Who's amoung us?

quarta-feira, 1 de junho de 2011

DESVIOS NA BR-381

Projeto do desvio da BR-381, que propõe um atalho entre São Gonçalo e Nova Era,
passando mais próximo por Itabira.

Segundo o portal de notícias 'Serra do Caraça', o Dnit propõe um atalho para ligar a BR-381 direto de São Gonçalo do Rio Abaixo, para Nova Era, deixando de passar por João Monlevade. A partir deste ponto, em São Gonçalo, até João Monlevade, a BR-381 vai voltar a se chamar BR-262, antigo nome da rodovia.  Este trecho da BR-262 vai ser revitalizado e, em alguns pontos, a pista será duplicada. 

Quem não está gostando da proposta são os monlevadenses, porque a cidade se tornou pólo comercial regional graças à proximidade da BR-381 e da BR-262. Com a redução do tráfego, pode vir a perder negócios. “O prejuízo para João Monlevade será muito grande. Os postos de gasolina, hotéis e restaurantes, principalmente os que funcionam como paradas de ônibus, vão sofrer com o desvio da BR-381 para Nova Era”, defende o presidente do Instituto Solar, Clésio Gonçalves. O Instituto Solar, segundo informa o Serra do Caraça, é uma organização não-governamental que trabalha na prevenção de acidentes na BR-381. 

A questão que nos afeta é, portanto, o quanto que a BR-381 passará próxima ou não da sede de Itabira. Para sabermos se ganhamos e disputamos o espaço com Monlevade, para reafirmar a cidade como polo comercial regional e que me desculpem os vizinhos, ou se devemos nos unir no coro com eles, caso a alteração em nada auxilie e só os prejudique.

E o pior que, até o momento, não vi nenhum político nosso na defesa dos nossos interesses, nem ouvi nenhuma articulação por parte da Acita e da CDL de Itabira. Já os políticos monlevadenses... estão ligados como sempre. Não será nenhuma surpresa para mim, nem para vocês, leitores, se o desvio for confirmado e alguns aproveitadores, tipo 'embaixadores' de Itabira, virem com o discurso que o desvio só veio depois que eles 'indicaram', que tiveram que adotar a estratégia do silêncio para não chamar a atenção no início e blá...blá...blá...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.