Who's amoung us?

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

FACA DE DOIS LEGUMES



Dia 27 passado, publicamos uma postagem sobre o abusivo aumento no IPI dos carros importados, na ordem de 30%, sob a premissa de proteção da indústria nacional (clique aqui para ler). 
  
Nestes últimos dias, o Governo Federal lançou campanha na TV, defendendo que, ao proteger a indústria nacional, fortalece a economia brasileira para superar a nova crise mundial. E tem alguma razão. Só que, conforme noticiou O Tempo, no dia primeiro passado, as montadoras chinesas planejam cancelar os U$ 2 bilhões de investimentos em suas futuras montadoras no Brasil. Dentre elas, a Jac Motors, Chery, Foton e Great Wall. E quem anunciou o plano de cancelamento foi Charles Tang, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China.

A vinda destas marcas para o mercado é interessante para forçar o montadoras multinacionais instaladas no Brasil, para abaixarem os preços dos seus produtos, que são os mais caros do mundo e nem tanto por causa das altas taxas de impostos. O aumento do IPI dos importados, acaba valendo como uma amputação da cabeça, por causa de enxaqueca. Não seria melhor abaixar um pouco os impostos dos "nacionais"? Não tem base pagarmos R$ 65700 num Jetta, da Volkswagen, por exemplo, enquanto o mesmíssimo carro, no México, fabricado aqui, custa R$ 32500! Todas as montadoras praticam têm seus preços em função do que o mercado consegue absorver, segundo matéria do Jornal da Record.

Desde o aumento, jornalistas especializados no mercado automotivo têm advertido o abuso das montadoras instaladas no país. Então, por quê não intensificarmos as propostas de faxinas em Brasília, ao forçarmos a arrecadação para baixo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.