Who's amoung us?

terça-feira, 12 de abril de 2011

O QUE É DE CESAR...

É de Cesar e pronto.

A PRESSA

Ontem, o prefeito João Izael surpreendeu todos os vereadores com um projeto para aprovação imediata, via reunião extraordinária: Abertura de crédito adicional especial ao Orçamento Fiscal, de 180 mil reais, como contrapartida do município, para implantação de um Restaurante Popular. Excelente iniciativa do prefeito, não nos restam dúvidas.

Tamanha foi a pressa, que pegou todos os vereadores, inclusive o líder do governo de calças nas mãos, a ponto deles aprovarem, com muitos resmungos, não compreendendo o porquê de tamanha pressa.  Em matéria no Diário de Itabira de hoje, os destaques foram o montante investido pelo município e o autor do projeto, o prefeito João Izael. 

O motivo da pressa tem razão. O município tem só até amanhã, para apresentar a proposta para o Governo Federal, sujeito à aprovação até o dia 25 de maio.

AI, AI, AI...

Provavelmente, vieram daí as queixas dos edis. Eles não tiveram a oportunidade de vender o peixe como "indicação deles". João Izael, mais que depressa e como bom samaritano, aderiu e tratou logo de disponibilizar não os 8%, mas 10% à título de contrapartida municipal, bem como indicou um terreno, não indentificado na matéria, citado apenas que localiza-se na Avenida das Rosas, com 3.016,50m², para construir o restaurante. Localização ideal, por ser bem no centro da cidade, onde trabalham os comerciários, que são futuros clientes do Restaurante.

A bem da verdade, vimos, dias atrás, que tais iniciativas partiram do PT itabirano, mais precisamente do Alexandre Banana, em conjunto com o presidente da casa, o Tãozinho Leite-PP. Ou seja, o primeiro fruto de um enxerto que não víamos com possibilidades de frutificação. Inclusive nós, do Filhos-do-Cauê, temos que dar as mãos à palmatória, porque, também, não acreditávamos em nenhum resultado positivo da ida do PT para o grupão, que valesse para a cidade. As conversas, pelo que soubemos, foram costuradas entre o Banana, Tãozinho e Patrus Ananias-PT. 

CIDADE SUI GENERIS

Vivemos, portanto, mais situações inusitadas na política itabirana. Primeiro (e é a primeira vez que vejo),  um diretor da Câmara de Vereadores (ex-vereador, diga-se de passagem) ir além dos edis. Foi muito mais eficiente, além de custar muito menos para os cofres públicos. Segundo, é o esforço do prefeito, que precisa, urgentemente, recuperar sua desgastada imagem, ter que se encostar no partido que tanto bateu em sua campanha, porque o investimento maior, dos 90%, partirá do governo da Dilma Rousseff, se for aprovado. João, PP e companhia não iriam tão longe, não fosse a estranhíssima coligação. 

Daí, a pergunta, será o histórico desafeto PT itabirano a salvação para o João Izael?

E mais, de qualquer forma, parabéns para o Prefeito, por ter apoiado, ainda que por necessidade de sobrevivência.

3 comentários:

  1. Dá-lhe Banana!!! É isto aê!

    ResponderExcluir
  2. Aqui, o Prefeito João tinha prometido o Restaurante Populae na campanha dele. Ele que merecem elogio, viu!

    Maria Ap. Gomes /// Eldorado

    ResponderExcluir
  3. Realmente se for mesmo aprovado e construído o restaurante será ponto para o prefeito, ainda que "não só de pão viva o homem"...
    Se ele tiver a mesma lucidez para em tão curto período de tempo, cumprir com as tantas outras promessas, pode até não conseguir fazer seu sucessor, ou reconstituir sua imagem queimada, mas com toda certeza respirará aliviado. Por ter tranquilidade de sair às ruas sem ser confundido como criação do carpinteiro Geppeto.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.