Who's amoung us?

quarta-feira, 25 de maio de 2011

NOSSA SENHORA APARECIDA


Por volta das 4 e meia da tarde, do dia 26, a imagem da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, chega a São Gonçalo do Rio Abaixo, no parque de Exposições Edirlei Márcio Moreira Lacerda.

Intensa programação, com orações do Terço e Ofício de Nossa Senhora, visitas a escolas, Apae, ao Centro de Saúde e missas, prometem celebrar a visita e a entrega das obras de restauração da centenária matriz, realizada pela prefeitura local, que ficou uma beleza.

A imagem fica na cidade até o dia 28, sábado, quando retorna para sua origem.

O convite veio do padre Fernando Andrade, da paróquia local.

Um comentário:

  1. Lá em São Gonçalo pelo menos a imagem não precisará ser instrumentalizada, o Governo Municipal está bem avaliado e em paz com a população. Bem diferente de Itabira. Fazendo uma viagem ao túnel do tempo, aquela época em que a santa aportou aqui na cidade vinda das alturas naquela mega produção à exemplo das grandes divas pop americanas, foi lamentável aturar a conivência de alguns padres da igreja católica em aceitar o pitaco do prefeito e o grupão que precisavam de projeção. Desta vez, graças a Deus por coerência e bom senso, não vamos ter de engolir um sacrilégio de receber a santa na cidade de Itabira sobre as mesmas condições daquela época e podemos respirar aliviados. Nossa Senhora não se sentiria confortável e nem os que realmente levam a sério a religião que professam.

    ResponderExcluir

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.