Who's amoung us?

domingo, 22 de maio de 2011

A nova moda


28 de abril de 2011, quinta feira

Acordei cedo, muita matéria para estudar, provas a vista. Ao meio dia um saboroso almoço feito por minha mãe. No período da tarde, participei da audiência pública da Assembléia Legislativa de MG realizada para discutir a questão dos moradores do Bairro Drummond. Por volta de 15 horas decidi comprar o ingresso para o show da dupla famosa do sertanejo universitário, Jorge e Mateus. E durante a noite, o que aconteceu? A sim, a surpresa: o show foi cancelado.

20 de maio de 2011, sexta feira

Tempo corrido, muito trabalho durante o dia e preocupação em relação a prova de Ciência Política do professor Bernado Mucida. Dessa vez a sorte de se quer poder pensar em ir a outro show, a do cantor de pagode Belo. No sábado para mim o dia ia começar cedo. Agora a notícia: mais uma vez o público foi surpreendido com a ausência do cantor e a quebradeira que aconteceu no parque de exposições.


Onde estão os organizadores?

Ao que tudo indica, a moda pegou. Dois shows cancelados em pouco mais de um mês. E o pior, a organização dos dois eventos era a mesma. Em primeiro lugar, aqueles que compraram o ingresso, querem saber para ontem como vão ser ressarcidos. Cabe ao Procon intervir e garantir esse direito a todos. Em segundo lugar a população precisa estar ciente de quem são esses promotores de furada. A palavra de ordem agora é boicote. Por último, cabe ao poder público não ter relação alguma com esse tipo de gente que pensa poder enganar a todos.

Em uma cidade como Itabira, onde as atrações culturais e opções de entretenimento são parcas é questão de interesse público o cancelamento de shows como o que viemos assistindo. Para evitar esse tipo de constrangimento é fundamental que a PMI, através da Fundação Cultural, volte a ser protagonista na realização de eventos na cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.