Who's amoung us?

quarta-feira, 20 de abril de 2011

JOGOS DE AZAR


PÉSSIMO MODELO

Num governo comporto por dezenas de partidos, cujas secretarias foram loteadas por compromissos políticos, acaba criando um modelo de gestão, que tem como epicentro os interesses mesquinhos pessoais  e partidários.

E quando o regente maior se furta a assumir seu papel de lider, culmina na desordem geral, no ostracismo, nos desmandos. Para ser prefeito gestor, de verdade, é necessário, de imediato, fazer a opção óbvia: a quem vai servir? Ao povo que o elegeu ou aos companheiros? Por mais equilibrado que seja, não há jeito de agradar a todos.

AQUI, NA TERRINHA...

Ontem li, na Defato Online um joguetezinho de empurra-empurra, que evidencia o atual cenário de falta de lider no governo municipal. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Rodrigo Zefferino, divulgou na imprensa que o Parque da Água Santa seria adotado pelo Saae de Itabira. Aí, o Élio Quadrado-PMDB deu logo o grito. Rebateu dizendo que ele não havia se comprometido com isso, que teriam que pensar muito e, em tom de deboche, classificou a indicação como ‘presente de grego’. Não bastasse isso, tratou logo de indicar a Secretaria de Turismo para abraçar o abandonado Parque.

Como vêem, sobram problemas sem solução e não se trata de falta de mão-de-obra e de gente. Faltam mesmo gente que queira trabalhar e um bom líder, com pulso firme.

COMPETÊNCIAS

Em Itabira, vivemos numa arena com jogos de batata-quente, cabo-de-guerra e de quedas-de-braço. Em cena, como participantes, os gestores e fiscalizadores municipais. Na claque, aplaudindo abestados, os eleitores, contribuintes e cidadãos. São típicos jogos de azar, nos quais o azar é teu.

Ao sermos lançados no jogo, nós ficamos a imaginar de quem seria a competência de assumir os parques. Seria legal se o Saae e/ou a Itaurb assumissem praças e jardins da cidade, para dar bons exemplos. Seria se as instituições estivessem equilibradas, enxutas e com seus deveres principais em dia. O Saae, por exemplo, tem um imenso desafio pela frente que é suprir a cidade com água, devendo ter que bombear águas do rio Tanque. Ambos, ainda padecem com fortíssimos indícios de cabides de emprego.

Então, ainda sobram várias secretarias afins, poderia ser do Desenvolvimento Urbano, ou do Meio Ambiente, ou do Turismo... Vejam só, não faltam opções de indicações, sinais de muita gente à disposição e sem vontade de fazer. E cadê o prefeito?

Um comentário:

  1. Acho que foi o próprio Jão Izael em 2007 que enviou a lei Adote o Verde, que naverdade deveria se chamar Adote uma Praça, à Câmara de Vereadores, foi aprovado e o próprio a sanciou.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.