Who's amoung us?

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

ROUPA SUJA SE LAVA EM CASA


"Fernando,
 
seguem duas fotos que mostram bem o desleixo com o espaço público pela gestão João Izael. É por essa - e mil outras - que, quando um itabirano classe-média, recebe um amigo ou um parente distante e quer mostrar a ele uma cidade agradável, leva-o a Tiradentes, Ouro Preto, Diamantina... 

Varal de roupa de mendigo, ao lado do poema Banho, dos Caminhos Drummondianos, no parque Água Santa. Imagine o que um turista que presenciar uma miséria dessa falará de Itabira lá fora
 
Marcos Caldeira - O Trem". 
 
Resposta do blogueiro:

Pois é, caro Marcos... Se pelo menos fosse uma manifestação, sugerindo que o governo tomasse vergonha e iniciasse, logo, a lavagem de roupas sujas, ainda seria interessante. Pelo visto, não é. É mais uma prova contrária  da "cidade do bem viver".

2 comentários:

  1. ESSA FOTO É O RETRATO FIEL DA ITABIRA DE JOÃO IZAEL. DESLEIXO, INCOMPETENCIA E O POVO QUE SE DANE.

    ResponderExcluir
  2. A que ponto Itabira chegou? Que o povo tenha vergonhe na cara e nunca mais vote em políticos incompetentes do grupão. É isso aí que eles fazem com nossa cidade, deixando Itabira no mais comp0leto desleixo. Essa foto é para nos matar de vergonha.
    Noé do Campim Cheiroso.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.