Who's amoung us?

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

CASARÕES TOMBADOS (LITERALMENTE) - 3

Casa localizada na rua Monsenhor Júlio Engrácia, no centro,
acima do paredão da rua Tiradentes, em frente ao
Banco do Brasil



7 comentários:

  1. Cadê o COMPHAI que não age?
    Cadê a Chefe de Governo de Itabira que não toma uma atitutde positiva?
    Cadê o ICMS Cultural que está sendo desviado desde 2009?

    ResponderExcluir
  2. Esse tal de COMPHAI ainda existe?

    ResponderExcluir
  3. Anônimo, putz, também queria saber.

    Ninguém sabe quando o COMPHAI se reune, o quê discutem, quais as medidas que tomam e também porquê não cobram do Jão Izael aonde está o ICMS Cultural e a reforma dos casarões?

    ResponderExcluir
  4. Francisco Carlos Silva13 de janeiro de 2012 11:05

    Mauro Moura,essa propriedade, pertenceu a Tia Ely, pessoa muito querida da família e uma consagrada doceira e quitandeira de Itabira da época,mas não deixou testamento da propiedade, hoje ela pertence aos herdeiros que são mais 100 pessoas, e muitas delas sem contacto com os familiares de Itabira, mas tem pessoa da familia que está tentando legalizar os documentos perante a lei, mas como o processo é demorado infelizmente o bem vai deteriorando e chegando ao ponto que chegou. Abraços, do amigo Francisco Carlos

    ResponderExcluir
  5. Francisco Carlos Silva13 de janeiro de 2012 15:53

    Mauro Moura e outros interessados o nome de minha Tia era Hele e não Ely como eu tinha dito anterior.

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente, Chico, ainda tem esses detalhes dos espólios não concluídos para piorar mais ainda a situação.

    Esse sobrado pertenceu ao Miguel Alves de Araújo, com muitos herdeiros e também dispersos.

    ResponderExcluir
  7. Francisco Carlos Silva13 de janeiro de 2012 19:30

    Mauro você vai me deixar de calças curtas se eu estiver enganado, mas se não engano Miguel Alves de Araújo era Avô de minha mãe que é da família Alves Araújo,e como seus pais já faleceram, até ela e seus irmãos teem direitos OU dividas da herança da família pertencente ao antigo casarão. Abraços Chico Fubá para os amigos,

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.