Who's amoung us?

terça-feira, 24 de maio de 2011

AS CHANCES DE DAMON

Andam me perguntando se Damon é imbatível nas eleições para prefeito de Itabira no ano que vem.

Respondo que é uma pergunta que até eu me faço, mesmo sabendo que resposta não há.

O que sei é que política não se ganha de véspera e que quem acha que está praticamente eleito, na realidade está começando a perder.

Não há como negar, no entanto, a grande vantagem que o médico Damon Sena tem hoje sobre os seus possíveis futuros concorrentes ao cargo de mandatário da maior cidade da região.

Os números das eleições anteriores somados à baixa avaliação do atual governo, o credenciam como principal pré-candidato nas eleições que se aproximam. Daí a ganha-las, vai uma distância quilométrica.

No meu parco entendimento sujeito democraticamente a todas as contestações, Damon Sena não é o atual prefeito de Itabira por vários motivos onde certamente se incluem erros da consultoria de marketing, mas se destacam a falta de dinheiro e de base política que a amplitude do cargo pretendido exige.

Basta dizer que Damon perdeu por pouco mais de 3 mil votos, mas não conseguiu eleger nenhum vereador da base política que o apoiava. E o custo de sua campanha não atingiu 20% do total gasto pela campanha do adversário.

Se Damon Sena for o último eleitor de Itabira a acreditar que está praticamente eleito, se ampliar sua base política com a devida capacidade de articulação, se concretizar apoio de gente de expressão e respeito na comunidade, se parar de falar que não aceita apoio de ninguém que está no grupão, se garantir recursos financeiros para a campanha e agregar lideranças em torno de seu projeto, ficará cada dia mais imbatível.

Caso contrário, uma avenida de possibilidades se abre na disputa pela Prefeitura de Itabira. A campanha eleitoral propriamente dita só se inicia em julho do ano que vem. O processo político, no entanto, já começou e caminha acelerado nos bastidores. E tal qual na justiça, a política também não socorre quem dorme no ponto.

DAS POSSIBILIDADES

A Agenda 2012 praticamente tirou do ex-vereador petista Alexandre Banana sua até então natural pré-candidatura a vice na chapa do médico Damon Sena. De resto, pode ter afastado também do verde a já quase tradicional aliança com o Partido dos Trabalhadores.

Sem o PT e distante do PMDB que o abandonou no início da campanha de 2008, onde Damon vai buscar apoio para recompor e ampliar sua base política?

Este é o grande desafio para o principal pré-candidato a prefeito de Itabira.

Como as nuvens de hoje certamente não terão o mesmo formato amanhã, impossível descartar uma reaproximação que unisse PV-PT-PMDB.

Mas esses caminhos, no entanto, podem passar por novos nomes como Bernardo Mucida ou Reginaldo Calixto, que são o que há de novo na política itabirana.

Fora isso há um início de conversa com o PDT, já liberado inclusive por integrante do atual governo, apesar dessa liberação ainda representar um código a ser decifrado. E tem também o atualmente solteiro PSDB que pode pesar na composição das forças que disputarão o voto do eleitor itabirano no ano que vem.

Resumo da ópera: está em curso o período de articulação política nos bastidores dos partidos. Ao seu final veremos um Damon mais forte ou novas possibilidades se fortalecendo. Tudo vai depender da capacidade de cada um.

3 comentários:

  1. Dr. Damom, porque não mostra a cara?
    Cadê você? ou melhor quem é vc?
    Será um Ninja? se for concerteza é imbatível...

    ResponderExcluir
  2. Boa Márcio, é sempre bom ler suas considerações. Em Itabira, a situação da turma da Grupão está desesperadora. A popularidade decadente do governo é algo nunca antes vista nesta terrinha e muitos "aliados" estão se debandando, deixando prá trás as mãos podres que os alimentaram durante anos, na esperança que o povo esqueça essa aliança e os veja como homens e mulheres que querem o melhor para Itabira e não para o seus próprios bolsos. A situação por aqui está tão feia que o próprio ato de ficar calado demonstra estar "culiado" ao Grupão, por isso, acredito que é necessário dizer sim que não quer ninguém do Grupão ao seu lado (com relação a Damon). Hoje, é demonstração de coragem dizer que o Grupão é uma raça a ser extirpada da sociedade Itabirana.

    ResponderExcluir
  3. Damon, "articular" ou "agregar"??? Parece até piada Márcio, ou você não acompanha bem as coisas de Itabira. O Damon não conseguiu nem manter junto dele os que o apoiaram em 2008, que dirá "agregar" mais forças... E não estou falando de partidos políticos (leia-se PT), não. Estou falando de pessoas, militantes que acreditavam nele. O Damon e o Jadirão, infelizmente, parece que pensam igual aos construtores do Titanic: "Nem Deus os afunda". Mas, se esquecem que, mais cedo ou mais tarde, toda arrogância será castigada, ou pelo menos desnudada. E digo mais: em 2012 não será tão fácil como em 2008, com apenas dois candidatos. Em 2008, Damon teve 32 mil votos por que, para muitos, era o menos pior. Ano que vem será diferente. Ainda bem!

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.