Who's amoung us?

terça-feira, 26 de abril de 2011

ONDE ESTARÁ WALLY?


Agora está bemmmm mais fácil. Não viram ainda??? Ali, ó. Logo ali, atrás da menina de blusa azul. Não viram? Então deixa pra lá. Melhor para quem quiser vê-lo é ir ao seminário do Programa Agenda 2012. Será que é para anunciarem que o sumido Wally será candidato a prefeito, com o Banana atrás? Ops... pegou mal. Como vice, quero dizer.

À título de ajuda, fica a dica. Sugerimos ao marqueteiro-mór, Peron Colombo, para fazer um banner de uns 10 metros de altura, do Wally com seu chefe no gabinete do governador, na Cidade Administrativa, só para calar a boca desses filhos-da-p..., ops, Filhos-do-Cauê, gente! Descupem aí. Estou às voltas com este teclado do novo notebook.

P.S: Deixo mais uma dica. Só não vale usar a mesma foto usada naquele panfleto de campanha, que colocava o Neidson com 45,2% de intenções de votos e bem acima do Anastasia, que aparecia com 37%. Pega mal.

2 comentários:

  1. Fernandinho, não duvide da capacidade de vitória do Neidson. Uma vez ele jogou par ou ímpar com o espelho, pediu ímpar, e ganhou... :)

    ResponderExcluir
  2. wally nao é o garotinho parado atraz da menina de azul, ele esta encima da barraca"vermelha e branca" perto do homem negro de short's verde
    e a piadinha foi péssima =D

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.