Who's amoung us?

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

EMBRULHO DE PRESENTE

Numa rápida corrida de olhos no fórum Opinião de Itabirano, deparei-me com uma postagem do Luiz Zanon, contendo uma foto do atual presidente da câmara, Tãozinho Leite-PP, trajado de terno, na qual Luiz questiona o tocado andamento do Plano Diretor, pelos "nobres edis" (clique aqui para ver).
  
Dai, recordei-me de uma citação. Um dos grandes feitos da gestão do Neidson Freitas-PP, na presidência da câmara de vereadores, segundo ele próprio expôs num relato de sua "gestão" para a Defato Online, foi a obrigatoriedade do "uso do terno, que deu o devido valor à imagem dos representantes da Câmara de Itabira" (clique aqui para reler).
  
E então, me vem à lembrança a subserviência total, em troca de benesses e cargos indicados; as aprovações do absurdo aumento na tarifa de água, de 33,15% no ano passado, sem qualquer questionamento e apuração; dos aplausos dos edis com relação à retomada "pacífica" do aglomerado Drummond, sem que percebessem o violento alojamento dessas famílias em galpões dignos dos campos de concentração nazista e tantas outras aberrações.
  
De repente, ao vestirem ternos, eles vendem "o devido valor à imagem" de "dignos representantes" da casa, o povo engole, é saciado com umas cestas básicas, umas passagens, uns patrocínios de baladas, ajeitam umas boquinhas aqui e acolá. Tornam-se tão, tão, tãozinho cascas vazias. Meros embrulhos de presentes (de grego), nos quais, acabamos todos nós embrulhados. Ou você tem dúvida disso?

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Sem querer ofender, mas esse nobres edis hoje, enfiados em seus ternos conseguem apenas mostrar que uma vestimenta que representa seriedade, ombridade e capacidade intelectual não lhes cai bem. Deveriam vestir tapetes como vestimenta, estão sempre debaixo dos pés de quem os alimenta.
    Raimundo Martins - Pará

    ResponderExcluir
  3. Raimundo Pereira Martins18 de novembro de 2011 09:32

    Meu nome é Raimundo Pereira Martins, por isso dois nomes acima. Desculpe

    ResponderExcluir
  4. Respeitável público, booooooa noiiiiiiite! A Câmara Municipal da cidade do bem querer apresenta o espetáculo de grande sucesso nestes últimos 11 anos, "atos maracutaicos", que retrata como a turma da cueca, do paletó, da meia e do bolso livre se identifica com a embolada: "embola pai, embola mãe, embola filho, eu também sou da família, eu também quero embolar". Com todo respeito aos artistas circenses, no executivo e no legislativo da cidade do bem querer, se esticar a lona vira circo. Hoje tem espetáculo na cidade do bem querer???? Tem sim senhor!!!!

    ResponderExcluir
  5. A irreverência, como em todos os setores e faze da nossa vida tem sua importância, não é mesmo? Pertinente o anônimo citar o circo, manifestação cultural de nossos antepassados para ironizar uma situação política na cidade do bem querer. Já que o circo foi inspiração do escrevinhador do blog, vamos recordar uma canção da MPB, cuja letra nos remete ao picadeiro dos arrogantes do poder: "todo mundo vai ao circo/ menos eu/menos eu/ como pagar ingresso/ se eu não tenho nada/ fico de fora espiando a bicharada.
    A minha vida é um circo/ sou acrobata na raça/ só não posso ser palhaço/ porque eu fico sem graça. Todo mundo vai ao circo/ menos eu...

    ResponderExcluir
  6. Terno, colarinho branco... é pertinente a exigência da vestimenta.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.