnard disse ainda que orientou até mesmo a vice diretora Marilene, para que cancelasse a participação dos alunos no evento e essa teria alegado que não tinha tal poder pois, quem havia autorizado era a diretora.
 
O professor Jardel Moura confirmou sua oposição na participação da escola no evento e disse que também tentou fazer contato com a diretora.
 
Se sentindo enganado, Jardel disse que a informação passada à escola pelos responsáveis pelo evento é que não haveria envolvimento político partidário, o que acabou não acontecendo. Ele disse ainda que, utilizou o episódio para orientar os alunos sobre a importância de escolher bem seus representantes políticos. “Eu fiz questão de deixar muito claro para os alunos o que a gente poderia esperar desses políticos que já no primeiro contato não cumprem o que foi prometido. Eu trabalho com história e geografia e para mim esse acontecido foi uma ferramenta que serviu para desenvolver o meu trabalho, conscientizando os alunos sobre a política”, concluiu.
 
A vice diretora da EEAMP, Marilene Evangelista Costa que acompanhou os alunos durante aquele evento disse que a participação dos mesmos havia sido autorizada pela diretora Mariluce e que a informação passada é que seria um o lançamento de projeto e que não haveria envolvimento político. Ela se sentiu traída pelos políticos já que, após o início do encontro notou-se que se tratava de um evento puramente político.
 
Ao ser questionada pela reportagem do Impacto por qual motivo não retirou os alunos do local, Marilene disse que, como não esperava tal fato, ficou sem ação, já que, segundo disse, seria difícil avisar a todos sem criar tumulto.
 
A diretora da escola Mariluce Condessa Ribeiro, disse que foi procurada por um declarado pré candidato a vereador daquele distrito que lhe havia garantido que o evento nada teria com política e que eles iriam discutir projetos que iriam beneficiar a comunidade.

Eu queria deixar claro que nós fomos enganados. A Escola foi enganada no sentido que foi garantido para a gente que não tinha nada com política. Eu fui procurada pelo Bruno (declarado pré candidato) que disse que não teria nada de política e na verdade, na reunião só foi discutido política”, finalizou Mariluce.

Diante dos fatos, resta saber se a tal “Agenda 2012” do PP e PT não seja mais uma forma dissimulada de realizar campanha eleitoral extemporânea. Com a palavra a Justiça Eleitoral.

Jornal Impacto - Edição 165.

6 comentários:

  1. Os comerciantes do mercado municipal deveriam montar um plantão em frente a prefeitura como fizeram os sem-teto, né não? Tem governo que não funciona nem sob pressão, mas vale a pena tentar.

    ResponderExcluir
  2. Colé Neidis. Não somos bananas.

    ResponderExcluir
  3. Dizem que o vereador foi transferido para a capital por motivos óbvios e claros, ou seja, para esconder o seu envolvimento com drogas ilícitas e envolvimento com o tráfico.

    ResponderExcluir
  4. Quem poderia imaginar o Alexandre Banana envolvido com o grupão da maracutaia. O PT foi por vários anos referência de parte importante do eleitor itabirano, mesmo cometendo equívocos e mudando de rumo. Quando havia qualquer acontecimento que envolvia assuntos inerentes aos interesses de Itabira, lá estava o aguerrido PT presente na luta mobilizando a companheirada. Hoje resta apenas um PT sem inserção nos movimentos sociais, distante dos fracos e dos oprimidos e do movimento sindical, mas com sede de poder ao se unir com o grupão da maracutaia.

    ResponderExcluir
  5. É triste ver como o pré candidato, e morador do Distrito, que convidou os alunos tenha se prestado como poleiro político para Neidson, Banana e "Agenda 2012"(que pelo andar tá mais pra rascunho 2012, enganando os alunos, professores e diretores da Escola! Que papelão héin Bruno!

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.