Who's amoung us?

quarta-feira, 8 de maio de 2013

A DEFESA SALARIAL E O PREÇO DO PATO

(Itabira)
LADO UM:
Servidores da públicos municipais reivindicam reajuste salarial e reposição acumulados por perdas de imediatos 23,82%. Os cálculos parecem justos, até porque eles chegaram a ficar 2 anos com reajuste zero, no governo do João Izael, além de reajustes abaixo do esperado nos demais anos.

LADO DOIS:
O prefeito Damon de Sena propôs 10% imediatos e o restante a negociar ao longo do mandato, além de uma série de benefícios novos (clique aqui para ver).
Segundo o prefeito, é o máximo que ele pode dar sem comprometer o orçamento e os projetos de governo, cujo orçamento foi votado na gestão anterior e não previa tal aumento. Afinal, o governo dele deve contemplar toda a população (110 mil habitantes), a proposta é uma das maiores da região e chega a ser bem razoável, por estar a poucos meses no poder.

LADO TRÊS (O POVO):
Após recusarem a contraproposta, os servidores entraram em greve e quem paga o pato é a população, que passa a não contar com os serviços básicos. Os lixos se amontoam nas portas, tivemos informações que alguns servidores do Saae cismaram de racionar o fornecimento de água na Eta Gatos em 30% por sabotagem e há quem acuse o prefeito da sujeira.
Segundo publicações, por lei e em greve, o Sindicato dos Servidores deve manter 30% da mão-de-obra efetiva, para garantia da manutenção dos serviços básicos.


OUTROS LADOS:
  • Prefeitura de João Monlevade oferece reajuste ZERO e fim de papo.
  • Prefeitura de BH propôs 6,2%.
  • Prefeitura de Santa Bárbara aumentou em 7,81%.
  • Prefeitura de São Gonçalo deu 12% e mais uma gratificação (14º Salário) sujeita a avaliação da chefia, podendo ser restrita para os “chegados”. No ano passado, os secretários, prefeito e vice tiveram cerca de 100% de aumento.
  • No ano passado, os secretários, prefeito e vice de Itabira tiveram aumentos de 66,3% para os secretários e 32,65% para o prefeito e vice, mas são reajustes que só podem ocorrer de 4 em 4 anos (períodos de eleições municipais), válidos para o exercício seguinte, tal como ocorreu em São Gonçalo.
  • Empregados da Arcelor-Mittal Monlevade aceitaram reajuste de 5,58%.
  • Petrobrás concedeu 8,16% em 2012.
  • Vale deu 8,6% em 2011 e novo acordo coletivo deverá iniciar em julho deste ano.

2 comentários:

  1. Olha, o senhor blogueiro fazendo propaganda boa pra prefeitura de São Gonçalo...ate que enfim enxergou as coisas boas em caro Fernando!!!

    ResponderExcluir
  2. E sobre o prêmio que estamos recebendo aqui em Belo Horizonte neste exato momento?

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.