Who's amoung us?

segunda-feira, 18 de abril de 2011

PUTEMBERG!


Putemberg... Essa foi phoda!

O senador e ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), foi flagrado numa blitzen neste final de semana, no Rio de Janeiro, no Leblon, em companhia de sua namorada, dirigindo uma Land Rover com a sua CNH vencida.

E o pior, os policiais pediram ao senador para soprar o etilômetro, vulgo bafômetro, e ele se negou a atender, alegando que "uma vez constatado o vencimento do documento de habilitação e providenciado outro motorista para condução do veículo" já "dispensaria" o teste, se furtando das apreenções do veículo e dele.


Segundo o Estadão, Aécio foi multado em R$ 957,70, por recusar o bafômetro, e em R$ 191, 54, pela habilitação vencida. O senador foi liberado por não apresentar sinais de embriaguez, conforme alegaram os policiais. Mas, porém, todavia, contudo... se recusou a soprar o aparelhinho...

Foram dois flagrantes maus exemplos. É o que tenho dito aqui... Aécio cumpriu com dois produtivos mandatos no governo de Minas, mas começou a andar (ou permitir andar) mal acompanhado, achando que poderia dar cobertura para limpeza de nomes sujos da política itabirana e começou a abrir o bico contra o governo Dilma, para se projetar como presidenciável. Trajetória que vai resultar em franca queda. Bico grande e muito aberto, pesa e faz cair do galho.



2 comentários:

  1. Os caciques do PSDB com toda certeza vão querer dizer que tudo isso não é verdade, apesar das evidências e dirão que é mais um factóide(criado pela oposição) "para desviar a atenção do povo para os verdadeiros problemas do país". Leia-se, talvez o evento envolvendo o senador, seja efeito de uma eminente depressão, por não suportar o sucesso da atual presidente do sexo feminino. Ela lidera e controla com maestria um batalhão de machistas, é do PT. Partido adversário e desafeto do Aécio.

    ResponderExcluir
  2. Está sobrando abafômetro no país e faltando gente séria.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.