Who's amoung us?

quinta-feira, 5 de maio de 2011

NA MESMA MOEDA




 
Um grupo de jovens itabiranos, insatisfeitos com os abusivos aumentos nos combustíveis,  farão um protesto pacífico no dia 07 próximo. Eles planejam abastecer seus veículos com valor igual ou inferior a R$0,50, pagar com cartão de crédito ou nota de alto valor e cobrar o cupom fiscal aos frentistas. Com estas ações, eles acreditam que o custo com os impostos e a própria operação em si, deixarão os donos de postos sem lucro.

Pelo que se pode notar, há anos, os preços dos combustíveis na cidade são praticamente idênticos, indicando prática conhecida como cartel. Entretanto, os recentes aumentos têm sido "justificados" pela entresafra da cana-de-açúcar. De qualquer forma, o movimento propõe ser pacífico e bem humorado, portanto, válido como remédio para abaixar os preços, quase iguais dos postos.

As articulações da mobilização partiram das redes sociais, como Facebook, Twitter, Orkut e blogues e já contabilizam dezenas de cidades que protestaram de semelhantes formas, Brasil afora. E eles estão muito bem preparados. Recebemos um release, com marca do evento, com direito a acompanharmos tudo online (ao vivo), pelo endereço do FunPage de evento do Facebook (https://www.facebook.com/pages/Na-Mesma-Moeda-ItabiraMG/173040229416928) ou pela hashtag do Twitter: #NaMesmaMoeda.


É isso aí, galera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.