Who's amoung us?

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

NOVAS ESTRADAS DA REGIÃO


Na segunda-feira passada, fomos atender a um cliente em Ipoema e deparamos com a retormada das obras de asfaltamento para o distrito itabirano, quando acabei registrando umas fotos para outro antigo cliente, a construtora Vale Verde, que é responsável pela obra.
  
Antes, cabe-me ressalvar que o prefeito Nozinho, de São Gonçalo do Rio Abaixo, por razões éticas, é avesso à comparações e já me pediu para evitá-las. Tal como a iniciativa partiu de minha inteira responsabilidade, não tendo sido sugerida ou pedida por nenhum outro possível interessado, tal como a construtora.

Entrada de Ipoema (esq.) e entrada de São Gonçalo (dir.)

 
ESTRADA DE IPOEMA

O asfaltamento para Ipoema, via a comunidade do Bamba, foi iniciado às vésperas da campanha de sucessão do João Izael, em 2008. Portanto, está "em obras" há 4 anos, entre paralisações e retomadas. 
 
Ao todo, são 17,3 quilômetros de extensão, sendo 10,2 km. de responsabilidade do município de Itabira e o restante sob responsabilidade de Bom Jesus do Amparo e de São Gonçalo, que assumiu, recentemente, que irá concluir o asfaltamento dos 7,1 km. por sua conta. O trecho itabirano (10,2km.) custou R$ 13.804.722,52, segundo informou o secretário de obras, João Mário de Brito, para a Defato Online (clique aqui para confirmar).

A topografia da estrada ajuda e muito. Ao longo de toda sua extensão, não vimos nenhum corte de barranco elevado e nem obra de arte (viadutos, pontes, trevos etc.) recentemente construída. 
Comparativos de topografia. Para a estrada de Ipoema, não passou de 1 banco (cortes nos barrancos)
e na de São Gonçalo, vários trechos com 2 bancos.

Com a conclusão da pavimentação desta última etapa, sob responsabilidade de Itabira, prevista para até a semana que vem, ficará ainda por terminar a sinalização. Como as obras demoraram muito, foram registrados trechos com remendos e deslizamentos de encostas, que deverão ser corrigidos, até a inauguração. Em março de 2010, já havíamos registrado, também, uns trechos quase prontos para aplicação asfáltica, acometidos com erosão, que já foram corrigidos (clique aqui para ler).
 
Em tempo, recordamos que o asfalto para Senhora do Carmo, outro distrito itabirano, levou cerca de 9 anos para ser aplicado e, até hoje, não foi totalmente concluído, por faltar ainda a sinalização. E o pior, o tempo médio de vida de pavimentos asfálticos é de cerca de 8 anos! Portanto, quando for inaugurado, estará no final de sua vida útil.
 
 
ESTRADA PARA SÃO GONÇALO
 
Já a estrada para São Gonçalo foi totalmente entregue em  primeiro de junho de 2010, após cerca de 2 anos de obras para os 15,8 km., ao custo final de R$ 15.951.536,40, contando com recursos da Prefeitura de São Gonçalo (66,25%), da Vale (11,29%) e do Governo Estadual (22,46%), segundo o sítio oficial do município (clique aqui para ler). 
Trecho quase pronto de Ipoema (esq.), iniciado há 4 anos atrás
e trecho de São Gonçalo, executada em apenas 2 anos.
Tal como a estrada de Ipoema tem trecho pertencente à São Gonçalo, na estrada de São Gonçalo há um  trecho cortando o município de Itabira. Só que, o município de São Gonçalo arcou com todo o percurso itabirano na MG-129 (São Gonçalo para Itabira) e Itabira só arcou com a parte da estrada de Ipoema pertencente ao município, ficando, portanto, mais um ônus para São Gonçalo, devidamente acordados entre os prefeitos.

A topografia de São Gonçalo é um pouco mais acidentada e demandou uma obra de arte de bom vulto, que é a ponte sobre o rio Una, com 32 metros de extensão.
Estrada de Ipoema sem obras de arte (esq.) e estrada para São Gonçalo
com ponte de 32 metros sobre o rio Una.
Bem, diante de tantos dados, fechamos este registro com uma tabela comparativa, que elucida ainda mais as diferenças e semelhanças entre estas duas estradas da região. Com relação aos custos, esclarecemos que não levantamos aqui os tipos de solos, que poderiam influenciar nos custos finais, tal como o longo prazo de execução, da  estrada para Ipoema, que força as construtoras à uma série de retrabalhos (correções de trechos prontos erodidos por falta de conclusão).


 Itabira a Ipoema São Gonçalo a Itabira
km total 17,3 15,8
km executado 10,2 15,8
Custo até o momento (Milhões de reais) 13,8 15,9
Preço/km (Milhões de reais) 1,353 1,009
Prazo execução (aprox.) 4 anos 2 anos
Situação Em obras Pronta

2 comentários:

  1. luiz carlos silva santos18 de outubro de 2011 22:25

    Pelo que eu entendi nas entrelinhas
    voce quis dizer que a obra de itabira
    foi superfaturada é isso mesmo?

    ResponderExcluir
  2. Não necessariamente, Luiz Carlos.

    Para se fazer juízo correto sobre a possibilidade de superfaturamento da obra de Ipoema, faz-se necessário avaliar o longo prazo de execução, face à má gestão do governo municipal, e às condições geológicas, que não tenho informações técnicas para tratá-las no momento.

    Podemos confirmar é a rapidez e a qualidade absoluta da obra saogonçalense sobre a itabirana. Há Gestões e gestões.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.