Who's amoung us?

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Uma reflexão

Tentei postar no dia 10 passado, mas não consegui por causa da minha carroça internética. Enfim, segue o que andei refletindo em umas parcas palavras.

Gostaria de fazer uma pequena reflexão acerca de Itabira, nestes seus 163 anos e que me faz um pouco triste com a nossa realidade.

As desigualdades socioeconômicas em Itabira são gritantes. Este quadro remonta o atraso relativo à economia do município que continua presente há várias gestões municipais, mesmo num período de pujança por que passa o país, ou mesmo nossa cidade, com o aumento de arrecadação.

Nos governos Lula foram desenvolvidas políticas de enfrentamento à miséria e Itabira vai de encontro com essa política nacional e não ao encontro como deveria ser. Nossos governantes não aproveitaram a onda de oportunidades que os programas do governo federal disponibilizou. Ao contrário, aumentou a situação de desigualdade sócio-econômica praticando uma política de profundo atraso nas relações democráticas e no tratamento das demandas populares. Agora, faltando pouco para findar mais uma gestão, aguardem uma avalanche de obras politiqueiras e eleitorais.

Pela forma de governar dos atuais dirigentes públicos, Itabira se manteve ao longo do último período numa situação de dependência ainda mais forte do sistema econômico adotado pela nossa cidade, enfraquecendo os instrumentos de incentivo a outras formas econômicas. Comprometeu o erário público com compromisso empregatício sem critério ou seriedade que pudesse tornar a máquina pública eficiente. Ao contrário, a prefeitura tornou-se cabide de emprego e um órgão ineficiente.

O que proponho é estabelecer intenso debate no município e alternativas para viabilizar economicamente nossa Itabira (tal qual o fizemos em abril do ano passado com o seminário “Discutindo Itabira”), inserindo-a no projeto de desenvolvimento nacional. O debate eleitoral nos permitirá também compreender as reais alternativas que podem ser construídas e em torno de quem pode se efetivar um projeto de desenvolvimento de superação das desigualdades existentes que incluam planejamento, fortalecimento dos mecanismos de diversificação econômica, linhas e mecanismos de financiamento e dinamização do mercado itabirano. Prestemos bem a atenção.

Itabira precisa de um novo momento histórico. E esse momento histórico poderá se concretizar em 2012 com a vitória do povo itabirano consciente.

2 comentários:

  1. Muito bonito, Edilson, mas a oposição está unida? Esse é o momento da oposição, mas cade ela?

    Noé do Campim Cheiroso.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí, Edilson.

    Apóio a iniciativa e garanto cobertura de cortesia em vídeo, fotos e aqui, neste blogue.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.