Who's amoung us?

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

CASARÕES TOMBADOS (LITERALMENTE) - 2

Antigo sobrado onde morou Dona Alda, na rua Guarda Mór Custódio, bem na região central, sendo demolido pela Fide - Fundação Itabirana Difusora de Ensino - para obras de expansão da escola (primeira foto abaixo).

Segundo o empreiteiro responsável pela demolição, numa reportagem para o portal de notícias do Átila Lemos, o sobrado "não tinha mínimas chances de ser reformado", porque a madeirama estava toda comida de cupim.

Este outro casarão (abaixo), pertencente aos herdeiros de Sô Tico, localizado na rua Tiradentes, encontrava-se em semelhante situação, mas teve melhor sorte. Toda sua estrutura externa foi restaurada, anos atrás, pela prefeitura. Os cômodos internos não foram recuperados, por serem de responsabilidade dos proprietários. Segundo informações, está à venda.


7 comentários:

  1. Fernandinho, até entendo a sua parcialidade e interesse politico. Agora, você acha mesmo que quem tem o mínimo de bom censo vai cair nessa? Criticar a prefeitura porque uma casa velha caiu? Arrumar culpados para uma fatalidade? Você está beirando a irresponsabilidade. Quanto às minhas opiniões, elas não são para serem publicadas, e, sim para ver se você amadurece e cresce. Hoje, você encabeçaria com folga a lista dos "Malas sem alça" de Itabira.

    ResponderExcluir
  2. UM CRIME. DERRUBAR ESSE SOBRADO É UM CRIME. NÃO HÁ OUTRA PALAVRA, É UM CRIME. ESSA TAL DE CÂNDIDA DA FIDE DEVE SER ACIONADA IMEDIATAMENTE PELO MINISTÉRIO PÚBLICO. DERRUBAR AQUELE CASARÃO É CRIME.

    SUGIRO CHAMAR IMEDIATAMENTE A POLÍCIA, A IMPRENSA SEM MEDO, ADVOGADOS, QUEM PUDER AJUDAR.


    ITABIRANOS, NÃO DEIXEM ACABAR DE DERRUBAR AQUELE SOBRADO. SERÁ MAIS UM CRIME CONTRA O PATRIMONIO HISTÓRICO EM ITABIRA.


    é CRIME. NÃO HÁ OUTRA PALAVRA, É CRIME.

    Noé do Campim Cheiroso.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Fernandinho, boa comparação esta que você fez dos dois sobradões.
    O Átila foi infeliz em publicar somente a opnião do empreiteiro demolidor, que nada faz além da sua obrigação de acordo com o contrato assinado por ele e pela Cândida Izabel.
    Se tratássemos todos os antigos sobradões da maneira como foi tratado o da D. Alda, teríamos de demolir todos e a iniciar pelo mais antigo de todos que é a Igrejinha do Rosário, que inclusivamente carece de intervenção em sua estrutura e a prefeitura também deveria retirar aquele asfalto horroroso do adro dele e retornar com o calçamento em pedra que havia lá antigamente.

    ResponderExcluir
  4. Fernando, não ligue para comentários de gente comprometida com o grupão e que nem dorme direito por remorso e covardia. É preciso botar a boca no mundo e denunciar esse crime contra o patrimônio histórico de Itabira. Crime gravíssimo, de imensas proporções. A prfeeitura tem culpa sim, e o prefeito deve ser responsabilizado. É mais uma absurdo dos tantos ocorridos nesta cidade sob este governo nefasto.

    Polícia, estão derrubando sobrado histórico em Itabira.

    Ministério público, estão derrubando sobrado histórico em Itabira.

    Jornal O Trem e demais imprensa corajoso, estão derrubando sobrado histórico em Itabira.

    O interesse é financeiro. Mais uma vez.

    sE TIVER ITABIRANO HONRADO NESTA CIDADE QUE AJA RAPIDAMENTE PARA EVITAR A DERRUBADA DO SOBRADO.

    SE O CRIME FOR COMETIDO, TODOS NÓS SEREMOS CULPADOS TAMBÉM PELA OMISSÃO COVARDE.

    ITABIRANOS GALINHAS MORTAS, AJAM, PROCURE DEFENDER ITABIRA DESSE CRIME.


    FERNANDINHO, SEU SITE PODE SER FUNDAMENTAL NESSE MOMENTO PARA EVITAR O DESCALABRO QUE É ESSA DERRUBADA DESSE SOBRADO .

    Noé do Campim Cheiroso.

    ResponderExcluir
  5. Anteção Luiz Zanon do Mosaico, José da Penha do Sintsepmi, Jornal O TREM, Filhos do cauê, jornal Impacto, Voz do Alírio, Polícia, Ministério Público, Polícia Militar, Rede Globo, Alterosa, itabiranos sem medo, Itabira está perdendo mais uma sobrado histórico., É grave, é crime contra a história. façam alguma coisa se não todos vocês vão remoer esse remorso pro restos de suas vidas. Ajudem Itabira neste momento tão sofrido. Nossa cidade não pode perder mais patrimônio histórico. Em pleno século XXI???

    Itabiranos, parem de ser galinhas mortas, lutem para tentar salvar o sobrado. Ainda dá tempo.

    Não deixem acontecer mais essa desgraça com Itabira. Essa turma está achando que pode fazer o que quiser com itabira, porque tem 100 mil itabiranos bundões na cidade, galinhas mortas.

    Mas não é possíovel que não tenha pelo menos uns 10 itabiranos corajosos, dispostos a ir à luta e barrar esse crime contra a história de Itabira.

    Itabira chora mais um vez, sofre mais uma vez. Mais um crime contra nossa história.

    Atenção, Política, estão agredindo Itabira.

    Será que ninguém nesta cidade pode fazer algo para evitar essa desgraça? Onde chegamos???

    Noé do Campim Cheiroso.

    ResponderExcluir
  6. Cadê a rádia educativa que uma outra instituição presidida pela Cândida Izabel tem a outorga de funcionamento? Serviria muito bem para criar programas de bem viver e bem cuidar do patrimônio de Itabira.

    ResponderExcluir
  7. Acho que precisamos 'tombar' o prefeito, e os seus asseclas...

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.