Who's amoung us?

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

A Funcesi e o convênio com a PMI

Como o Fernando já trouxe para este blog, estamos diante de uma boa novidade. O convênio firmado entre a Prefeitura Municipal de Itabira com a Funcesi abre uma grande oportunidade para a cidade se consolidar como um importante polo educacional. A abertura do curso de medicina fortalece a instituição.

A Funcesi tem cumprindo ao longo dos anos o papel de oferecer oportunidade de acesso ao ensino superior tanto para os jovens de Itabira e região, quanto para aqueles que devido a necessidade de começarem a trabalhar cedo impossibilitou que ingressassem na universidade. O curso de medicina é um sonho antigo da cidade. Quando a Funcesi assumiu a administração do Hospital Carlos Chagas tornou-se este sonho mais tangível. Devido a demora para que o convênio fosse firmado com a prefeitura, a instituição já havia tomado iniciativas no sentido de garantir a implantação do curso. Foram contratados professores experimentados na elaboração do projeto educacional. É preciso entender, que para que se tenha qualidade demandará tempo e muito mais investimentos, que vão desde a montagem de laboratórios diversos até a contratação de professores.

Vivemos em uma cidade que ainda carece de médicos de algumas especialidades. Muitas vezes ao marcar consultas temos que esperar, mesmo aqueles que tem planos de saúde, por meses. Talvez, com a chegada do curso em Itabira seja possível resolver essa dificuldade.

Não podemos deixar de pensar, que trata-se de um curso caro e que entre os itabiranos, são poucos os que terão condições de pagar as mensalidades. É fundamental, para além de simplesmente bater palmas, pensar em como dar condições para que os jovens de Itabira e entorno que sonham em serem médicos possam alcançar esse objetivo. Existem atualmente, programas do governo federal como o PROUNI e o FIES, que contribuem nesse sentido. A prefeitura tem que pensar em como ajudar também nesse sentido, via financiamento estudantil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.