Who's amoung us?

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Onde estão as obras?

Como regra geral, para aprovar um governo municipal, a maioria das pessoas utilizam o critério de quantas e quais obras são feitas na cidade. Deixando de lado qual é a melhor forma para se avaliar um dirigente, se resolvermos seguir esse critério, o governo João Izael vai de mal a pior.


Durante a última reunião na Câmara Municipal o Secretário de Obras da PMI apresentou o cronograma das obras que serão realizadas no bairro Gabiroba. O que se pode dizer sobre isso é: antes tarde do que nunca!


Por todo lado existe em Itabira um sentimento de abandono. Buracos nas vias, parques jogados as traças e para além disso, um verdadeiro descaso em relação ao que é público. Como é rotina no país, ao aproximar de um novo pleito, os chefes do executivo começam a falar na realização de obras. Na maioria das vezes essas obras são anseios antigos da população e por isso acabam revertendo em dividendos eleitorais para os candidatos da situação.


Para quem não tem memória curta vai o aviso, quando houve o debate na Câmara sobre o projeto Boulevard, começou a ser feito pela cidade uma discussão fundamental sobre o que deveria ser prioridade no município e uma delas era a realização da obra anunciada tardiamente pelo secretário. O povo itabirano precisa desde já se preparar para as eleições do ano que vem. Aparecerão muitos que irão prometer mundos e fundos e na hora de realizar ninguém sabe ninguém viu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São aceitos comentários com autoria não identificada (anônimos), desde que não exponham ou citem nomes de pessoas ou instituições de formas pejorativa, caluniosa, injuriosa ou difamatória e mesmo que sejam expostos de forma subliminar ou velada.

Durante o período eleitoral, não serão publicados comentários que citem nomes de candidatos, nem de forma elogiosa, nem crítica.

Caso queira postar uma denúncia, é necessária a identificação do autor (nome completo e e-mail para contato), para que o comentário seja validado. Caso não possa se expor, envie um e-mail para a editoria (contatoitafq@yahoo.com.br), para que a denúncia seja apurada e certificarmos que há condições legais e justas para pautarmos uma postagem.

EM FASE EXPERIMENTAL: Os interessados que tiverem conta no Facebook e que não queiram seus comentários submetidos à moderação podem solicitar as suas inclusões no grupo de discussões "Filhos das Minas", ou, caso já seja participante dele, basta postar seu comentário diretamente no Facebook.