Who's amoung us?

sexta-feira, 27 de maio de 2011

PADROEIRA DO BRASIL EM SÃO GONÇALO

Igreja matriz, pronta para receber a Imagem da padroeira do Brasil,
depois de anos de obras de restauração, realizadas pela prefeitura local.
Helicóptero com a Imagem de Nossa Senhora Aparecida
sobrevoa a Matriz de São Gonçalo e lança chuva de pétalas de rosas.


Padre Fernando Andrade conduz a Imagem numa procissão pela cidade.

Missa de Consagração da Visita, peregrinos e fiéis locais lotam a Matriz.

Em meio ao povo, o prefeito Nozinho, durante a primeira missa da visita da Imagem.

Um comentário:

  1. Gente,

    reparei um detalhe... Vejam só. O Nozinho não andou no carro com a Santa, nem ficou no andor. Olhe ele aí, no meio do povo!

    já o João Izael e o Gustavo Prandini, quando a Santa esteve aqui e em Monlevade, a Igreja pos os prefeitos na frente de tudo, numa politicagem danada.

    As diferenças estãa nas popularidades. Nozinho em altíssima posicao. Os outros pobres coitados, abaixo do ridículo.

    É por isso que eu sempre digo. Ofícios religiosos e políticos junto não dá certo. Cada um na sua.

    Parabéns pro Nozinho, homem do povo, e pro padre de Sao Gonlaço.

    Du Expediente,
    De perto do gabinete.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.