Who's amoung us?

sexta-feira, 20 de maio de 2011

MELOU A BOCA LIVRE DE HOJE

Bicudo me parou na rua, para protestar a nota que dei aqui, sobre a Unifei.

Hoje seria a inauguração do prédio da Unifei/Itabira, tido como o dia do "falou quem pode, obedece quem tem juízo", segundo defendeu o colega colunista do Diário de Itabira, Marcos Gabiroba (Clique aqui para ler), sobre a determinação do prefeito (não obedecida, é claro).

Em outra postagem nossa (clique aqui para ler), chamamos a data da inauguração de Dia D, de decisivo, porque eu queria saber qual seria a orientação do cerimonial, se serviriam uns comes-e-bebes, como de costume nas festas de inaugurações deste porte, ou não, por temerem alguma reação ou manifesto dos estudantes da Unifei, que encontram-se inconformados com a ausência de um RU-Restaurante Universitário subsidiado, como das outras universidades federais, nas novíssimas e "modernas" instalações. Ou seja, só se esqueceram de uns detalhezinhos bobos... que os meninos estudam lá o dia inteiro, que a passagem é das mais caras de Minas, que não há qualquer outro local para alimentarem a menos de uns 5 a 10 quilômetros... Detalhes, só detalhes sem relevância... Ainda na minha nota, acabei dando a idéia, quando alertei: se, pelo menos, tivessem marcada a data para um dia não letivo, para evitar este constrangimento. E o Bicudo tem razão. Ah... língua danada! Ô arrependimento, sô!

Por causa do meu bocão, o evento foi adiado e a moçada perdeu a boca livre. Foi mal, pessoal. Fico devendo esta...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.