Who's amoung us?

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

NOVELINHA ITABIRANA, À MEXICANA - 3° capítulo

E VIVA A CIDADANIA!
  
O prédio da Unifei foi, finalmente, inaugurado na segunda-feira passada, sob a aclamação da maioria dos itabiranos e os protestos dos alunos, diante do atraso de quase 4 anos para entrega de uma parte do campus, da ausência de um RU - Restaurante Universitário - e pelo meio passe para o caro transporte coletivo, a favor de todos os estudantes da cidade, em cumprimento de uma Lei esquecida, convenientemente.

Com relação à cobertura da imprensa, o Filhos do Cauê errou, ou melhor, eu errei. Depois que adiantei aqui a possibilidade de associação dos peladões com o movimento do protesto, para associá-los a baderneiros, acabamos vacinando uma possível reação governista, que preferiu usar a imprensa chapa-branca para falar só da inauguração e omitir o protesto. Ok, ficou  menos pior assim, convenhamos. Por questão de justiça, enumero os poucos que noticiaram o manifesto legítimo e que chegaram ao meu conhecimento, até agora: Defato Online, Via Comercial e Rádio Itabira. Algum mais na lista?
 
Temos o que comemorar a Unifei, sim, é claro. Grande feito e em excelente hora. E as primeiras contribuições, de cidadania, começam a ser expostas pelos alunos, fazendo com que os políticos repensem seus atos e interesses. Impostos são para atenderem ao povo. Para confundir, os governistas e o reitor Renato de Aquino, bem que tentaram vender a ideia de que os universitários da Unifei são privilegiados e que os impostos devem ser melhor aplicados,  quando alegaram que a população arcaria com os subsídios dos universitários. 
 
Muito esclarecidos, mais uma vez, as respostas vieram rápido nos blogues e nos fóruns das redes sociais, pelos alunos, quando defenderam o meio passe para TODOS os alunos, baseados na lei municipal de 1988 e até hoje não cumprida. Com relação ao RU, a moçada disparou a máxima que trata-se de investimento em educação, não gastos com educação. Fora as comparações com a corrupção, gastos abusivos com as câmaras, senado etc.
 

SEMANA PESADA
  
Cena absurda! Giselda Batista Martins, servidora do Fórum Desembargador Drummond, foi alvejada ontem à noite, por assaltantes no pacato e bucólico Restaurante Trattoria, no Pará. Assustada com a audácia, passa bem.

Os bandidos foram capturados e tomara que paguem caro pelos atos. À Giselda e todos familiares, nossos votos para que superem prontamente à mais essa violência, na cidade.
 
DINDIM NA PRAÇA

Cerca de 95% dos servidores da prefeitura, equivalentes a 2.350 beneficiados, devem estar satisfeitos. O primeiro lote para devolução do Funcapi, no total de 19,5 milhões de reais, já foram liberados. Até o dia 14 de novembro, o prefeito promete devolver o restante.
 
A partir de janeiro, segundo a Defato Online, entra em vigor o Itabiraprev - Regime Próprio de Previdência Social. 
  
Vitória para os governo Izael e não venham reclamar depois que ficou faltando dinheiro, porque, ao assinarem o acordo, abrem mão da conferência, que seria feita sob os olhares dos advogados que os defendiam e do sindicato.

Um comentário:

  1. fernando, estou lembrando quando o estudante de Itabira em passeata fizeram o interro doPrefeito Jackson e sua secretaria de educação Maria Pandoffi, ilhando o prefeito no cine atletico e jogaram até tomate e ovo nele, ainda bem que os nosso foram bem educados....
    o julio macha acompanhou tudo com otimo soldado e jogando os os tomates e ovos no prefeito que teve que sair agachado em uma kombi.
    voce se lembra como o joao pega o boi de nao sair assim como saiu nosso prefeito jackson.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.